Douglas Delmar apresenta Adélia Pedrosa e o seu fado em terras brasileiras

Adélia Pedrosa - Crédito Tico Aguiar/Delin

Adélia Pedrosa é umas das maiores cantoras portuguesas que trouxeram o fado para o Brasil. Nasceu na Praia de Pedrógão, Leiria, Portugal. O pai trabalhava como pescador, mas faleceu quando Adélia ainda tinha sete anos. Isso fez com que a menina começasse a trabalhar para ajudar nas despesas da casa. Vendia folhetins na praia e depois, passou a vender peixes com sua mãe. Na escola, participava de peças teatrais e tinha o costume de cantar nas festas de sua aldeia.

Em 1954, na companhia dos avós adotivos, viajou para o Brasil aos 12 anos, deixando a mãe em Portugal (a mãe veio para o Brasil sete anos depois). A família estabeleceu moradia no Morro da Quinta do Caju, no Rio de Janeiro. Ali, Adélia conquistou sua primeira plateia. Cantava para a colônia de pescadores onde vivia.   

E foi por incentivo de amigos que, em 1958, aos dezessete anos, estreou no Fado participando do “Programa dos Astros” na Rádio Vera Cruz. O apresentador, Joaquim Pimentel, ficou tão fascinado com a voz de Adélia que a intitulou como vencedora. Logo depois, começou a se apresentar profissionalmente no restaurante chamado Fado, propriedade do cantor português Tony de Matos, que também residia no Rio.

O mar também serviu de inspiração para a fadista, que teve três fados escritos com esse tema: “Sou filha de pescador”, “Maria do Mar” e “Garota da beira-mar”.

Adélia Pedrosa - Crédito Wikipédia

Em 1964 mudou-se para São Paulo e, durante muito tempo, apresentou-se no famoso restaurante “Adega Lisboa Antiga”, onde também foi uma das sócias-proprietárias. Cerca de dois anos após o nascimento da filha, retornou a Portugal e gravou três discos. Mas a saudade da mãe e da filha a fizeram voltar para o Brasil. 

Conquistou sucesso em pouco tempo. Viajou e realizou apresentações por todo o Brasil, Portugal e Argentina. Gravou vários discos e esteve em diversos programas das emissoras de televisão brasileiras. 

Seu trabalho mais recente foi uma coletânea com 26 sucessos, em comemoração aos 50 anos de carreira. Também gravou canções de Natal como “Natal todo Dia” do grupo Roupa Nova e “Menino Jesus, de Roberto Carlos.

A música de Adélia Pedrosa nos remete à nostalgia, ao mar, à tantas outras emoções, à saudade, que é a marca do fado. Mas sobretudo, sua música exprime a voz de um coração que pertence a duas pátrias.

Adélia Pedroso - Crédito Reprodução Youtube
Publicação Anterior

Ovadia Saadia: Liniker e Jéssica Ellen são as capas da Glamour de março

Próxima Publicação

Conheça a Inglaterra com roteiro inspirado na série Bridgerton

515 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.