Douglas Delmar entrevista a Poetisa Neiva de Melo

Foto: Acervo Pessoal

Neiva de Melo nasceu e reside em São Luiz Gonzaga/RS. É dela a citação: “gosto de brincar com as palavras em forma de rimas, para compor poesias que nem sempre se ajustam às normas da linguagem culta e formal”. 

É membro de vários grupos literários virtuais e participa de antologias, tendo a poesia como seu hobby preferido.

Atualmente divulga seus poemas nas redes sociais (Instagram:@neivademelo) e através da página @poesiasdaneiva, no Facebook. Seu site é neivademelo.com.br

É autora do livro: Clima de Festa – À Flor da Pele, que se encontra nas principais livrarias virtuais em Ebook na Amazon.

Foto: Acervo Pessoal
  • Como despertou a sua paixão pela poesia? 

A minha paixão pela escrita vem desde a fase da adolescência, pois através de acrósticos, poemas e contos, eu fazia o relato dos namoros e sentimentos das colegas da escola.

Desde então, a poesia passou a fazer parte do meu cotidiano, durante toda a minha trajetória de vida.

  • Quais sentimentos te inspiram a escrever? Porque?

Encontro inspiração nos sentimentos de compaixão, autoestima, gratidão, perdão, alegria, empoderamento, resiliência e principalmente o amor e suas várias formas de amar, tendo a paixão como energia propulsora para qualquer projeto de vida.

Atribuo-lhes o significado próprio da minha emoção, da imaginação, da minha essência interior e da reflexão que faço no momento em que escrevo.

 

Neiva de Melo e seu chimarrão, um costume gaúcho
  • Você lançou o livro de poemas “Clima de Festa – À Flor da Pele, pela editora Alcance. Conte-nos um pouco sobre sua obra. Qual foi a sensação ao ver seus versos estampados pelas páginas? E como o público reagiu?

Eu escrevia pelo prazer de brincar com as palavras de forma poética, mas o desejo de editar um livro surgiu recentemente pela influência do meu neto, Publicitário e Especialista em Marketing Digital, que me deu apoio e suporte necessários para retomada e concretização deste projeto.

Clima de Festa – À Flor da Pele, é uma trajetória de vida que resgata as memórias da adolescência que buscam aconchego na maturidade dos meus 66 anos de vivências.

É o regurgitar dos meus “eus” conflitantes que se jogam num mundo de paixões e experiências deixando fluir a inspiração e os sentimentos. 

Ao ter em minhas mãos o meu primeiro livro editado, o coração parecia que ia saltar do peito, quão imensa a emoção desse momento…

Eu que pensava em escrever somente para familiares e amigos, de repente passei a enviar meu livro até para outros estados.

Teve uma excelente aceitação e reconhecimento, bem como depoimentos positivos de incentivo e apoio.

Deixo aqui o meu agradecimento especial aos leitores pois são estímulos a continuar.

Livro Clima de Festa - À Flor da Pele - Arquivo Pessoal
Contracapa Clima de Festa - À Flor da Pele - Arquivo Pessoal
  • O Rio Grande do Sul é um estado com uma cultura maravilhosa e recheado de paisagens belíssimas. Diga-nos: a cultura gaúcha te inspira de alguma forma? Como?

A cultura gaúcha me inspira em todas as suas formas e amplitudes, principalmente nossas tradições, costumes, culinária campeira e suas belezas naturais, pois nos apresenta uma variedade de temas para “poetizarmos”.

É um cenário riquíssimo e inspirador.

  • Na sua opinião, qual é a importância do protagonismo feminino na literatura?

Na minha opinião, o protagonismo feminino na literatura tem um desafio de suma importância para os dias atuais, visto que, a cada dia que passa a violência contra a mulher e o feminicídio vem aumentando de forma desenfreada.

Acredito que através da literatura tenhamos vez, voz e pertencimento no tempo e no espaço na construção de uma nova história que busca a valorização e a equidade de gênero, bem como o empoderamento de homens e mulheres na reciprocidade.

“Mulheres que escrevem”, sejamos o elo nessa corrente.

  • Dizem que a escrita é uma necessidade do poeta, para dar voz aos sentimentos humanos. E para você, qual é a importância da poesia? E tem planos para um novo livro?

Para mim a poesia representa o encontro do “eu mulher” com o “eu escritora” num elo de completude e liberdade entre ação e pensamento, corroborando com as emoções que “vertejam” à flor da pele e versejam em forma de poemas.

Portanto, é arte, prazer, fruição, linguagem, reflexão e pura realização.

Já estou escrevendo um novo livro com poemas líricos, românticos, sensuais e sutilmente eróticos, direcionados para adultos.

  • Quais autores gosta de ler? Algum deles influenciou na sua escrita?

Dentre os muitos autores que gosto de ler destaco:

Mário Quintana, poeta gaúcho, sua poesia fala sobre o cotidiano.

Cora Coralina, escritora das coisas simples, que começou a publicar aos 76 anos.

Vinícius de Morais, com seus sonetos de amor e erotismo.

Érico Veríssimo, de Cruz Alta/RS. Escreve de forma simples e direta.

Cecília Meireles, uma das primeiras mulheres a receber destaque na literatura brasileira.

Fernando Pessoa, poeta português.

Na filosofia, gosto muito de Mário Sérgio Cortella, acredito que filosoficamente meus poemas tenham um pouco de sua influência.

  • Além da poesia, quais outras atividades você gosta de praticar?

Além da poesia gosto de praticar exercícios físicos na academia, pilates, caminhada, assistir filmes, séries e ler um bom livro, cuidar do meu jardim, dançar, viajar e conhecer pessoas, fazer festas com os amigos e familiares.

  • Neiva de Melo, a Revista do Villa agradece sua participação e deseja todo sucesso em sua trajetória literária. Para finalizar, deixe uma mensagem aos nossos leitores.

Foi um prazer e uma honra participar dessa entrevista.

Agradeço de coração a Revista do Villa e ao Douglas Delmar pelo convite e espaço.

Aos leitores:

Livros são companheiros silenciosos que instigam a imaginação e nos fazem viajar por infinitos lugares que povoam nossa mente.

Tenham a certeza de que ao realizar uma leitura estão construindo a ponte entre leitor e escritor na troca de conhecimento, energia, sentimento e gratidão.

Leiam muito, sem limites, o tipo de leitura de sua preferência, mas leiam e desfrutem desse prazer…

Vamos juntos embarcar nessa viagem?

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Titta Aguiar apresenta o Estilo Pessoal na visão de um PERSONAL STYLIST

Próxima Publicação

Febracos e Apacos, através de seu presidente Ovadia Saadia oferece almoço em homenagem a Ana Karin Andrade a Diretora criadora no Brasil do Disk Denuncia a prostituição infantil

130 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.