Cláudio Vaz: 'Voo de Balão na Capadócia é um passeio mandatório para apreciadores de uma boa aventura!'

A região histórica e muito turística da Anatólia Central na Turquia – Capadócia, tem tornando-se a preferida para voos de balão. A Revista do Villa juntamente com o jornalista e influenciador Cláudio Vaz Júnior te levam nessa jornada.

Influenciador Cláudio Vaz em seu primeiro voo de balão na região da Capadócia.

Os passeios de balão de ar quente na região da Capadócia são uma das melhores maneiras de descobrir e explorar a área. Enquanto você voa entre as formações rochosas nos vales profundos dessa cidade encantadora e a bordo do balão de ar quente da Royal Balloon pode fechar seus olhos, relaxar e tentar ouvir o som do silêncio e da paz e ao abrir os olhos lá de cima você irá experienciar a melhor paisagem que talvez já tenha visto.

Vista com 800 metros de altura e voo já em nível Cruzeiro

Essa atividade não tão radical está tornando-se mais popular a cada ano que passa devido às condições climáticas perfeitas e as paisagens que a região oferece aos visitantes do mundo inteiro.

A Royal Balloon emprega pilotos altamente conceituados e experientes para fornecer um voo de primeira classe Royal – seguro e memorável aos seus passageiros. Os pilotos da companhia acumularam um total de mais de 15.000 mil horas de voo e já levaram mais de 200.000 mil visitantes em toda sua existência.

Não importa qual empresa você irá utilizar para o voo o recomendado é que uma reserva com no mínimo 04 semanas antes seja efetuada. A Turquia está aberta no momento para receber brasileiros. Por isso, fica aqui a recomendação de destino que a Revista do Villa deixa para seus queridos leitores.

O passeio de balão na Capadócia é sem dúvida um “must do it” e a Royal Balloon irá prover uma inesquecível aventura de balão de ar quente luxuosa e exclusiva.

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Chef Emanuel Wollz: as curiosidades do azeite de oliva e seus benefícios

Próxima Publicação

Campanha ‘Somos Serra da Estrela’ propõe novo olhar sobre o território

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.