Fábio Dezze: Luxo ou Alto Padrão?

Sabe aquelas premiações anuais da FIFA onde escolhem o melhor jogador de futebol do mundo, nas quais é estendido um lindo tapete vermelho para a passagem das estrelas do mundo do futebol ? De modo similar, o mesmo acontece no mercado imobiliário com os imóveis de luxo. Eles são as estrelas desse setor e por isso recebem maior destaque. 

  Várias são as estratégias para se ter uma casa magnífica. Um fator importantíssimo é dar personalidade na decoração, escolhendo obras de arte e peças assinadas por artistas renomados,  caso você seja ainda mais exigente, você pode buscar a opinião de uma mulher genial chamada Paula Klien, que é uma artista plástica brasileira inserida no contexto da produção de arte contemporânea. Paula já realizou campanhas e editoriais de moda e é a responsável pelo último retrato de Oscar Niemeyer, em seu quarto, aos 104 anos, dias antes de falecer. Recentemente esteve ArtRio 2020 na – Marina da Glória – Rio de Janeiro

Paula Klien em seu ambiente de trabalho. Foto: Vera Donato

Perguntada sobre como uma a obra de arte pode dar maior personalidade na decoração de um imóvel de luxo, Paula respondeu : “Com o DNA impregnado do trabalho dos artistas!” 

Diferenciar esses conceitos nem sempre é uma tarefa fácil, em conversa com a arquiteta Patrícia Franco, que trabalha com a arquiteta Claudia Pimenta, ela falou sobre os fatores que causam variação entre uma residência de luxo e alto padrão.  

Patricia Franco e Claudia Pimenta. Crédito: MCA Studio

“Saindo um pouco do que é a estrutura em si, a diferença é a exclusividade que se insere naquele ambiente que vai converter-lo do alto padrão para o luxo. A diferença está na expectativa do cliente. Tenho dois projetos em execução em apartamentos de um mesmo condomínio no Rio De Janeiro, ambos com 600 m2, um deles foi para o alto padrão e o outro é de um cliente que optou por um projeto voltado ao luxo. Esse exemplo mostra que o fator principal não encontra-se ligado apenas a localização do imóvel.  A diferença está na exclusividade das peças que estamos empregando nos apartamentos. O alto padrão vai sempre prezar pela qualidade e no luxo a experiência que o produto ou que uma determinada peça pode proporcionar ao cliente é o fator mais importante.

No apartamento de alto padrão estamos usando material de primeira categoria, mas no banheiro de luxo as peças que estão sendo usadas são todas da linha Armani / Casa, então isso tem imprimido o luxo nesse imóvel. Falando em iluminação o cliente de luxo valoriza a exclusividade de um Baccarat, estamos usando um  na entrada da sala no living, já que esse é um cliente que sabe valorizar a exclusividade das peças, o cliente conhece a história daquelas grifes que estão sendo escolhidas e entende o contexto”, explica a dupla de arquitetas Patricia Franco e Claudia Pimenta.

foto: MCA Studio

“Existem também empreendimentos onde no próprio conceito do projeto já está empregado o luxo, como por exemplo o Porsche em Miami. Nesses imóveis o luxo já empregado, já tem essa prerrogativa. Luxo não é algo pesado ou pomposa e sim simplicidade. Tem clientes que querem o certificado do luxo, sendo assim vão ter peças de casa que vão apresentar a logotipo da Louis Vuitton já que a grife tem todas as peças de casa, vai ter baú  da Louis Vuitton para manter o estilo  estilo low profile e valorizar o conceito. 

Interessante como a moda e arquitetura andam super juntas quando o assunto é luxo, as grifes de alta costura tem a linha casa ,muitas fabricam o mobiliário de casa, a Armani tem toda a linha de móveis , louça, metais e revestimentos, a Louis Vuitton em Milão promove exposições anuais da linha casa , renomados designers como os  irmãos irmãos Campana tem peças lindíssimas feitas com exclusividades pela Louis Vuitton , a Armani possui desde balanço , banco , banquetas até móveis de área externa todos da linha Louis Vuitton. Nosso papel como designer e arquiteta quando o cliente nos entrega o sonho da casa dele nós temos a missão de concretizar o sonho dela e nos cabe ter esse feeling e identificar a expectativa dele e superando , conhecendo a fundo e propondo algo que vai surpreender e imprimir exclusividade ao projeto.

