Kênia Esteves entrevista Felipe Coelho, produtor musical da banda alto astral VIROU BAHIA

Felipe Coelho: produtor musical da banda Virou Bahia

Olá amigos! Salve 2021! Sejam bem vindos a minha primeira coluna do ano, a qual fiz questão em iniciá-la , com um só sentimento; ALEGRIA.

Falar dessa emoção, aqui no Sul da Bahia, é remeter o amor e ao alto astral que a música nos traz constantemente a um doce balanço. Seja de nosso corpo, do mar, da rede ou dos infinitos coqueiros espalhados pela orla de Porto Seguro.

Por isso trago para nosso deleite , nesse verão de pura beleza e energia ímpar, Felipe Coelho, produtor e idealizador de uma banda que é só sucesso nas melhores festas da região, no Spotify, no You Tube, no Brasil e no mundo.

Falo de VIROU BAHIA, que com seu vocalista Biel, nos faz sair literalmente do chão ao tocar um repertório variado que encanta todas as idades. Seja bem vindo, Felipe.

VIROU BAHIA

K.E. 1: Felipe , você é de uma família musical. Conte-nos qual a verdadeira influência dessa família no sucesso e no coração da banda VIROU BAHIA.

F.C.- Olá Kênia, olá leitores da Revista do Villa. A música é presente em minha família há muitas gerações, mas minha maior referência e influência musical veio do meu pai, Carlinhos do Bombordo, que foi peça chave para o nascimento e sucesso da Virou Bahia. Desde cedo ele e minha mãe sempre trouxeram referências musicais como Djavan, Caetano, Gilberto Gil, fazendo com que eu e meu irmão, Biel Brito, fôssemos sempre criteriosos com a qualidade musical dentro da banda Virou Bahia.

K.E.2: Esse sucesso se iniciou há 7 anos atrás. Ou seja , 2013. Nessa trajetória, o grupo permanece o mesmo ou já sofreu muitas alterações?

F.C.-A VIROU BAHIA nasceu oficialmente no dia 11 de junho de 2013, em um evento de lançamento no antigo Bombordo, onde fomos a banda residente até o seu fechamento em 2018. De lá pra cá tivemos poucas mudanças no grupo, mas a essência sempre foi a mesma. Uma identidade musical marcante com releituras de clássicos da música baiana e brasileira.

K.E.3: Com a pandemia vieram várias restrições em relação a música ao vivo. Como vocês estão se adaptando a essa nova condição?

F.C.- Nesse período de Pandemia, sem poder realizar shows, grandes eventos, nós aproveitamos pra realizar um trabalho intenso de produção musical. Tiago Makulla, nosso diretor musical, junto a Biel Brito, nosso vocalista, usaram esse tempo para produzir muito conteúdo inédito que vocês poderão curtir em breve. Além disso, surfando a onda do momento, realizamos quase 10 Lives, algumas delas para empresas que contrataram a Virou Bahia para um conteúdo exclusivo, conseguindo assim capitalizar nesse novo formato.

K.E. 4: Felipe, vida de produtor musical, é uma constante loucura por conta da agenda profissional, gravações e viagens. Sendo assim, como você cuida da sua QUALIDADE de VIDA?

F.C.-Trabalhar com música, evento, produção é algo bastante prazeroso porém exaustivo. Nem sempre se come bem, dorme o suficiente, então o corpo as vezes “reclama”. Para isso eu procuro dormir bem, mantenho uma alimentação saudável e faço atividade física de forma regular. Quem trabalha nesse ramo, trabalha para divertir os outros. Então eu também procuro me divertir e aproveitar quando estou de folga. Outra coisa que tem me ajudado bastante são os óleos essenciais que tenho usado com frequência!

K.E. 5: Ok, que o Backstage da Banda VIROU BAHIA, é sempre muito bem organizado e intenso, pois vocês estão literalmente “bombando”, em todas as redes sociais e no Spotify também. E o seu Backstage? É igualmente bem formatado para você aproveitar as delícias de nossa região?

