Xandy Novaski entrevista a modelo e atriz Luiza Brunet

LUÍZA BRUNET - Crédito Pedro Arieta @pedroarieta

O crescimento no número de agressões contra as mulheres tem aumentado durante a quarentena. Entretanto, se há subnotificação, ela já vem muito antes da pandemia de covid-19. Seja por medo ou até vergonha, há um muro gigante a ser quebrado para que olhemos adiante no que se refere à proteção da mulher. 

A Lei Maria da Penha tem sido uma ferramenta importantíssima para as mulheres no Brasil. E foi através dela que medidas protetivas se tornaram realidade. O Instituto Maria da Penha, por exemplo, inaugurou seu espaço em Recife – PE, tendo à frente a socióloga e professora Regina Célia Barbosa, idealizadora da entidade.

E é sobre isso que a bela e talentosa LUÍZA BRUNET falou com a gente, sobre sua luta pela causa. Um depoimento instrutivo e emocionante, que você terá o privilégio de apreciar e, por que não, levantar conosco essa bandeira!

LUÍZA BRUNET - Crédito Sérgio Saraiva @sergio.saraiva

1)      Quero iniciar apontando a questão do distanciamento social que ascendeu os casos de violência doméstica no Brasil. Mesmo diante dos registros feitos pelas mulheres, podemos estar diante de subnotificações? Por quê?

A subnotificação já existe mesmo antes da pandemia. Isso acontece por causa do medo e vergonha de fazer a denúncia. Mulheres vivem anos sofrendo em relacionamento abusivo e muitas vezes não se conta. Digo isso, porque de certa forma é muito sutil, a exemplo da violência psicológica, verbal e moral. Deixando ela em situação emocional tão precária que não consegue tomar nenhuma decisão ou atitude.

2)      Em 2016 você denunciou o caso de agressão que sofreu e de lá pra cá levanta a bandeira da causa. Mesmo em tempos de pandemia, o que nos obriga ao distanciamento de tantas coisas, você está atenta aos casos atuais. Após a denúncia em 2016, quando sentiu que havia sido chamada para a missão?

Não queria ser mais uma vítima que sofre e se cala. Já trabalhava no instituto Avon como embaixadora. Ali vi e ouvi relatos de muitas mulheres, também conheci ativistas e a própria senhora Maria da Penha. Já estava a par da real situação da mulher no Brasil e no mundo. Números de vítimas impressionam muito. Além disso, minha própria história também foi assistir violência contra minha mãe em casa, meu pai era alcoólatra e isso torna mais grave a situação toda. Comecei a trabalhar muito menina, aos 12 anos, em casa de família. Era empregada da casa. Aos 13 anos sofri um abuso sexual, essa situação é muito constrangedora. Não relatei a ninguém, peguei minhas poucas coisas e fui embora. Só vim falar com firmeza na vida adulta. Durante o início da carreira de modelo sofri por várias vezes a interpretação errada por parte de homens. Sempre tive que me posicionar e dizer “Opa, o senhor está equivocado!”. Foram tempos difíceis. Casei muito jovem, aos 16 anos, precisei ser emancipada. Segui para o segundo casamento longo de 24 anos com o pai dos meus filhos. No terceiro, sofri violência doméstica, hora de hastear a bandeira, e me tornar Ativista na causa da mulher que inclui filhos, a família, os idosos e pessoas com necessidade especial. 

 

LUÍZA BRUNET - Crédito Divulgação

3)      Você viajou para vários locais do mundo falando do assunto. Há diferença entre os homens agressores brasileiros e os de outras culturas? Por quê?

Viajei muito no Brasil e fora, Ásia, Europa e Estados Unidos. Falei em Embaixadas, Consulados e lugares com grande público. Há análises de que o homem agressor é igual em todos os lugares. É exatamente o mesmo tipo de comportamento. E ouvi depoimentos similares. Viajei para Madri, na Espanha, com especialistas do tema, promotoras, sociólogas, ativistas, para conhecer lugares de apoio, leis e protocolos entre Brasil e comunidade Europeia. Estão finalizando o Protocolo Frida. Extremamente importante, as mulheres que estão fazendo denúncias recebem um formulário com 19 perguntas. É muito importante responder, para conhecer e tomar atitudes para cada caso, assim encaminhar e ter medidas protetivas de emergência, ou outro protocolo, como se transferir para um abrigo, a situação dos filhos, a parte emocional. E ouvi relatos exatamente iguais, e as mesmas angústias de quem é especialista ou trabalha como eu que sou voluntária. Há muito a fazer, mas já há políticas públicas muito boas. 

