Chico Vartulli entrevista Gabriel Monteiro de Castro, dermatologista conceituado do Rio de Janeiro

O jovem dermatologista Gabriel Monteiro de Castro no seu consultório em Ipanema.

Gabriel Monteiro de Castro é médico graduado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e Dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Iniciou sua carreira nos tempos de pós-graduação enquanto trabalhava em um hospital oncológico como clínico geral, posição que lhe deu bastante experiência em doenças crônicas e sua correlação com a dermatologia, acreditando que o dermatologista deve estar sempre atualizado como um todo, saindo do lugar comum do botox e preenchimento e sabendo tratar doenças em geral. 

Gabriel no congresso mundial de dermatologia, em Milão, Itália.

Atualmente com o cenário do coronavírus, o dermatologista pode identificar alterações na pele compatíveis com uma infecção viral (como corona, dengue, chikungunya) e encaminhar para a realização de exames para confirmar o caso junto a outra equipe de especialistas. 

Gabriel em evento internacional sobre o estímulo do colágeno.

Vivendo em uma época que com os avanços nessa área  se pode adiar uma cirurgia plástica por vários anos. “As técnicas atuais de estímulo de colágeno, seja por injeções por baixo da pele ou por máquinas de laser, trazem um excelente resultado e são procedimentos que não afastam o paciente de sua rotina”, comenta Gabriel sobre os procedimentos, todos realizados em consultório.  

Duas das máquinas mais em alta no momento são o Fotona 4D, que promove rejuvenescimento, melhora a textura e qualidade da pele, flacidez e melhora do contorno facial, queridinho de celebridades como Kim Kardashian. Outro procedimento em alta é o ultra former, um ultrassom microfocado que vai até a camada muscular fazer com que a pele do rosto tenha um efeito lifting e, com sessões anuais, posterga-se muito a necessidade de cirurgia plástica.

O profissional fazendo uma tricoscopia, exame do couro cabeludo, que pode identificar doenças pelo computador

Não podemos esquecer que o dermatologista também é o responsável pelos cuidados com os cabelos. Uma da principais doenças que podemos evitar é a alopécia androgenética (calvície masculina e feminina). 

Hoje, por meio de técnicas como o MMP, que injeta medicamentos direto no couro cabeludo, é possível trazer de volta boa parte dos cabelos, se o caso não for muito avançado.”Para casos mais avançados existe o transplante capilar com técnicas cada vez mais modernas e naturais”, fala o dermatologista.

Gabriel Monteiro com as participantes de um curso sobre Cosmiatria, em Niterói.

O  profissional tem o prazer de trabalhar com todas essas tecnologias no seu consultório que, por trazerem resultados tão bons, conquistam cada vez mais clientes: “Sou muito apaixonado pela minha profissão e pelo fato de poder ajudar o outro e restaurar sua autoestima e confiança. Não me vejo fazendo outra coisa que não minha amada dermatologia”, finaliza. 

Dr. Gabriel Monteiro de Castro com seu companheiro André Ramos em noite de celebração.
Compartilhe nas redes sociais
Pin Share
Publicação Anterior

Papa pede o fim do egocentrismo no mundo em meio à pandemia do coronavírus

Próxima Publicação

Amal e George Clooney doam R$ 5,1 milhões para ONGs que atuam na luta contra a Covid-19

237 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.