O nosso papel como Designers e arquitetas,  quando o cliente nos entrega o sonho da casa dele nos dando a missão de concretizar o seu sonho, nos cabe ter esse feeling e identificar qual é a expectativa dele e superar conhecendo o cliente a fundo e propor exatamente o que pode imprimir exclusividade ao projeto dele. 

Eu considero o projeto um item de luxo, não pelo custo elevado em si, mas pelo grau de exclusividade que nós sempre imprimimos nos nossos trabalhos com um projeto único. O projeto tem que ser especial e tem que fazer sentido para aquele cliente, o nosso objetivo é sempre fazer um projeto pensando na experiência que aquele cliente vai ter, nunca um layout ou nunca um sofá é posicionado  ali simplesmente porque é o lugar do sofá , mas sim porque ali ele vai ter a melhor visão, é porque ele vai poder sentar e ter uma experiência tomando um vinho num momento com a família , então nos nossos projetos empregamos o conceito do luxo trazendo para eles exclusividade e experiências únicas”, finaliza a dupla. 

Patricia Franco e Claudia Pimenta. MCA Studio

Já para arquiteta Camila Fleck, que além de se destacar pela qualidade dos seus trabalhos nas cidades do Rio De Janeiro, São Paulo e Rio Grande Do Sul, a gaúcha conta com milhares de seguidores nas redes sociais e é uma das principais influencers digitais do mundo da arquitetura.  Em seu perfil do Instagram também traz várias inspirações em decoração de interiores – uma mais bonita que a outra -, além de alguns “antes e depois” surpreendentes. 

Camila Fleck

De forma clara e objetiva Camila explica: “No imóvel de alto padrão existe o predomínio do que é top de linha, por isso, são comuns o uso de porcelanato, torneiras de qualidade e o custo também é elevado. As diferenças acontecem, por exemplo, na hora de usar um  porcelanato. Utiliza-se pedra natural que custa mais que o dobro em volta da piscina, ao  invés de usar o cimentício atérmico se utiliza um limestone de uma jazida portuguesa que é um dos melhores do mundo, em vez de usar um metal da Deka ou Docol usamos um metal italiano, dando preferência às grifes como uma torneira feita pelo design  Philippe Starck, por exemplo. Nos móveis de alto padrão você utiliza peças de custo elevado, já no alto luxo você investe em peças assinadas. Muitos, de forma equivocada, entendem que alto luxo resume-se em espelhos e dourados. Falo que é um ” luxo de Dubai mais artificial “, cartoner , nem sempre o alto luxo é bom gosto. Peças assinados com design italiano,  com o Dólar e com o Euro em alta, é um luxo. Da mesma maneira que investimos em uma grife de bolsas podemos investir em uma grife de tapete, de fogão, aliás, existem fogões que custam 50 mil reais. Então, na minha opinião, essa é a diferença entre o alto padrão e o luxo.”

Conversamos também com João Caetano, fundador e sócio do ARQUIVO CONTEMPORÂNEO, além de ser autoridade máxima quando o assunto é estilo e elegância, João Caetano também expressa a sua arte e bom gosto com a música, o lendário empresário do mundo da decoração também tem  alguns álbuns gravados, João gentilmente conversou com a Revista do Villa e deu a sua opinião a respeito das diferenças entre o luxo e o alto padrão.

JOÃO CAETANO. Foto: Eduardo Câmara/LT9

“Na minha opinião, a definição de imóvel de luxo passa mais pela experiência sensorial do comprador, pela curiosidade do que tem nele, por seus itens extravagantes e suas histórias já conhecidas que aguçam o imaginário coletivo e individual, independente de sua localização. Já a definição de imóvel de alto padrão passa mais pelo custo elevado dos materiais de primeira linha e tecnologias de ponta que existem nele, ou ainda pelo que foi agregado de forma artesanal, tornando a moradia única, exclusiva. Neste caso, sim, a localização tem grande peso na avaliação” – João Caetano, sócio do ARQUIVO CONTEMPORÂNEO. 

 

Crédito: Eduardo Câmara/LT9

Com as opiniões e esclarecimentos de profissionais do mercado de luxo ficaram claras as principais diferenças entre os imóveis de luxo e os de alto padrão? E você? Qual é a sua preferência?




Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Hotel Fasano Punta del Este reabre de forma gradual

Próxima Publicação

Xandy Novaski entrevista o produtor e baterista Matheus Rodrigues

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.