Xandy Novaski entrevista a escritora e jornalista Miriam Rezende Gonçalves

MIRIAM REZENDE GONÇALVES - Crédito Isabella Bricia 

 MIRIAM REZENDE GONÇALVES possui o dom da escrita criativa. Seja ele ofertado em jornais impressos, livros ou mesmo na televisão, a escritora e jornalista tem na carpintaria das palavras o alicerce para seus grandes triunfos. Apaixonada pelas conquistas espaciais e ativista do Programa Espacial Brasileiro (PEB), suas intensas pesquisas serviram de inspiração para o arco dramático de seu livro “Alcântara, a História inspirada na História”. Confira!

1) Você fez jornalismo por pressão familiar. Em que momento a profissão se tornou uma paixão verdadeira?

Em 2013, após uma síndrome do pânico, me mudei de São Paulo para Minas Gerais, em Monte Carmelo, minha terra natal. Como não tinha emprego para minha área, eu fundei um jornal impresso na cidade em que nasci, com uma linha editorial totalmente transformadora para o ambiente em que estava inserida. No aniversário de um ano, contratei um balão para sobrevoar os cafezais do Cerrado Mineiro, uma região que é denominação de origem para cafeicultura, assim como presunto de parma na Itália, vinho do Porto em Portugal e o Champagne na França. A reação de pessoas, maravilhadas por estarem vendo um balão no céu, foi um momento em que percebi a importância de um veículo de comunicação e o que é capaz de fazer e principalmente, despertar nas pessoas. Ali, após despertar sentimentos e sensações em pessoas que nunca tinham visto um balão na vida, o jornalismo se tornou uma paixão. 

2) Sua trajetória na televisão começa na Rede Globo. Ali você passou a criar e não só notificar. Como foram esses tempos de tamanha criatividade no jornalismo?

Minha experiência no Projac foi como produtora de entretenimento, através de novelas, minisséries e linhas de show. Uma verdadeira escola! Minha base, minha formação, e sou muito grata. Aprendi a me organizar, a criar processos e a funcionar sob pressão. Já no programa “Auto Esporte” também exibido pela TV Globo e produzido fora da empresa, eu tive a oportunidade de formatar quadros na transição do programa de jornalismo para entretenimento e ver minhas ideias na tela. Fui a responsável pela criação do quadro “Se Meu Carro Falasse” onde celebridades contavam histórias que aconteceram dentro de seus carros. 

3) A escrita criativa sempre esteve presente no seu caminho, seja na redação da escola ou mesmo em grandes produções. Como se dá todo o processo inventivo? O que você escreve já tem um começo, meio e fim, ou esse ‘tecer’ vai acontecendo naturalmente?

Geralmente o começo vem a partir de um briefing e trabalho em cima dele. Gosto muito de pesquisar, a pesquisa me dá subsídios necessários para formatar e conceituar o projeto. Mas já aconteceu de sonhar com um tema, como foi o caso de Alcântara e certa vez aconteceu algo inusitado, fui jogar tarô junguiano e me orientar a pesquisar Nise da Silveira para entender melhor sobre Self. Me apaixonei tanto pela trajetória dela que virou uma microssérie publicada em 2012 pela FAAP em formato de monografia e em breve será publicada em livro. 

MIRIAM REZENDE GONÇALVES - Crédito Isabella Bricia 

4) Enquanto alguns insistem no que é massivamente comentado, noticiado, suas pesquisas pendem para outros motes não tão divulgados, porém, de grande importância, como as questões espaciais. O que te leva a fugir do convencional?

Olha, vou revelar uma curiosidade: Quando cursava jornalismo no Rio de Janeiro, em certa ocasião fui entrevistar o jornalista Pedro Bial. Na entrevista ele disse: “Eu sempre vejo o mundo como um funil, se todos estiverem indo para a direita, vá para a esquerda porque você terá mais chances”. Acho que isso me influenciou bastante, apesar de que acho que tenho um olhar diferenciado para o mundo. 

5) Qual é a importância das conquistas espaciais no nosso dia a dia?

