Xandy Novaski entrevista o artista plástico Renato Rodyner

RENATO RODYNER - Crédito Pedro Jorge

O gaúcho RENATO RODYNER saiu cedo de Porto Alegre e, ainda no Brasil, imprimiu a marca de sua arte em Olinda / PE e Rio de Janeiro. Vivendo em Cascais, Portugal, onde administra a ‘Rodyner Gallery’, o artista plástico já presentou com suas belíssimas obras outros países europeus, além da Rússia. Conheça mais sobre o trabalho desse profissional que tem uma assinatura única em sua arte!

1 – Você nasceu em Porto Alegre, RS. Eu vejo, por exemplo, o centro da capital gaúcha como uma galeria a céu aberto. Os prédios históricos são de encher os olhos. O que falta, em sua opinião, para que o brasileiro passe a olhar sua arte e história com um olhar mais generoso?

O que falta é a autoestima e visão comercial do valor do patrimônio arquitetônico e artístico. Os nossos governantes e a população parecem não ter a noção do valor. Em qualquer país do primeiro mundo é usada para atrair turistas e negócio. Nossa cultura foi formada por Índios locais, portugueses dos Açores, africanos escravizados, alemães imigrantes e Italianos, espanhóis, enfim, uma fusão de culturas que originou o nossa, e está presente em cada canto da nossa cidade. É triste ver a falta de cuidado. Eu saí de Porto Alegre faz trinta anos, ainda não estava tão destruída. Continua bela. Ainda dá para voltar a ser um exemplo para o Brasil. Tenho saudades do Rio Grande do Sul. Matei um pouco a saudade no evento ‘Rio Grande do Sul’ em Paris. Adorei comer churrasco e tomar chimarrão olhando para Torre Eiffel e todos pilchados, os Homens e as Prendas. É isso, falta mais divulgação da nossa cultura, nossos artistas, arquitetos, paisagistas, escultores, nossa cultura, história, para o Brasil e o mundo. Adorei escutar em Portugal o Borguetinho no show na Aula Magna.

RENATO RODYNER E SUA OBRA - Crédito Teresa Correia

2 – Durante os Anos 70 e 80, ainda no Brasil, você participou de várias exposições coletivas e selecionadas pelo país. Como era tomar parte das galerias espalhadas pelo Brasil naqueles tempos?

Naquele tempo (anos 70 e 80) era muito difícil. As galerias eram muito fechadas e quem mandava na arte eram os Críticos  e Marchands,  de certo modo é até hoje. Eu era muito jovem  nessa época e nunca dei muita importância ao mercado. Agora quem manda são as casas de leilão.

3 – Seus trabalhos são desenvolvidos nas mais diversas vertentes artísticas, como o desenho, gravura, pintura e esculturas. O que torna o artista plástico eclético em seus mais diversos experimentos e ter, ainda assim, uma assinatura única, seja em qual for o segmento?

A maturidade do teu traço e a tua  escolha natural de sua palheta de cores e sua assinatura. “Um pintor pinta para vender e um artista vende o que pinta”. Dito isso, eu sou um artista. Qualquer suporte, ou material novo, ou reciclado de pedra, ou terracota madeira, enfim, onde eu enxergue arte e forma de me expressar, é válido.

RENATO RODYNER E SUA OBRA - Crédito Teresa Correia

4 – O curador é aquele que administra, organiza e está à frente da manutenção das obras de artes em museus, galerias, e etc. Como se dá o processo de estudos para atuar na curadoria de arte?

Não gosto muito de me considerar curador. Deixo isso para os profissionais desta área, como meu amigo Renato Rosa, da Bolsa de Arte. Não tenho o conhecimento dele, mas, no entanto, acabo fazendo uma curadoria de algumas exposições que acontecem na minha Galeria,  a ‘Rodyner Gallery’ em Cascais, na Casa da Guia, que passa pela qualidade dos trabalhos, independente dos estilos.

5 – Antes de se mudar para a Europa, você teve seu próprio atelier no Rio de Janeiro. Trabalhou com exclusividade para Água Furtada Decorações e também criou estampas para várias confecções não só do Rio, mas de São Paulo, Porto Alegre e Portugal. Conta pra gente a importância do artista plástico estar também na moda e em salões de outros espaços públicos, como o do Hotel Plaza.

Eu posso falar que aprendi muito. Desenvolvi muito a minha criatividade e técnica, e o meio da moda é muito profissional. Tem que se criar para  que as pessoas tenham o desejo de ter a aquela criação. Criei estampas para sofá, calçado, bolsa, roupas de couro, tecidos,  enfim, fiz painéis… Foi um  aprendizado! Quando cheguei a Portugal pela primeira vez, vi passar na esteira uma bolsa do Paulo Amado com uma estampa minha. Achei que era um bom presságio. 