 

LUÍZA BRUNET - Crédito @emmnuellebernard

4)      Eu creio que as agressões passam por uma evolução. Elas não iniciam já no ato físico. Como tudo começa, até para que alertemos as mulheres que irão ler a entrevista?

Bom, o ciclo da violência começa a partir do segundo ano. Mas não há um protocolo muito certo porque há muitos casos em que a agressões começam no início do relacionamento afetivo. Primeiro são agressões verbais e sutis. O abuso emocional e psicológico tem um impacto enorme na saúde da mulher, física e mental. Agressões verbais quando o companheiro verbaliza para a companheira, palavras que humilham, atacam seus valores, a personalidade, degradando. Incluem também ameaças, insultos, monitoramento constante, mensagens excessivas, humilhações, intimidação, isolamento, perseguição. E só piora, porque vêm, então, outras formas como: agressões, que podem ser patrimonial, sexual, física, e por último o Feminicídio.

5)      Por que muitas mulheres se calam?

Mulheres se calam por medo, dependência financeira, dependência emocional, filhos, falta de apoio familiar, vergonha.  

LUÍZA BRUNET - Crédito @wagnercarvalho

6)      Qual é a importância em se denunciar as agressões?

A importância é fundamental, pois será registrado um boletim de ocorrência, e o agressor será chamado para ser interrogado. A mulher terá medidas protetivas por segurança. Dependendo do caso, ele responderá um processo e deixa de ser réu primário. Caso haja reincidência, vai preso. Mulheres não devem fazer o boletim e depois retirar porque fez as pazes. Ele vai voltar a agredi-la. Portanto, não tenha medo de denunciar, há apoio para mulheres. Pensem em seus filhos e os danos que isso causa neles. É preciso romper o ciclo da violência doméstica urgentemente.

7)      Qual é a melhor forma de se combater a violência doméstica?

Com educação, e punição mais pesada. Violência contra mulheres fere os direitos humanos, que ocorre independentemente da raça, credo religioso, orientação sexual, faixa etária ou econômica. Estamos sujeitas a sofrer violência de gênero. Lembrando que, dentre as violações estão: O estupro, abuso sexual, feminicídio, lesbocidio, violência física, familiar, obstétrica, patrimonial, institucional e, ainda, moral, caracterizada por qualquer conduta que configure calúnia, difamação e injúria. O leque é vasto. 

 

8)      Como está a sua militância diante da pandemia de covid-19?

Estou trabalhando demais, há muitos pedidos de ajuda de mulheres em grande sofrimento, abusos contra crianças e adolescentes, crimes sexuais. Reconectar essas mulheres com órgãos ou promotoria, delegacia, grupo de apoio. Também sou convidada para lives para falar do tema no Brasil e no mundo. Ou seja, não estou de férias, estudo muito também. 

YASMIN BRUNET e LUÍZA BRUNET - Crédito @rogfidalgo

9)      Quais são seus próximos passos para quando o mundo abrir as portas novamente? 

Estou com a agenda repleta de viagens para fazer palestras no mundo, e no Brasil. Ainda me emociono muito com histórias de mulheres e meninas, meninos. Espero que possamos ter paz, sem violência, sem preconceito, sem racismo latente. O ser humano precisa entender que não é justo viver em guerras, fome e pobreza. A sociedade e os governos precisam olhar mais para a carência extrema, a fome extrema e a pobreza extrema. Quem não vê e não vive não vai entender o que estou falando. Quem puder fazer trabalho voluntário no sertão do Brasil, nos confins da Amazônia, vai entender. O Brasil é gigante, com má distribuição de renda, pessoas trabalham por um prato de comida. Vivem na precariedade total. 

10)   Pra finalizar, como está a Luiza por dentro nos dias de hoje, depois de tantos desafios superados?

