Aldeia de Gondramaz, uma das mais belas de Portugal, inspira poesia

Fotos: Travellight e H. Borges

“A vida é feita de nadas: de grandes serras paradas; à espera de movimento; de Searas onduladas pelo vento. De casas de moradias, caídas e com sinais, De ninhos que outrora havia nas Beiras; de poeira, de sombra de uma figueira; de ver esta maravilha: meu pai a erguer uma videira, como uma mãe que faz uma trança à filha”

É com este poema de Miguel Torga que a aldeia de xisto de Gondramaz, localizada na Serra da Lousã, concelho de Miranda do Corvo, recebe os seus visitantes. E como são apropriadas estas palavras…

Afinal, uma das mais belas aldeias de Portugal, pequena, mas tão bonita com suas casas em xisto de tonalidade distinta restauradas na perfeição. Gondramaz é hoje a casa de artistas plásticos e local de parada obrigatória para praticantes de ciclismo de montanha e downhill.

Fotos: Travellight e H. Borges

Lugarejo bom para compartilhar um “bom dia” com os moradores locais e conversar e dar boas gargalhadas com os artesãos nas pequenas lojas de souvenirs da aldeia. Além disso, um bom programa é aproveitar o tempo para parar na capela e rezar ou sentar nos bancos de jardim a apreciar as árvores.

Suas ruas estreitas e sinuosas, com pequenos detalhes pelo caminho, como as pequenas estátuas que evocam santos ou figuras populares mais brejeiras evocam outro poema:

“Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo…

Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer

Porque eu sou do tamanho do que vejo

E não, do tamanho da minha altura…

Nas cidades a vida é mais pequena

Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.”

Alberto Caeiro, in “O Guardador de Rebanhos – Poema VII”  – Heterónimo de Fernando Pessoa

 

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

‘À Mesa com Kika’ recebe Juan Azevedo, da FlorArt e Vivian Santo, da Vívian Festas com dicas sobre decoração de Natal

Próxima Publicação

Temporada de Trufas Brancas no Fasano

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.