Ana Jardim: 'Lar doce lar'

Amigos, 

 Acredito que há muito tempo, a maioria das pessoas não sentia o perfume, o gosto e o prazer de estarem em suas próprias casas. A correria era tanta, antes deste momento raro, em que o “mundo parou”, que se esqueceram de como seu lar pode ser doce.

Vocês se lembram de quando, ansiosamente, muitos reclamavam que não encontravam tempo nem para respirar?  Pois é, agora que forçosamente todos tivemos que parar, o caminho é sermos criativos, para que o pânico não se instale em nossas vidas e na das pessoas que nos rodeiam. Assim sendo, relaxar e reinventar nossas rotinas, evitando o  desperdício de  suspiros de alegria, é o que há para essa triste fase que vai passar.

A propósito, vocês já disseram eu te amo hoje? 

Deram atenção a um idoso? 

Sorriram? 

Saldaram o sol ou a lua? 

Reviram suas crenças e valores? Conversaram com o seu eu?

A hora é agora!

Eu sugiro que aproveitem esta pausa, para se conectarem com a força do equilíbrio, começando por um tour dentro de suas casas, aplicando técnicas de harmonização do lar. Eu lhes garanto que muitas coisas vão mudar, partindo de fora para dentro.

A partir da década de sessenta, os ocidentais descobriram a cultura do oriente. Em meio a protestos contra as guerras, incorporamos muitos valores dos nossos amigos do outro lado do mundo, principalmente pela necessidade do cuidado com o corpo, mente e espírito.

Passadas quatro décadas, conscientizamos-nos de que a casa onde vivemos também merece cuidados e atenções, já que reflete nossa personalidade e estilo de vida. Nosso cantinho no mundo deveria trazer aconchego e proteção de todos os males, o que, infelizmente, nem sempre acontece. Mas nada está perdido. 

Existem várias técnicas de harmonização do lar. Na próxima semana, vou lhes apresentar a prática do Feng Shui, cujo objetivo principal é deixar fluir livre pela casa as energias positivas que nos trazem saúde, bem estar, paz e prosperidade. Mas antes disto, eu gostaria de lhes pedir um favor: sorriam para a vida!

Obrigada!

Se cuidem e até semana que vem!

Ana Jardim.

Publicação Anterior

Flávio Santos e a primeira travessia aérea do Atlântico Sul

Próxima Publicação

Estudo indica que empresas portuguesas estão preocupadas com ataques cibernéticos

822 Comentários