Franklin Bressane: 'desenvolvendo a própria identidade'

É comum as pessoas se sentirem inseguras atualmente perante as mais diversas situações da vida, no dia a dia, uma vez que estamos vivendo em um mundo cada vez mais competitivo e exigente. Isso ocorre ainda com mais força quando costumam se comparar com outros, podendo levá-los a situações de extrema ansiedade, depressão, constrangimento, medo, dentre vários outros sentimentos.

Não há, entretanto, motivo para desespero, pois para tudo há uma solução! Aumentar a autoestima é o que ajudará, com certeza, a ter um conceito mais positivo de si mesmo. Portanto, quando sentimos uma quantidade adequada de estima por nós mesmos, criamos um estado de harmonia interna que nos ajuda a perceber e interagir com o mundo externo de maneira mais adequada para o alcance de nossos objetivos.

Então, o que podemos  fazer, na prática,  para aumentar a autoestima? Vamos pensar em algumas situações:

  • Ajudar outras pessoas

O que isso significa – quando  ajudar  outros, você se ajuda. De que forma? A generosidade é sempre recompensada. Ser generoso significa ajudar o outro, não com o objetivo de receber algo em troca, como é muito comum nos dias atuais. Ou seja, a generosidade independe do que teremos de volta. Ajudar com interesse de ter algo em troca leva as pessoas a perceberem que essas ações não são verdadeiras, mas interesseiras.

  • Fazer amigos 

O que isso significa – o bom amigo é aquele que ajuda nos momentos de dificuldade e não apenas nos momentos de festas e alegria. Apenas em saber que alguém se preocupa com você, já deixa qualquer pessoa animada. Portanto, faça amizade com pessoas que têm influência positiva sobre você.  Mas não se esqueça que a maneira como você se vê pode afetar o modo como outros o veem e até mesmo como o tratam.  Algumas pessoas tentam passar uma imagem diferente do que são, apenas para serem aceitas pelos amigos. Isto não é correto, pois devem gostar de você como você realmente é. Fazer coisas feias, bobas, só para se mostrar ou para impressionar os outros, vai fazer você se sentir rebaixado e usado.

  • Não desista só porque cometeu um erro

O que isso significa – não há como negar que nós, seres humanos, somos imperfeitos. Isso significa que as vezes você vai dizer ou até mesmo fazer algo errado. Às vezes você não pode evitar cometer erros, mas pode controlar sua reação a eles. Às vezes nossa autoestima fica baixa quando comparamos nossa fraqueza com o ponto forte de outra pessoa. Todas as pessoas têm pontos fracos e qualidades. Devemos ter orgulho de nossas qualidades e nos esforçarmos para corrigir nossas fraquezas. Não diga coisas como ‘eu sempre erro’ ou ‘nunca faço nada certo’. Esses exageros só servem para deixar as pessoas desanimadas. Em vez disso, admita que você tem pontos fracos, mas também reconheça que tem pontos fortes. Não use o fato de ser imperfeito como desculpa para praticar erros. Se você fizer coisas erradas de propósito, perderá a aprovação até mesmo das pessoas que são mais importantes para você.

Publicação Anterior

Xandy Novaski entrevista o designer de interiores Dante Andrade

Próxima Publicação

Francisco Martins antecipa as cores para o outono/inverno 2021

733 Comentários