Xandy Novaski entrevista a atriz e diretora Thaís de Campos

THAÍS DE CAMPOS - Crédito Dado Góes

Quem está de olho em “Fina Estampa” na Rede Globo pode reviver os bons momentos de THAÍS DE CAMPOS ao lado de Eva Wilma, formando uma dupla que marcou época. Aliás, o primeiro encontro das duas atrizes na televisão se deu em “Elas por Elas”, magnífica novela também produzida pela emissora carioca em 1982 e de autoria do saudoso Cassiano Gabus Mendes.

Atriz e diretora, Thaís vive em Portugal, mas sempre que pode vem ao Brasil ministrar seu curso ‘Segredos da Câmera’, excelência no meio artístico inclusive em terras lusitanas, e que agora se expande para outras áreas, já que a internet exige das pessoas o bom desempenho diante das lentes.

Conheça um pouco mais sobre as últimas novidades que Thaís de Campos nos traz, como o projeto ‘Diário do Ator’, apresentado no IGTV do Instagram com conteúdos voltados para quem trabalha ou deseja ingressar na dramaturgia.

1) O @diariodoator, projeto exibido no IGTV do Instagram, trouxe durante várias semanas profissionais ligados ao processo de construção de personagens. Como surgiu a ideia das lives?

 Eu já tinha um projeto para um programa de TV de entrevistas voltado para o ator, O Diário do Ator. O Insta seria um suporte de divulgação do programa. Com a pandemia, este programa teve que ir para a gaveta e não quis ficar parada. Resolvi passar a ideia do programa para o Insta, dar conteúdo com Lives onde recebemos pessoas para falar sobre o assunto, sempre com a vertente de ensinar algo para o ator.

THAÍS DE CAMPOS - Crédito Dado Góes

2)  A pandemia de covid-19 obrigou as pessoas a se reinventarem profissionalmente. Essa resiliência é comum na trajetória de quem lida com arte, porém, um acontecimento atípico como esse pode inclusive barrar a criatividade. Qual é a dica que você daria aos atores que estão se sentindo algemados em seus processos criativos?

 O artista é artista porque cria. Somos seres com a criatividade a flor da pele, mas também supersensíveis. Ter o emocional saudável é importante em todos os momentos da vida, tanto em uma vida “normal“ ou em pandemia. Usar ferramentas para se controlar e trabalhar o seu autoconhecimento, esta é a saída para uma sanidade emocional e mental. Existem tantos cursos, meditações guiadas, muitos hoje em dia gratuitos na internet para este autocontrole, que só não usa quem não quer.

3) O @diariodoator continua pós-pandemia?

 Sim, cada vez mais estou empenhada em trabalhar a minha identidade digital. Esta descoberta me fez muito bem! Uso para fortalecer o que eu sou, agora digitalmente, mas uma preocupação com a imagem que todo artista deveria ter, usar de forma consciente e inteligente esta nova plataforma e não ficar só falando bobagens ou se autopromovendo esteticamente.

 

THAÍS DE CAMPOS - Crédito Igor Moreira

4) Ainda apontando a pandemia, a quarentena distanciou as pessoas fisicamente. Há entes queridos seus no Brasil e você está em Lisboa. Sabemos que os telefonemas e conversas via vídeo tendem a amenizar essa saudade, porém, como você tem lidado com essa distância?

 Passei 04 anos com o meu marido em Lisboa, eu e as meninas no Brasil. Depois desta experiência já consigo não sofrer tanto com a distância. Claro, queria poder ter ido para o Rio de Janeiro agora em julho, como faço todo ano, mas paciência. Esta resiliência que todos estão aprendendo a usar, eu já estou trabalhando tem uns anos.

5) Por falar em conexão Brasil-Portugal, você vem, há alguns anos, sinalizando os atores pelas veredas da produção do audiovisual. O projeto ‘Segredos da Câmera’, que teve início e é sucesso no Brasil, hoje também está em Portugal. Como os portugueses têm recebido suas técnicas, com metodologias tão importantes e que já direcionaram muitos brasileiros?

 Muito bem! Em 2000, quando me mudei para Portugal pela primeira vez, montei a primeira escola de TV e Cinema de Portugal, que ficou aberta por 07 anos. Depois voltei ao Brasil, e agora tem 04 anos que já estou com a base montada em Lisboa. Me aperfeiçoei nesta área, Técnicas de interpretação para TV e Cinema e como lidar com a câmera, como estar em frente a câmera. Desenvolvi uma metodologia que é o meu diferencial. Agora, mais que nunca o conhecimento está a mão de todos, tenho dado muitas aulas e coachings onlines. Poderia ser em qualquer parte do mundo.

