Chico Vartulli entrevista o super ator, diretor e querido Diogo Vilela

O talentoso ator e diretor Diogo  Vilela em foto para a coluna. Arquivo Pessoal.

Diogo começou  sua carreira fazendo um teste na TV Globo aos 12 anos. Passou e fez  a novela Ponte Dos Suspiros, e, a partir daí, continuou no Teatro, primeiro infantil, por causa da idade, depois, ao completar 18 anos, entrou em uma  peça de João das Neves chamada “Último Carro”.

Vilela na peça Diário de um Louco. Arquivo Pessoal.

Vilela tem vários projetos para o teatro e um filme sobre o cantor Cauby Peixoto. No teatro, sua a meta é continuar produzindo peças, o que já faz há trinta anos. O ator encomendou uma tradução da peça de Shakespeare, chamada “Ricardo Terceiro”, feita por Leonardo Marona. Aliás, Diogo ama Shakespeare! Já fez “Hamlet” e dirigiu e atuou em Otelo com a participação de 30 atores, em 2004.  

O filme a que tem se dedicado sobre Cauby chama – se “Cauby a Voz do Coração” e será feito assim que passar esse momento delicado que o mundo está vivendo.

O cartaz de apresentação de ‘Cauby! Cauby!’ vivido por Vilela em longa temporada de sucesso no teatro brasileiro. Arquivo Pessoal.

Para Diogo, este vírus teria que, no mínimo, “nos  transformar em algo melhor como seres humanos porque várias pessoas estão partindo e existe muito sofrimento envolvido”. O ator tem tentado continuar em casa fazendo apenas contatos por e-mails e por aplicativos de telefone, e, para ele, fica a sensação de “que se correr o bicho pega e se ficar o bicho come, temos que ser fortes”, comenta Vilela. 

Diogo com a inesquecível atriz Henriette Morineau ,na peça ‘Ensina-me a Viver’, sucesso absoluto de público. Arquivo Pessoal.

Diogo Vilela acredita muito em transformação e pensa que só saberemos o que aconteceu realmente num futuro próximo! Quanto a cultura no país, o ator afirma que não temos um governo atento à cultura e parece que isso hoje está estabelecido em seu código. “Fica a sensação de frustração e de grande injustiça. Nos deparamos, de repente, com um país violento e sem arte. Pelo menos no incentivo, até agora que eu saiba, não existe uma nova política”, desabafa Diogo.

Uma pose exclusiva do super Diogo Vilela. Arquivo Pessoal.

O seu hobby favorito  é ler bastante, sempre aprendendo e buscando coisas novas. A dica para os atores iniciantes é sempre estudar muito, procurar na arte e na cultura o melhor, se dedicar com amor e acreditar sempre em si, na vitória. “Faça a diferença nessa sociedade do espetáculo”, finaliza o talentoso e querido ator e diretor Diogo Vilela.                 

Diogo Vilela aos 12 anos na novela ‘A Ponte dos Suspiros’, fotografia super exclusiva. Arquivo Pessoal.
Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Xandy Novaski presta homenagem à Sandra Paes

Próxima Publicação

As histórias reunidas no Museu da Ilha das Flores, em Portugal

3 Comentários

  • Maravilhoso ator e texto excelente do nosso querido Chico Vartulli! 👏👏😍😍

  • Thank you for another excellent article. Where else could anyone get that kind of information in such a perfect way of writing? I’ve a presentation next week, and I am on the look for such info.

  • Hello! I simply want to give a huge thumbs up for the nice info you may have right here on this post. I might be coming back to your weblog for more soon.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.