Aretê reúne novas apostas do golfe nacional e atletas de alta performance e olímpicos em um mesmo final de semana

Três dias de muitas tacadas, corridas, natação em alto mar, bike speed, além de doses extras de adrenalina e emoção. Foi assim o último final de semana no Aretê, bairro em desenvolvimento na região da Rasa, em Búzios. O 19º Torneio Aberto de Golfe do Clube Aretê Búzios deu o título a uma jovem revelação fluminense: Humberto Rodrigues, de 19 anos, do Campo Olímpico do Rio de Janeiro. O jovem arrancou lágrimas da plateia e de seus colegas de campo ao dedicar a premiação a quem mais incentivou seu sonho e futura carreira, a avó Malvina de Oliveira Silva, falecida há uma semana. Morador de Japeri, Humberto venceu seu segundo torneio consecutivo do ranking fluminense.

Já o XTERRA Brazil Tour, em sua primeira e única etapa do calendário 2020, contou com nove modalidades e reuniu atletas profissionais e amadores ao longo do circuito off-road. Seguindo todos os protocolos de segurança contra a COVID19, os esportistas puderam participar de provas de Triathlon, Mountain Bike, Trail run 5K, 10K e 21K, Swim challenge (1,5km e 3km) e a já tradicional corrida infantil. Atletas renomados e figuras marcadas na história do XTERRA Brazil tornaram os pódios da última etapa ainda mais consagrados, como Artur Pedroza, Geisla dos Santos, Roberta Stopa, Felipe Moletta e Diogo Sclebin, atleta olímpico de Triathlon. 

“Minha última corrida foi o próprio XTERRA Búzios, em 2019. Eu nunca tinha ficado tanto tempo sem fazer uma prova. Acabei decidindo na última semana que iria participar e fiquei super satisfeito com o resultado. Não esperava uma performance tão boa, ainda mais por ter contado com uma startlist tão forte, com a presença do Diogo Sclebin, atleta olímpico de Triathlon, entre tantos outros grandes nomes que competiram comigo, como Hugo Amaral, Rodrigo Altafini, Rafael Juriti. Fui para me testar e me divertir. Acabei saindo super feliz”, contou o vencedor do Triathlon, Felipe Moletta.

Para o gerente de projeto do XTERRA no Brasil, Bruno Vicente, a cidade de Búzios recebeu a etapa de braços abertos.

“A gente agradece muito a Guarda Municipal, a Prefeitura de Búzios e os órgãos públicos envolvidos na realização do evento. Ficamos muito felizes em comemorar nossos 15 anos com a energia incrível da Família XTERRA em Búzios, na estrutura do Clube Aretê. Agora, é descansar e esperar pelas provas de 2021, um ano especial de verdadeira retomada, com um misto de etapas clássicas e inéditas que serão divulgadas ainda este ano. Uma das paradas já é certa: Búzios, mais uma vez”, declara Vicente. Os resultados de todas as modalidades do XTERRA Brazil Tour 2020 estão disponíveis no site do XTERRA Brazil em https://xterrabrasil.com.br/resultados-buzios/  

O final de semana comprovou a vocação do Aretê como um novo polo brasileiro para os esportes de alto rendimento ao ar livre. Mais precisamente em Búzios, próximo à Praia Rasa e à Baía Formosa, desenvolve-se um novo bairro que reúne um complexo esportivo de alto nível, com diversas atividades de lazer e praia. 

“Os eventos deste final de semana foram marcos muito importantes para o desenvolvimento da ideia de um bairro que tem o esporte como ancora. Foram inauguradas duas sedes do Clube Aretê, a Esportiva, que tem todo o programa de quadras e piscina, além da base das atividades do golfe, e a sede Praia, onde aconteceu o XTERRA, com modalidades variadas de esportes, como corrida, natação e ciclismo. Passamos por uma verdadeira prova de fogo com dois eventos grandes e complexos. E tudo isso com todos os cuidados e seguindo os protocolos de segurança contra a Covid19. Nos próximos meses reafirmaremos a estrutura do nosso complexo esportivo, somada a todos os atributos de Búzios como um destino familiar e esportivo, uma conjunção perfeita para pessoas que buscam qualidade de vida e bem estar.”, destaca o Comitê da Curadoria Esportiva do Clube Aretê.  

Resultado do 19º Torneio Aberto de Golfe do Clube Aretê Búzios –

Humberto Rodrigues levou o título e venceu de ponta a ponta e por duas de vantagem ao somar 154 (78-76) tacadas, dez acima do par, num dos campos mais seletivos do Brasil. O jovem de 19 anos soube administrar sua vantagem até o buraco 15, onde seu único birdie do dia lhe deu tranquilidade para o título.

Breno Domingos da Silva, da Associação Golfe Público de Japeri, ficou em segundo lugar. Apesar de dois duplos bogeys no começo da volta final, Breno fez cinco birdies para jogar 74, duas acima do par e melhor resultado de todo o torneio masculino, com 156 (82-74) tacadas. 

Ambos receberam das mãos de Eudes Filho e de sua mãe, Mercedes, os troféus que homenageiam Dom Eudes de Orleans e Bragança, ex-presidente da Confederação Brasileira de Golfe, recentemente falecido.

O terceiro lugar ficou com Deivid Barbosa de Oliveira, revelado no Clube Capixaba, do Espírito Santo, o número 1 do ranking do Rio de Janeiro, vinha de um título do Aberto do RJ. Deivid terminou em terceiro na classificação geral, mas foi o campeão na classificação por handicaps índex até 8,5, com 149 (75-74) tacadas, cinco acima. Stian Soltvedt, do Itanhangá, foi o vice, com 150 (73-77) tacadas. Henrique Piassi Sousa, da Federação Baiana, Capixaba e Mineira de Golfe também somou 150 (73-77), mas ficou com o troféu de terceiro lugar nos critérios de desempate.

Publicação Anterior

Gardênia Cavalcanti comanda bazar beneficente O Sol

Próxima Publicação

Restaurante argentino é eleito o melhor da América Latina; brasileiro fica em quarto

638 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.