A conquista espacial existe para resolver os problemas e mazelas da Terra, para garantir nossa sobrevivência. Qualquer discurso diferente disto é falta de informação. Como a internet, por exemplo, que vem via algum satélite que está no espaço, a câmera acoplada em nossos celulares surgiu da necessidade de desenvolver uma câmera de alta definição e compacta para caber na sonda do astronauta que iria para a Lua. Os mecanismos de pesquisa do Google, o equipamento de raio-x, equipamentos de ressonância magnética, o GPS, a previsão do tempo, vieram da conquista espacial. Outro exemplo é o amortecedor de tênis, veio da bota do astronauta, a medicina é a principal beneficiada como a possível cura do câncer, cura do HIV, cirurgia de catarata, e tantas outras pesquisas científicas que são enviadas dentro de um foguete à gravidade zero, porque no espaço não tem bactérias. 

6) Você é ativista do Programa Espacial Brasileiro (PEB). Por que o Centro Espacial de Alcântara, no Maranhão, seria um local estratégico para a conquista espacial?

Um dos principais pontos é sua localização geográfica. Ele está localizado há 2 graus da linha do Equador. Na prática, isso significa que os foguetes que decolam de lá ganham um impulso extra, capaz de economizar até $30 milhões em cada lançamento, dependendo do tipo de equipamento. 

MIRIAM REZENDE GONÇALVES - Crédito Isabella Bricia 

7) É de Alcântara que sai a inspiração para seu romance. O que o leitor vai encontrar na trama “Alcântara, a História inspirada na História”?

Vai encontrar uma trama diferente de tudo que já viram na literatura e pretendo que também seja assim dentro da cinematografia brasileira. Uma trama recheada de mistérios, perseguição, aventura, romance e muito aprendizado. Um lugar novo, diferente do habitual que estávamos acostumados desde então. 

8) Vivenciamos uma pandemia que é comentada a todo instante. Entretanto, ela revela subterrâneos jamais percorridos da mente humana. Ou seja, de repente, os olhares que se voltavam para os céus, agora se voltam pra dentro de si. O que este momento lhe traz de luz e de trevas?

Conheço pessoas que a vida não mudou praticamente nada, mas eu fui muito afetada por esta pandemia. Meu jornal impresso parou, minha turnê de autógrafos do livro pela livraria Cultura e também, minhas participações em festivais de astronomia, eventos, e palestras foram canceladas. Isso mexeu bastante comigo e com a forma que eu vejo a vida. Estou evitando fazer planos, deixando a vida me levar um pouco porque acredito que tem algo muito maior por trás de tudo isso. O mundo precisava parar, eu precisava parar. Aonde tudo isso vai nos levar só o tempo dirá. No momento tenho meditado muito e procurando estar conectada comigo mesma.

9) Na sua opinião, o que muda no mundo depois que tudo isso passar?

Sou cabalista e acreditamos que este é um momento bíblico. Muito difícil precisar o que virá depois de tudo isso, eu não sei, e acho que seja leviano alguém afirmar que sabe. Mas as tendências apontam para a inteligência artificial, um fortalecimento do lado espiritual e de uma qualidade de vida antes menos valorizada. 

10) Quais são seus projetos para quando os espaços, sejam eles terrestres ou não, estiverem novamente ao alcance da população mundial?

Retomar minha turnê de palestras. Quero muito incentivar jovens e mostrar a eles a importância do programa espacial em nosso cotidiano. Acredito que através disso, eles podem transformar suas vidas e consequentemente nosso país. 

 

MIRIAM REZENDE GONÇALVES - Crédito Isabella Bricia 
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Acabou de falecer, Leonardo Villar, aos 96 anos

Próxima Publicação

Exposição ‘Janelas da Arte’ na Rodyner Gallery, em Cascais

8 Comentários

  • … [Trackback]

    […] Read More on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More Information here on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More Info here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Information on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/04/xandy-novaski-entrevista-a-escritora-e-jornalista-miriam-rezende-goncalves/ […]

Deixe uma resposta para sex with real dolls Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.