Renata Sardinha entrevista o fotógrafo e ambientalista Gustavo Pedro

O fotógrafo e ambientalista Gustavo Pedro

Gustavo Pedro é fotógrafo e ambientalista por natureza, depois de ilustrar livros de arte como “In the spirit of Rio”(Bruno Astuto , ed. Assouline) e muitos outros, segue o sucesso iluminado de seu último livro autoral sobre o Parque Estadual dos Três Picos(ed. Luminatti), o qual dentre muitos textos está poesia de Abel Silva, o cotidiano familiar de observação de aves do humorista Hélio de La Peña, e muitos co-autores de renome como o cronista da revista VOGUE, Hermes Galvão. Recebemos este fotógrafo carioca de 44 anos, fundador da Associação de Fotógrafos de Natureza-AFNATURA, para uma conversa sobre o olhar do ambiente natural diante do novo normal e nossa relação com o meio ambiente durante a pandemia de COVID-19.

Renata – Como aconteceu seu envolvimento com a fotografia de natureza?

Gustavo Pedro – Surgiu já na infância, com uma curiosidade nata de observar o jardim do quintal, e já adolescente a fotografia se tornou minha linguagem de expressão buscando eternizar a natureza pela prática do mergulho e montanhismo. Quando pequeno recebi muito estímulo dos meus pais, e os animais selvagens se tornaram meus preferidos por ter muito para descobrir sobre eles e o ambiente de seus habitats. De lá para cá passaram mais de 20 anos de dedicação para com a fotografia, e claro mesmo com tantas descobertas sigo curioso como as crianças vivendo no país mais biodiverso ambientalmente do planeta.

Foto Gustavo Pedro

Renata – A fotografia já sofreu grandes mudanças com a era digital, como é se adaptar aos tempos de pandemia?

Gustavo Pedro – O trabalho de fotógrafo de natureza já é muito solitário e isolado, quando muito estou acompanhado de um pesquisador ou especialista sobre o que busco fotografar no meio ambiente quase sempre sem outros humanos. Na natureza, dependendo do lugar onde estou documentando, o clima muda muito rápido e são muitas variáveis para se alcançar a foto planejada, então temos de usar a estratégia de sobrevivência dos animais generalistas, estar sempre prontos para as adversidades da vida. Quando a fotografia migrou do sistema de filme para o armazenamento digital tive de investir em capacitação para absorver o trabalho que era antes de laboratoristas no tratamento da imagem finalizada, então hoje na era digital passei a tratar minhas próprias fotos no computador após sua realização, pura adaptação.

A pandemia diminuiu muito nossa mobilidade para viajar para lugares distantes, bem como o risco de disseminar o vírus para populações mais vulneráveis como indígenas, inviabilizando projetos fotográficos longe de casa, então reativei projetos locais, e agora escolhi como tema a Reserva Biológica e Arqueológica de Guaratiba, em fase de captação por patrocínio e ou financiamento coletivo.

Foto Gustavo Pedro

Renata – O que é essencial para fazer uma foto de sucesso na natureza?

Gustavo Pedro – Acredito que principalmente o conhecimento que temos sobre o ambiente, pois fotografamos somente o que conhecemos, e em cada foto tem todos os livros que li, toda influência das referências artísticas já reconhecidas, minhas experiências e o reflexo da forma como vejo a natureza. O equipamento fotográfico é somente o instrumento para se alcançar o que pode ver e documentar, e a maior prova disso é que mesmo com tamanha popularização da fotografia com celulares com câmera fotográfica ainda são poucas as fotos que nos surpreendem.

Foto: Gustavo Pedro

Renata – Muito se tem noticiado pela maior presença de animais selvagens na cidade, você percebeu esta mudança fotografando?

Gustavo Pedro – Primeiramente acho que mudou nossa percepção de espaço e do ambiente doméstico com o isolamento motivado pela pandemia, e muitos dos animais sempre estiveram por perto mas não tínhamos atenção para eles. Por outro lado, com a diminuição de ruído produzido por nossa rotina de trânsito, publicidade sonora, e tudo que afetou a circulação de pessoas, acho que muitos animais mais esquivos ficaram mais à vontade para se aventurarem pela cidade. Somos privilegiados, no Rio estamos cercados de mata atlântica e estes animais dependem destes locais preservados.

Foto: Gustavo Pedro

Renata – Qual sua expectativa para a fotografia de natureza neste novo normal no Brasil?

Gustavo Pedro – Sou muito otimista, acho que as pessoas passaram a dar mais valor para a natureza e o ideal de liberdade representado pela vida selvagem, então acredito que a cultura vai acompanhar esta tendência e vocação do Brasil por maior valorização do meio ambiente natural. Muitas empresas já incorporaram o desenvolvimento sustentável como a única forma de produção, e a valorização destes processos no mundo já é a realidade da economia.

Foto: Gustavo Pedro
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Vem aí o ‘First Weekend #ERREJOTA 2020 Live’

Próxima Publicação

Chef Emanuel Wollz e o risoto: ‘história, técnica e as dicas de um verdadeiro curinga na cozinha’

11 Comentários

  • … [Trackback]

    […] Read More Info here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More here on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you can find 38909 additional Information to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Information on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you will find 23949 more Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More Info here to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More on on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Find More Info here on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

  • … [Trackback]

    […] There you will find 37082 additional Info to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/09/renata-sardinha-entrevista-o-fotografo-e-ambientalista-gustavo-pedro/ […]

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.