Douglas Delmar apresenta Carminho e seu fado contemporâneo

Carminho Disco Canto - 2015 - Crédito Som Livre

Nascida em Lisboa, Maria do Carmo de Carvalho Revelo de Andrade, conhecida artisticamente como Carminho, é uma cantora e compositora de grande projeção internacional. Filha da consagrada fadista Teresa Siqueira, começou a cantar aos doze anos de idade, influenciada pelo fado, que sempre marcou presença em sua vida. Enquanto cursava a faculdade de Marketing e Publicidade, soltava a voz em casas de fado e, apesar dos convites que recebeu para gravar um disco, decidiu esperar o momento certo, pois ainda não se sentia preparada para cantar. 

Decidiu viajar pelo mundo. Durante um ano, conheceu muitos países e participou de missões humanitárias. Quando voltou a Lisboa, já com 22 anos, estava pronta para adentrar o universo artístico e musical. Lançou seu primeiro disco em 2009, intitulado Fado, que se tornou um dos álbuns mais aclamados, alcançando a platina. Foi uma grande conquista para uma estreante. Com esse disco, Portugal se rende ao seu talento. Em 2011, a revista britânica Songlines classificou Fado como melhor álbum de 2011. Nesse mesmo ano, Carminho colaborou com Pablo Alborán na canção Perdoname, obtendo grande sucesso na Espanha e em Portugal e também participou da campanha do Pirilampo Mágico gravando Ser Feliz, com a parceria de Ney Matogrosso. 

Em 2012 veio Alma, seu segundo álbum. Alcançou a liderança de vendas em seu país, além de se destacar em vários tops internacionais. Carminho realizou apresentações em países da Europa, Ásia e também esteve nos EUA. O Brasil não esteve de fora. A cantora estava conquistando as terras tupiniquins, e gravou canções em parceria com grandes ícones, como Milton Nascimento, Chico Buarque e Nana Caymmi. Resolveu reeditar Alma. Seus concertos no Rio de Janeiro e em outras partes do Brasil tiveram os ingressos esgotados.

Carminho - Crédito Ricardo Nunes

Ao fim de 2014, editou o álbum Canto. Sua relação com o Brasil se aprofunda e é refletida nesse disco, que teve parcerias com Caetano Veloso e seu filho mais novo, Tom, Marisa Monte, Carlinhos Brown, entre outros. Em 2016, a convite da família de um dos maiores compositores do mundo, gravou o disco Carminho canta Tom Jobim, cantando novamente com Marisa Monte, Chico Buarque e pela primeira vez com Maria Bethânia. Com este álbum, foi premiada com o Globo de Ouro de melhor intérprete.

Maria é seu mais recente trabalho, o quinto da carreira. Um álbum muito pessoal com a maioria das faixas compostas pela própria cantora.

Carminho soube inovar o fado, reinterpretar de forma livre e contemporânea, porém, sem perder suas raízes e tradições. Suas canções despertam uma alegria que contagia e também contém uma ponta de saudade, sentimento sempre presente no fado. 

Como forma de homenagem, em 2020 Carminho lançou um livro infantil intitulado AMÁLIA, JÁ SEI QUEM ÉS, com a biografia da consagrada fadista Amália Rodrigues, contada em sextilhas, uma das formas poéticas do fado tradicional. 

 

Carminho com AMÁLIA, JÁ SEI QUEM ÉS - Fonte Reprodução Youtube 
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Flávia Correia: João do Vale

Próxima Publicação

À mesa com Kika: sucesso do encontro leva à sequência

3 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.