André Conrado e a história da Urca, parte 2: 'O surgimento do belíssimo, charmoso e bucólico bairro!'

Aterro e loteamento da Urca 1922 - Foto IMS

Dando continuidade a interessante história do nascimento deste lindo bairro, berço de acontecimentos da fundação da nossa cidade e país, a Urca, depois da Comemoração do Centenário da Abertura dos Portos às Nações Unidas em 1908, como vimos na última matéria, muita coisa aconteceu naquela bela região. 

Este grande evento chamou atenção não só da cidade, mas de todo o país para aquela linda região, possibilitando retomar um antigo plano, do comerciante português Domingos Fernandes Pinto, de transformar o local num novo bairro ou melhor, “numa nova pequena cidade” com os prédios, obedecendo a um novo estilo, elegante e artístico.

O engenheiro Oscar de Almeida Gama criou a Sociedade Anônima “Empresa da Urca” – concessionária de Domingos Fernandes Pinto – com o objetivo de dar execução aos contratos para construção do Cais, ligando a Praia da Saudade a da Fortaleza de São João, seguindo as normas do contrato de 1919, entre a Prefeitura e Domingos Fernandes Pinto e, dentre as cláusulas do contrato da construção do bairro da Urca,  teria que construir uma Escola para 200 alunos, que veio a ser a atual Escola Minas Gerais

Avenida Portugal foi oficialmente inaugurada pelo presidente Epitácio Pessoa e, na mesma época, a antiga Praia da Saudade recebia a denominação de Avenida Pasteur. Logo depois, a Prefeitura concedeu terrenos de aterro ao longo da costa para sociedades esportivas, surgindo, dentre outras, o Fluminense Yachting Club, atual Iate Clube do Rio de Janeiro.

O plano geral de aterramento e loteamento da Urca foi aprovado em 1922, e o bairro teria o nome de “Lavolina”, o mesmo da fábrica de xampu de Oscar Gama, mas esse nome não “pegou”, prevalecendo a nomeação do bairro de “Urca”, o nome do rochedo, assim denominado, desde os tempos da fundação da cidade.

Aterro da Praia da Saudade (Urca). Crédito: Urca.net 1930

Após a construção do Cais, a Urca começou a ganhar status de bairro, de fato, e entre 1922 e 1923, as primeiras casas e pequenos prédios foram erguidos, e a área começou a se desenvolver como uma região residencial e com alguns estabelecimentos comerciais, como por exemplo, a Construção do Hotel Balneário.

Urca 1929 - Av. Pasteur (saudades do Rio)
Urca 1929

Com a área pronta para ser habitada e o prédio do Hotel Balneário necessitando de maior proteção contra a água do mar, aumentou-se a faixa de areia, com os diques de proteção, ficando a praia com a forma que mantém até hoje. 

Hotel-Balneário.

O Hotel-Balneário foi construído para abrigar os visitantes da Exposição Internacional de 1922, comemorativa do Centenário da Independência do Brasil, nunca chegou a se tornar um grande Hotel como os demais do Rio de Janeiro construídos fora do Centro à mesma época.

Hotel Balneário 1923 - Urca

O Hotel foi arquitetado por Archimedes Memória e Francisco Couchet, e apesar de ser uma estrutura confortável, ela passou bem longe de estar entre as melhores opções para hospedagem do Rio de Janeiro, e conseguiu seu destaque e ficar muito famoso quando se tornou um Cassino, no ano de 1933.

Cassino da Urca

O começo da década de 1930 cedeu à moda dos Hotéis-Cassinos, e o Hotel Balneário foi comprado pelo empresário Joaquim Rolla, em 1933, uma figura influente nas rodas políticas, mesmo idealizador e construtor do Palácio Quitandinha, em Petrópolis, e tendo apoio do Ex Presidente Getúlio Vargas. 

O começo das atividades como Cassino não foi muito próspero, mas o espaço acabou se consolidando com o investimento na área musical. Estrelas como Carmen Miranda, Emilinha Borba, Virgínia Lane e Dalva de Oliveira se apresentavam em seu palco para um público formado pela alta sociedade carioca.

Cassino da Urca - Show Folclórico 1941

O empresário chegou a criar uma linha de barcas de Niterói até a Urca, atraindo mais clientes, e foi reinaugurado em 1936, pois ficava a dever para outros Cassinos como o Atlântico e Copacabana Palace. 

Seguindo o conselho de um amigo, o notável empresário mineiro Rolla, convidou a cantora Carmen Miranda, então a maior estrela do rádio brasileiro, para ser artista exclusiva da casa por 01(um) ano. Carmen, cantava duas vezes por dia, e ajudou a consagrar o Cassino e, graças a este, a Urca, uma península na entrada da Baía de Guanabara, já famosa mundialmente pelo Pão de Açúcar, tinha agora mais um novo marco no cartão postal!

Cassino da Urca 1941 - Salão interno

Em 1946, como se sabe, houve o banimento do jogo no país, que foi determinante para o fechamento do Cassino.

Cassino da Urca nos anos 40

No próximo e último capítulo da Urca, não poderemos deixar de falar na mítica TV Tupi que ocupou o prédio do Cassino da Urca nos anos 50 e do emblemático Cartão Postal da cidade do Rio de Janeiro, conhecido mundialmente: o nosso O Pão de Açúcar. 

Até a próxima!

 

Fontes: Urca.Net – Instituto Moreira Salles

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Xandy Novaski entrevista o hoteleiro e turismólogo André Conrado

Próxima Publicação

Ancoramar, no Centro, oferece opções especiais de frutos do mar

21 Comentários

  • Suas reportagens estão sempre MARAVILHOSAS!!!!! Mais uma vez PARABÉNS!!!!

  • Sempre maravilhoso conhecer a história desta cidade maravilhosa!
    Ainda mais com belas fotos e textos q o colunista André Conrado nos proporciona!

    • André sempre maravilhoso em suas colocações. Matéria espetacular!

  • perfeito sempre querido parabens sempre

  • Parabéns André. Belíssima matéria!!!
    👏🏻👏🏻👏🏻

  • Maravilhosa e esclarecedora matéria! Parabéns André Conrado por essas verdadeiras aulas! Excelente iniciativa!

  • Oi André!! Vc Continua MARAVILHOSO!!!! PARABÉNS!!!! Quero ver a próxima! BEIJOS!!!

  • Matéria linda!!!! Texto maravilhoso!!! História encantadora!!!! Parabéns !!!!! Adoro suas matérias!

  • Adorei! Linda matéria!

    • Ahhhhhh a URCA….. que bairro bucólico e charmoso. Memórias espetaculares. Parabéns

  • Excelente matéria! Sempre aprendemos muito com textos sobre o Rio Antigo! A Urca será sempre uma jóia do nosso Rio de Janeiro.

  • … [Trackback]

    […] Find More to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Here you can find 27076 more Info to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Information to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More Info here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you can find 95963 additional Information to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you can find 40627 more Information on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Information to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you will find 24216 more Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/07/22/andre-conrado-e-a-historia-da-urca-parte-2-o-surgimento-do-belissimo-charmoso-e-bucolico-bairro/ […]

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.