RENATO RODYNER E SUA OBRA - Crédito Teresa Correia
OBRA DE RENATO RODYNER - Crédito Teresa Correia

6 – Hoje você vive em Cascais, conhecida como a ‘Riviera portuguesa’, onde administra a Rodyner Gallery. Qual é a principal missão desse empreendimento?

A ‘Rodyner Gallery’ é um Espaço de Cultura de Arte Contemporânea que tem como objetivo ajudar artistas nacionais e internacionais na divulgação e promoção de suas obras,  e está situado num dos pontos turísticos mais lindos de Cascais. E temos como parceiro o magazine arte351.pt (Art Magazine Portugal).

7 – Seus trabalhos, além de Portugal, também estiveram na Suíça, Espanha, Angola e Estados Unidos. Como é o olhar do estrangeiro para a nossa arte?

Estou sempre viajando com minha arte e de alguns artistas parceiros. A Rússia recebeu muito bem meu trabalho. Acho que cada artista tem seu público a arte brasileira é muito bem vista na Europa. Tem uma energia muito positiva que é resultado das nossas vivências, e do lado emocional. Atualmente não sei o que vai sair da nossa produção, porque o artista brasileiro é muito emocional e o Brasil não passou por guerras como os europeus, onde se nota pelo tipo de arte que produzem. Mas está passando por uma severa crise  e com certeza isso vai refletir na arte das próximas produções.

 

RENATO RODYNER NA RODYNER GALLERY - Crédito Teresa Correia

8 – Uma curiosidade: quando vamos visitamos uma exposição, sempre vemos a denominação “exposição permanente” ou “temporária”. Quais são os requisitos para que peças artísticas se tornem permanente num museu ou galeria?

As exposições permanentes pertencem aos museus, instituições no qual você vai, e as temporárias são exposições de coleções que foram emprestadas ou alugadas para as instituições por tempo determinado. Por isso podemos ver em vários países obras de artistas renomados como Picasso, Miró, Dalí, Basquiat, Rembrandt,  etc. Essas obras são muito caras, e só dessa maneira que pode ser vista pessoalmente. Nem todas as pessoas podem viajar e conhecer os museus. É muito bom este intercâmbio.

9 – Você também atua no jornalismo de arte para diversas revistas. Como é esmiuçar em palavras o sentimento passado por uma tela, de uma escultura?

Eu adoro divulgar os artistas  que gosto, e que vou encontrando pelo caminho e acho que tem qualidade. Atualmente  tenho o Magazine On Line arte351.pt,  onde posso fazer esse trabalho. Não tenho escrito muito, tenho falhado porque estou com muito trabalho de exposições físicas e online.  Eu mais divulgo do que descrevo as obras. Eu não sou critico, tenho meu conceito, visão do que acho bom ou não.

RENATO RODYNER - EXPOSIÇÃO - Crédito Teresa Correia
OBRA DE RENATO RODYNER - Crédito Teresa Correia

10 – Para terminar, o que tem a dizer aos jovens artistas plásticos no Brasil e também em Portugal, que lutam por um espaço e olhar crítico à sua arte? 

Para os jovens que estão chegando agora, e com muito mais informações do que eu tinha na idade deles, que não percam sua essência e trabalhem, pesquisem, e não tenham medo da tela, do pincel, da pedra e do ecrã do computador onde podemos  usar a tecnologia a nosso favor. Se joguem no desenvolvimento da sua criatividade. Supostos erros que deram certo podem virar técnica. O ‘não’  de uma galeria  é uma etapa do aprendizado. O mundo vai precisar cada vez mais de arte. As máquinas são instrumentos de apoio a nossa criatividade. Façam cada vez melhor, se comuniquem com qualidade e talento. Visitem meu site rrodynergallery.com e o arte351.pt!

OBRA DE RENATO RODYNER - Crédito Teresa Correia
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Domingos Antunes apresenta o trabalho da pintora, desenhista e gravurista Luiza Zaroni

Próxima Publicação

Flavio Santos e o ‘magazine Parc Royal: a maior e melhor loja do Brasil’

20 Comentários

  • Renato e um artista completo , pois é extremamente criativo e já atuou em diversas áreas da criação artística. É um orgulho para o Brasil

  • Conheci Renato em porto Alegre nós anos 80, lembro de um desfile arte em roupa no qual participei com mais de 50 modelos pelas ruas de Porto Alegre e shoppings ele já era um artista com propostas revolucio

  • … [Trackback]

    […] Read More on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/08/30/xandy-novaski-entrevista-o-artista-plastico-renato-rodyner/ […]

