Museu Rodin reabre em Paris e aposta em bronze para impulsionar finanças

Um visitante passa por “Le Penseur” (O Pensador) do escultor francês Auguste Rodin, na reabertura do Museu Rodin, em Paris. (Christophe Ena / Associated Press)

 O Museu Rodin reabriu, na última terça-feira. Embora com uma preocupante perda de visitantes e renda causada pelo fechamento de quatro meses . A diretora do museu, Catherine Chevillot, estima que a perda sofrida pela crise seja de cerca de 4,4 milhões de euros (US $ 4,9) se diz aliviada pelas vendas de 1,4 milhão de euros das edições em bronze das estátuas de Rodin. O museu não vende originais de estátua de Rodin, mas pode vender doze edições de réplica de bronze de cada um deles.

“A venda dos bronzes é um elemento importante da nossa estratégia comercial que desenvolvemos há alguns anos e que contribuirá para a saúde financeira do museu”, disse a diretora Catherine Chevillot.

“O museu, que é autofinanciado, tem como meta vender 3 milhões de euros em bronzes a cada ano”, afirmou ela. Os compradores variam de museus em todo o mundo a colecionadores de arte. O museu, que abriga obras de Auguste Rodin como “O Beijo” e “O Pensador”, foi autorizado por Rodin a lançar e vender bronzes após sua morte.

No entanto, deve limitar as edições originais a 12 lançamentos, o que significa que peças como “O Pensador” não podem mais ser lançadas, enquanto mais quatro edições de “Porta do Inferno” podem ser vendidas.

O museu, que foi aberto ao público em 1919, e seu parque de esculturas de três hectares atraíram 570 mil visitantes no ano passado. Cerca de 75% eram turistas estrangeiros. Mas com as fronteiras da França ainda fechadas para muitos turistas estrangeiros, principalmente norte-americanos, e com o distanciamento social estabelecido, espera-se que o número de visitantes caia para 200 mil este ano.

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Daniel Braga: ‘A escola como ambiente de transformação social’

Próxima Publicação

Chef Emanuel Wollz: a gastronomia lusa e os doces portugueses

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.