Kênia Esteves entrevista o empresário de sucesso, do setor imobiliário do Sul da Bahia, Antônio Edim

Olá, amigos. Com 4 décadas de Sul da Bahia, apresento à vocês hoje em minha coluna, o mineiro ANTONIO EDIM.

Oriundo do nordeste mineiro, completou seus estudos em BH, TONY ou TONICO, como é conhecido por muitos, deixou o trabalho em uma industria de refratários e veio buscar alternativa mais criativa no litoral do nordeste fixando-se em Arraial d”Ajuda.

Construiu uma charmosa pousada chamada CAJUEIROS, onde recebia os amigos/hóspedes de uma forma acolhedora e carinhosa . A intenção de auxiliar os novos amigos locais, num momento em que haviam várias indefinições quanto ao valor das propriedades, foi descobrindo os caminhos desse mercado e, com olhar perspicaz e sua mente brilhante ,criou marcas singulares para o setor imobiliário da região .

Assim , de uma maneira bem informal , começava uma trajetória árdua, mas também de muito sucesso, que resultou na ARTE IMÓVEIS, sua empresa, que atualmente vende o SONHO CERTO, para quem quer investir em uma moradia de qualidade, com infra estrutura de ponta.

Criar belos projetos e agregar histórias de vida à eles, faz ANTÔNIO EDIM ser uma referência no setor imobiliário do Sul da Bahia, o que faz investidores do mundo inteiro, das capitais mais diversas o procurarem para desenvolver seus respectivos lifestyles. Sim, amigos porque a arte de morar bem, sempre vai andar lado a lado com o lifestyle de cada um de nós.

Sejam bem-vindos a mais uma história inebriada da mais “pura…ESSÊNCIA”.

 

Antonio Edim com sua filha Juliana E. Edim, com quem divide a direção da empresa ARTE IMÓVEIS.

K.E. 1: Antônio Edim, você deixou um trabalho promissor para começar uma nova vida no extremos Sul da Bahia. Conte-nos um pouco dessa trajetória.  

Resp 1- Na verdade, eu não identificava aquele momento como promissor. Havia mesmo era um forte apelo por mais simplicidade, mais sol e forte atração pelo litoral. A chegada no Arraial foi a materialização do desejo: incrustada em mágica beleza uma pequena comunidade  alegre, aconchegante, calorosa, religiosa, solidária e generosa. 

K.E.2: Em 4 décadas morando aqui, qual a sua visão atual da evolução de Porto Seguro; Arraial d”Ajuda, TRANCOSO e Caraivas? 

Resp 2 – A vocação já foi definida pela própria história. Essa conjunção de beleza natural, águas tépidas, ausência de conflitos e a mídia imbatível dos livros de história impõe o vetor de desenvolvimento. Ser o objeto de desejo para laser ou habitação impõe o desenvolvimento do turismo e a forte migração que tem sido a tônica nessas últimas quatro décadas.

K.E.3: Agora, de uma forma mais específica, qual o seu parecer sobre o mercado imobiliário? 

Resp 3- Com base no que eu disse antes, todos os segmentos do mercado imobiliário são prósperos. Desde a primeira moradia até todos os níveis de atendimento aos públicos mais exigentes. 

K.E.4: Costumo dizer que seu olhar é de águia. Apurado e certeiro. Seus projetos são puro sucesso. A que você atribui essa sua “marca registrada”, digamos assim? 

Resp 4- Obrigado, mas acertar onde tudo contribui para o acerto é fácil. Como a forte migração traz junto pessoas de todo o mundo, com todos os matizes de personalidade, um componente importante passa a ser a confiança. Outro fator importante é buscar associar aos produtos perspectiva de melhoria das condições sociais, principalmente nos cuidados com a família e convivência com o entorno próximo. 

K.E. 5: Algumas vezes tive a oportunidade em vê-lo exercitar o seu “FairPlay “ com uma habilidade ímpar. É assim que seus clientes se tornam amigos de uma VIDA? 

Resp 5- FairPlay tem que ser uma busca permanente. É a soma do respeito e do amor para com os outros. É o reconhecimento de que existe igualdade abaixo dos conflitos de interesse. A busca da consciência da abundância e da generosidade da criação. 

K.E. 6: Você pode nos dar uma dica para quem quer investir na região? 

Resp 6- A forte migração para cá traz muita competição pelos diversos nichos de mercado. Com o aumento da população e sua diversidade sempre estarão surgindo novas opções. Não tenho uma visão abrangente para ser um indicador desses caminhos. Minha visão está voltada para a enorme carência na área de habitação.

K.E. 7: E a sua perspectiva para 2021? 

Resp 7 – A população acaba de escolher um projeto político focado no desenvolvimento urbano como apoio à vocação turística. O cumprimento dessas metas fará de 2021 um marco histórico.

K.E. 8: As vezes percebo que o crescimento da cidade está um pouco desordenado. Você tem alguma  sugestão para conter essa “ desorganização “? . 

Resp 8- O crescimento orgânico das cidades, principalmente das que crescem muito rápido acumulando mazelas por falta de planejamento de médio prazo, não é privilégio nosso. É característica nacional. Essa proposta atual de planejamento global e sustentável foi bem acolhida pela população.

K.E. 9: Qual a maior carência do Sul da Bahia, no quesito moradia? 

Resp. 9- A Bahia é imensa é o Sul da Bahia muito grande. Minha visão é muito local. Aqui falta moradia em todas as classes sociais, além de não ter proposta de preparar a recepção dos que chegam todos os dias e de atendimento da demanda por segundo Imóvel de laser. Falta de tudo! Mãos à obra!!!

K.E.10: Para finalizar, diga-nos como você aproveita as maravilhas desse lugar tão especial que você escolheu para morar, desenvolver seus negócios e família? 

Resp. 10- Viver imerso na beleza e na percepção de tudo o que significa o apoio e a proteção do Criador pelo simples usufruto do que nos é disponibilizado por ele. Fazer do que gosta sua atividade e receber em troca tudo o que quiz oferecer de melhor na convivência humana, é motivo de agradecimento permanente.

De mais, muito obrigada pela entrevista e seja sempre bem vindo a minha coluna dominical, na REVISTA do VILLA! 

Publicação Anterior

Fábio Dezze: Festa Caseira

Próxima Publicação

Novos hotéis de luxo pelo mundo abrem as portas em plena pandemia

463 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.