  • เครดิตฟรีไม่ต้องฝากสล็อต สล็อตagpที่อยู่บนเมนบอร์ดสําหรับติดตั้งอุปกรณ์ใด ไส่ 918kissjoker สล็อตxoเกมส์ไหนดีโบนัสแตกบ่อย ดาวน์โหลดสล็อต888 xoเครดิตฟรี pgslot เว็บพนัน เครดิตฟรีระบบออโต้ สล็อตผลไม้ออนไลน์ มาเฟีย88 spin999ฟรีเครดิต pgslot 918kissฟรี เว็บเล่นslot สล็อต77 pgslot จ่าหมายล้มโต๊ะสูตรบาคาร่า รายการปากโป้งวันนี้ โหลดเกมเศษฐี เครดิตเดิมพันฟรี webet ฟรีโบนัสไม่ต้องฝาก หมวกสล็อตroหาจากไหน webet สล็อตxoเกมส์ไหนดีโบนัสแตกบ่อย ดาวน์โหลดสล็อต888 gclub007 สมัครเว็บพนันฟรีเครดิตไม่ต้องฝาก2019 เครดิตฟรีวันเกิด gclub88888 สล็อต77 เล่นพนันให้ได้เงิน slotฝาก100 สล็อตออนไลน์w88 918kissสมัครรับเครดิตฟรี สล็อต+เครดิต+ฟรี+100+ไม่+ต้อง+แชร์2020 pgslot spin999ฟรีเครดิต myprofileตัวอย่าง เครดิตฟรีระบบออโต้ สูตรบาคาร่า2016 live22โปร100 สมัครบาคาร่า888 แจกเครดิตฟรีไม่ต้องฝากถอนได้ล่าสุด pay69slot ตู้สล็อตเล่นยังไง แจกรหัสeset เครดิตฟรีไม่ต้องฝากสล็อต สล็อตตู้ผลไม้ สล็อตคอม pay69slot สูตรบาคาร่า2016 สล็อตฝากขั้นต่ำ100 สล็อตแจกเครดิตฟรี สล็อตxoโบนัส100 918kissสมัครรับเครดิตฟรี สล็อตagpที่อยู่บนเมนบอร์ดสําหรับติดตั้งอุปกรณ์ใด ทดลองเล่นสล็อตฟรีได้เงินจริง slotฝาก100 slotonlineฟรีเครดิต บาคาร่าแจกโบนัส หมวกสล็อตroหาจากไหน คาสิโนออนไลน์เครดิตฟรี2019ไม่ต้องฝาก เว็บslot บาคาร่าแจกโบนัส 777ออนไลน์ เครดิตฟรี2019ไม่ต้องฝาก ทดลองเล่นสล็อตฟรีได้เงินจริง พนันออนไลน์บัตรทรู เล่นสล็อตเว็บไหนดีpantip

  • SLOTXO เว็บคาสิโนสดออนไลน์

  • … [Trackback]

    […] Find More to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/08/30/xandy-novaski-entrevista-o-artista-plastico-renato-rodyner/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/08/30/xandy-novaski-entrevista-o-artista-plastico-renato-rodyner/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/08/30/xandy-novaski-entrevista-o-artista-plastico-renato-rodyner/ […]

  • … [Trackback]

    […] Here you can find 32239 additional Info to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/08/30/xandy-novaski-entrevista-o-artista-plastico-renato-rodyner/ […]

  • First off I want to say terrific blog! I had a quick question in which I’d like to ask
    if you do not mind. I was interested to find out how you
    center yourself and clear your thoughts before writing.
    I’ve had difficulty clearing my mind in getting my thoughts out.
    I do take pleasure in writing but it just seems like the first 10
    to 15 minutes are generally lost just trying
    to figure out how to begin. Any ideas or hints? Thanks!

    my webpage สล็อตออนไลน์

  • When I initially left a comment I appear to have clicked the
    -Notify me when new comments are added- checkbox and now whenever a comment is added I receive four emails with the same comment.
    Perhaps there is an easy method you are able to remove me from that service?
    Kudos!

  • Yes! Finally someone writes about slotxo.

  • great put up, very informative. I ponder why the opposite experts of this sector
    don’t realize this. You should proceed your writing.
    I am sure, you have a great readers’ base already! https://annaslot.com

  • Greetings! Very useful advice in this particular post!
    It’s the little changes that make the most significant changes.
    Thanks a lot for sharing! https://ufagoalbet.com

  • Its like you read my mind! You appear to know so much about this,
    like you wrote the book in it or something. I think that you
    can do with a few pics to drive the message home a little bit, but instead of
    that, this is magnificent blog. An excellent read.
    I will certainly be back. https://baccaratfondness.com

  • An intriguing discussion is worth comment.
    There’s no doubt that that you need to write more
    about this subject matter, it might not be a taboo subject but usually people
    don’t speak about such issues. To the next! All the best!!

  • … [Trackback]

    […] Find More on to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/08/30/xandy-novaski-entrevista-o-artista-plastico-renato-rodyner/ […]

  • Great article. https://ufawell.com

  • Wonderful web site. A lot of helpful info here.
    I am sending it to a few pals ans also sharing in delicious.
    And of course, thank you to your effort!

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.