THAIS DE CAMPOS E A FILHA CAROLINA CAMPOS BANDEIRA - Crédito Tiago Coco Carrih

6) Aqui no Brasil, a reprise de ‘Fina Estampa’ tem alcançado bons índices de audiência. Quais são as memórias afetivas que você guarda daquela época?

 Tão boas! Amei fazer esta novela, contracenar com a Vivinha era uma delícia. Ela foi minha mãe na primeira novela que tive um papel a sério “Elas Por Elas”. Aprendi tanto com ela! Foi ela quem me ensinou muita coisa de TV, aprendi a estudar as cenas com uma ligação a fazer a minha continuidade de emoção, e sempre tinha uma palavra de orientação para o que eu fazia. Ela, além de ser uma atriz incrível, é um ser humano maravilhoso. Depois de muitos anos, nos reencontramos no set e a cumplicidade que tínhamos era muito grande, nos divertíamos imensamente com essas duas trambiqueiras que, no fundo, não tinham nada de vilãs, eram umas sobreviventes.

7)  Uma curiosidade: como é o mundo da teledramaturgia em terras lusitanas? As produções seguem o mesmo ritmo das chamadas ‘fábricas de sonho’ brasileiras?

 É um mercado muito menor, só ver o tamanho do Brasil e o de Portugal e imaginar a quantidade de pessoas que assistem novela no Brasil e as daqui. Enfim, o bombom vendido em uma cena do Brasil custa muito mais do que o pastel de Belém daqui, mas em qualidade está cada vez melhor, e já temos aqui ganhadoras de Emmys. A Maria João Costa, minha amiga e autora, concorreu com novelas do mundo todo e levou a estatueta para casa.

 8) Muitos atores brasileiros estão em produções portuguesas, e vice-versa. Se antigamente havia a ponte aérea Rio-SP, podemos dizer que está sendo construída outra Lisboa-Rio-SP para a teledramaturgia?

 Não só para a dramaturgia, é imenso o número de brasileiros que nos últimos anos está morando aqui em Portugal, claramente um reflexo da insatisfação com o momento político, econômico e social do nosso país. Uma pena! Até eu que tinha um pé aqui e outro lá resolvi fincar o pé aqui por conta da falta de segurança que sentia em criar a minha filha menor no Brasil. Vim quando ela fez 12 anos, não queria passar a adolescência dela no Rio de Janeiro.

THAÍS DE CAMPOS - Crédito Dado Góes

9)       Você iniciou um projeto belíssimo, que é a Coluna ‘O Olhar de Thaís de Campos’, no site da Tatiana Máximo (www.tatianamaximo.com.br). De quem partiu a ideia e quais serão os próximos olhares a serem escritos?

 Foi um convite da Tatiana que já conheço há alguns anos e admiro muito profissionalmente e pessoalmente. Nossos filhos foram colegas de escola no Brasil. Busquei trazer um pouco mais da minha experiência de vida juntando a vontade que tenho de ajudar no crescimento do ser humano. Nas minhas histórias pessoais, busco sempre passar alguma informação positiva. Gosto muito de ser professora. Por ter esta possibilidade de ajudar o outro, agora posso ampliar isso para mais pessoas.

10)   Além do ‘Segredo da Câmera’, ‘Diário do Ator’ e da Coluna no site da Tatiana Máximo, tem alguma novidade que a Thaís de Campos possa nos contar para depois que toda essa fase de isolamento social passar?

Tenho dois projetos de programa para TV para fazer: um é o ‘Diário do Ator’ e estou desenvolvendo cursos online para outros profissionais. Esta nova era onde todos necessitam, em um momento ou em outro, estar na frente de uma câmera, todos nós precisamos aprender os ‘Segredos da Câmera’!

THAÍS DE CAMPOS E EVA WILMA - PERSONAGENS ALICE E IRIS - NOVELA FINA ESTAMPA - Crédito Extra Online - Arquivo Pessoal
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Domingos Antunes entrevista o fotógrafo de moda e publicidade Morgade

Próxima Publicação

Flavio Santos e a História da Real e Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficência do Rio de Janeiro

8 Comentários

  • … [Trackback]

    […] Info to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More Info here on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More on on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/06/xandy-novaski-entrevista-a-atriz-e-diretora-thais-de-campos/ […]

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.