Choro quando escrevo isso. Lugares por onde andei, onde o sonho se limita em ter um poço para poder beber água. Todos nós deveríamos nos colocar à disposição para tentar minimizar os efeitos colaterais de pessoas que sofrem, seja por violência doméstica ou gênero, seja por falta de tudo, seja por falta do acolhimento, ouvidoria sem julgamentos. Muitas vezes as pessoas não têm apoio, emprego, dinheiro, mas têm filhos, família. Como podemos dormir em paz? Há no mundo, no planeta, 07 bilhões de pessoas. Em 2030 serão 8.6 bilhões. Em 2059 serão 9.8 bilhões. Em 2100 serão 11.2 bilhões. Como tudo será se não mudarmos agora? 

 

MARIA FERNANDO CÂNDIDO, LUÍS VILLARINO E LUÍZA BRUNET - Crédito Revista do Villa
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Simone realiza lives aos domingos

Próxima Publicação

Bernardinho é o próximo convidado do Rock in Rio Tela Partilhada

39 Comentários

  • OI MEU

  • … [Trackback]

    […] Read More on to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you can find 8686 additional Information on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More Information here on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Here you can find 82023 additional Information on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Information to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a game where you can do anything you want. SL is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these Second Life websites and blogs

  • This was awesome! I would like you to clean up all this spam though

  • I don’t know about you people but I am obsessed with airplanes. I have a friend in highschool that loved airplanes, so here are some airplane related stuff I don’t know about you guys but I love airplanes. I had a friend in highschool that loved airplanes, so here are some airplane related stuff https://www.airlinereporter.com/2010/08/airline-livery-of-the-week-kulula-airlines-this-way-is-up/

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a video game where you can do anything you want. sl is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these Second Life websites and blogs

  • I don’t know about you guys but I love airplanes. I had a friend in highschool that loved airplanes, so here are some airplane related stuff I don’t know about you guys but I love airplanes. I had a friend in highschool that loved airplanes, so here are some airplane related stuff https://www.airlinereporter.com/2011/01/video-the-first-boeing-747-8-intercontinental-has-a-first-simulated-flight/

  • I don’t know about you guys but I infatuated with airplanes. I had a friend in highschool that loves airplanes, so here are some airplane related stuff I don’t know about you guys but I love airplanes. I had a friend in highschool that loved airplanes, so here are some airplane related stuff https://www.airlinereporter.com/2009/05/more-and-more-airlines-become-cashless/

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is basically a game where you can do anything you want. Second life is literally my second life (pun intended lol). If you would like to see more you can see these Second Life authors and blogs

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is basically a online game where you can do anything you want. Second life is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these Second Life authors and blogs

  • I don’t know about you all but I love airplanes. I have a friend in highschool that loves airplanes, so here are some airplane related stuff I don’t know about you guys but I love airplanes. I had a friend in highschool that loved airplanes, so here are some airplane related stuff https://www.airlinereporter.com/2010/10/get-a-360-view-of-an-airbus-a380-cockpit/

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is basically a online game where you can do anything you want. SL is literally my second life (pun intended lol). If you would like to see more you can see these Second Life authors and blogs

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a video game where you can do anything you want. SL is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these Second Life authors and blogs

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a online game where you can do anything you want. SL is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these Second Life authors and blogs

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is basically a game where you can do anything you want. sl is literally my second life (pun intended lol). If you would like to see more you can see these second life articles and blogs

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a video game where you can do anything you want. SL is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these sl articles and blogs

  • 5396 This is unstable.Blue, blue, blue, blue peace and so on.

  • Reach the door

  • This was great! I would like you to clean up all this spam though

  • Despite the design and production, the biggest choice is the greatest choice.

  • The environment is silent.

  • This was great! I would like you to clean up all this spam though

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a online game where you can do anything you want. sl is literally my second life (pun intended lol). If you would like to see more you can see these second life authors and blogs

  • … [Trackback]

    […] Find More here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a video game where you can do anything you want. Second life is literally my second life (pun intended lol). If you would like to see more you can see these Second Life websites and blogs

  • Have you ever heard of second life (sl for short). It is basically a game where you can do anything you want. Second life is literally my second life (pun intended lol). If you would like to see more you can see these second life websites and blogs

  • … [Trackback]

    […] Information to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you can find 332 more Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More Information here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/06/07/xandy-novaski-entrevista-a-modelo-e-atriz-luiza-brunet/ […]

Deixe uma resposta para Devops services Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.