F.C.-Nesses sete anos e alguma coisa melhoramos muito nosso backstage. Mas é claro que sempre dá pra arrumar mais alguma coisa né? (Risos) Organizar melhor o backstage da Virou Bahia refletiu diretamente no meu, pois quando estou tranquilo no trabalho, estou tranquilo na minha vida pessoal. Com isso consigo aproveitar nossa região, descansar e estar mais focado na gestão e estratégias da banda.

Biel, cantor da banda Virou Bahia

K.E.6:  Por sua ótica tão “descolada” e sendo um produtor musical jovem e super alto astral, como você define o lifestyle do Sul da Bahia?

F.C.-O Sul da Bahia é privilegiado pela sua natureza, estrutura turística e povo acolhedor. Temos um clima de calor predominante o ano inteiro, bons hotéis, restaurantes e um povo que não tem medo de trabalhar. Isso nos faz referencia no mundo inteiro quando se trata de destino turístico. Com todo esse potencial, nossa região ganhou destaque e atraiu os olhares de quem gosta de festa, com eventos cada vez mais preparados, bem organizados. E de alguns anos para cá a expertise nos eventos se aperfeiçoou e nos tornamos também um “destination wedding”, com um destino tão sonhado por casais apaixonados celebrarem sua união. Por conta desse histórico, acredito que o lifestyle do sul da bahia seja leve, jovem, pé na areia e de muito bom gosto!

K.E.7: Felipe, VOCÊS acabaram de gravar um réveillon no YOUTUBE, contratados pelo SESC -BAHIA, o qual eu mesma tive a grata oportunidade em cobrir pela Revista do Villa. Como foi essa vivência?

F.C.-Com esse “novo normal” devido a Pandemia do Covid-19, tivemos que nos adaptar em algumas coisas. Há quase dois anos temos uma parceria legal com o SESC Bahia de Porto Seguro, realizando shows para eles in loco, mas esse ano tivemos que nos reinventar. Veio deles a demanda de realizar um show gravado para exibição na noite de réveillon, mas com toda operação realizada por nós. Junto com a Rosa Filmes, empresa do Grupo Broad, realizamos a gravação de um show no Manito Praia especialmente para o YouTube do SESC. O know how e a sinergia de todos foi fundamental para o sucesso desse trabalho!

K.E. 8: Foi muita novidade ou foi uma forma que vocês encontraram de levar essa energia e alegria contagiante  da banda à casa das pessoas?

F.C.-Foi um processo de continuação do formato das Lives realizadas em 2020. Dessa forma vamos conseguir levar alegria a casa de todos na noite de ano novo!

K.E. 9: E já que é a nossa primeira entrevista do ano, qual a dica preciosa para quem vem passar o verão no Sul da Bahia?

F.C.- Para o Verão de 2021 minha dica é: traga pra Bahia sua alegria, chinelos, roupa de praia e sua máscara! Teremos um verão diferente de todos os outros anos, um pouco mais afastados um dos outros, mas não menos alegre e feliz. Precisamos curtir e se divertir, mas não menos importante nos cuidar. Lave suas mãos, traga seu álcool em gel, use sempre a sua máscara e faça do seu verão na Bahia um momento inesquecível e seguro!

K.E. 10: Claro, que não posso deixar de pedir um pequeno spoiler dos próximos projetos da VIROU BAHIA. Pode ser?  De mais, obrigada por acreditar no potencial da Revista do Villa , e espero em breve estar ao vivo com nossos leitores para assistir a  um desses shows cheios de bossa, balanço, alegria e VIDA. SUCESSO e ótimo ano para todos vocês.

F.C.-Em janeiro está saindo do forno nosso novo projeto: um CD com a cara da Bahia, do verão e com muita música boa, logo mais em todas as plataformas digitais. Além dessa novidade, duas músicas da VIROU BAHIA serão gravadas por famosos artistas baianos, mas essa é pauta pra outra entrevista! (Risos). Agradeço imensamente o espaço e a sua confiança em nosso trabalho, assim como o seu prestígio ao nosso trabalho. Em breve estaremos de volta com força total, esperando todos para curtir nosso show e nosso som!

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Litoral da Paraíba tem recorde de praias com boa qualidade

Próxima Publicação

Atração da Branca de Neve na Disneyland Califórnia ganha repaginada

56 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.