Domingos Antunes entrevista Paulo Alvares, proprietário da Casa Alvares

A história de Paulo Alvares me encantou quando conheci seu vinho e o sabor delicioso:  “a paixão pelo DOURO começou em 2011, quando visitei pela primeira vez o local que é reconhecido por abrigar as vinícolas mais bonitas do mundo. E assim surgiu o sonho de um dia tornar-me produtor de vinhos no DOURO português.

Certo dia, meu irmão me ofereceu uma garrafa de vinho tinto em sua casa, um vinho que achei maravilhoso, e logo chamou a atenção por ser da região do DOURO. Curioso, fui atrás do produtor português daquele vinho que tanto gostei e acabei me tornando amigo de João Turégano.

João me ajudou a encontrar uma quinta no Douro Superior e, em 2014 eu já estava fazendo meu primeiro vinho, o CASA ÁLVARES RESERVA DOC 2014.”

Cercada por amendoeiras, oliveiras, pés de cerejeira, damascos e figos, 13 hectares são plantados com uvas autóctones portuguesas na QUINTA CASA ÁLVARES.

“Hoje o sonho de fabricar meu próprio vinho e de alta qualidade tornou-se real e felizmente vem agradando o grande público e enófilos ao redor do mundo.”

Está história é de Paulo Alvares proprietário da CASA ALVARES.

Espero que vocês também gostem deste vinho como eu gostei. 

Super Obrigado! 

Domingos Antunes 

Colaborou Ahmad Taha

Sobre o Vale do Douro: 

O Vale do Douro é atualmente uma das regiões vinícolas mais interessantes da Europa, dado que os produtores que anteriormente apenas forneciam uvas estão agora a produzir vinho por conta própria e têm ganhado mais experiência de vinificação e cultivo. Têm cada vez mais conhecimento acerca de como tirar partido do solo e das características típicas dos seus terrenos e foram ganhando cada vez mais auto-estima. Uma vantagem essencial é que os produtores trabalham de forma cooperativa e tornaram-se conscientes da necessidade de comercializar os seus excelentes vinhos em conjunto, a fim de posicionar a região do Douro de forma adequada no mercado. O fato das castas originais continuarem a ser cultivadas na região do Douro e não terem sido substituídas por vinhas estrangeiras é uma vantagem inestimável. Juntamente com as excelentes condições geológicas e climáticas, este fato garante o caráter independente e inconfundível dos vinhos do Douro. 



Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Veneza: cidade que desperta acesas paixões

Próxima Publicação

Petro Pupe: ‘A verdadeira simplicidade é o princípio da elegância’

5 Comentários

  • Greetings from Colorado! I’m bored to tears at work so I decided to browse your blog on my iphone during lunch break. I love the information you present here and can’t wait to take a look when I get home. I’m surprised at how quick your blog loaded on my phone .. I’m not even using WIFI, just 3G .. Anyhow, fantastic site!

  • … [Trackback]

    […] There you will find 21718 additional Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/12/domingos-antunes-entrevista-paulo-alvares-proprietario-da-casa-alvares/ […]

  • … [Trackback]

    […] Info to that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/12/domingos-antunes-entrevista-paulo-alvares-proprietario-da-casa-alvares/ […]

  • … [Trackback]

    […] Read More Info here on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/12/domingos-antunes-entrevista-paulo-alvares-proprietario-da-casa-alvares/ […]

  • … [Trackback]

    […] Info on that Topic: revistadovilla.com.br/2020/09/12/domingos-antunes-entrevista-paulo-alvares-proprietario-da-casa-alvares/ […]

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.