Saiba como o Carlyle Hotel, em Nova York, uniu Lady Di, Michael Jackson e Steve Jobs

O Carlyle Hotel, em Nova York, construído em 1930 e localizado na esquina da Madison Avenue com a 76th Street no Upper East Side, hoje em dia é lembrado como o esconderijo de políticos, de celebridades e da realeza. Quem assistiu à série “The Crown”, na Netflix, conheceu um pouco mais sobre a viagem feita por Diana Spencer para a cidade norte-americana, e foi nesse hotel em que ela se hospedou. E a melhor parte fica por conta de um encontro, no elevador, que uniu a princesa, o cantor Michael Jackson e o empresário Steve Jobs.

Essa história foi compartilhada no documentário chamado “Always the Carlyle”, do autor Matthew Miele, em que revelou histórias nunca antes compartilhadas de alguns dos hóspedes mais ilustres do hotel, sendo um dos episódios o encontro inusitado entre as três figuras públicas.

Tal acontecimento improvável teria acontecido após o divórcio de Diana com Charles, o que fez com que ela fosse cada vez mais frequentemente para Nova York e se hospedasse no hotel, conhecido também como “Palácio dos Segredos”. 

Durante uma das visitas feitas pela mãe de Harry e William, aconteceu “a viagem de elevador mais famosa da história”, nomeação usada pelo jornalista Piers Morgan, que contribuiu para o documentário.

Lady Di costumava se hospedar na "Suíte Royal" de 167 m² no 22º andar do hotel, que hoje é um dos quartos mais solicitados do Carlyle Hotel.

Segundo Morgan, em determinado momento, Diana entrou no mesmo instante que Michael Jackson e Steve Jobs. Ele diz ainda que um “silêncio estrondoso” pairou no ambiente até que a princesa começou a cantar a música “Beat It”, um dos maiores sucessos do Rei do Pop, lançado em 1982.

Lady Di costumava se hospedar na “Suíte Royal” de 167 m² no 22º andar do hotel, que hoje é um dos quartos mais solicitados do Carlyle Hotel. A suíte especial, de dois quartos, atualmente está sendo reformada, mas já foi alugada por US$ 8 mil por noite, aproximadamente R$ 40 mil. Príncipe William, seguindo os passos da mãe, e Kate Middleton também ficaram no mesmo local durante uma viagem para Nova York, em 2016.

Os preços dos outros quartos são tão altos quanto. As taxas começam em US$ 525, cerca de R$ 2,8 mil, por noite para um “Quarto Deluxe” com duas camas de solteiro dentro dos seus 33 m². Já a suíte Empire, com dois andares e vista para o Central Park, custa US$ 20 mil por noite, ou seja, uma bagatela de R$ 100 mil na cotação atual. As informações sobre os valores das estadias são do Business Insider. 

A lista de hóspedes do “Palácio do Segredo” é grande. Entre os políticos, o documentário de Matthew Miele informa que praticamente todos os presidentes dos EUA já visitaram o local, desde John F. Kennedy até Donald Trump. As celebridades não ficam para trás: George e Amal Clooney, Vera Wang, Jack Nicholson, Naomi Campbell, Wes Anderson, Lenny Kravitz, Roger Federer e Bill Murray são alguns dos que compõem a lista.

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Conheça as tradições de natal mais estranhas ao redor do mundo

Próxima Publicação

Fábio Dezze e a trajetória de Kamilla Sant’Ana, do ateliê @kahreborn

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.