Chico Vartulli entrevista a Artista Plástica Internacional Sylvia Martins

A artista plástica Sylvia Martins no seu ateliê em Nova York.
 Nascida em Bagé, Martins estudou no Museu de Arte Moderna de 1973 a 1976. Mudou-se então para Nova York, estudando na School of Visual Arts  em 1978 e na Art Students League de Nova York  1979 a 1982 .Ela já mostrou trabalhos individuais e coletivos em todo o mundo. Suas pinturas são principalmente abstratas.
:O nome da tela de Martins é Rio de Janeiro da série Exuberance de 2017 , óleo sobre linho.

Estudou  também  Comunicação na faculdade Hélio Alonso no Rio em 1973,Nesta época  trabalhou como modelo e atriz.
    O primeiro estúdio de Sylvia foi no Soho,área que na época só moravam artistas.
Em 1983 começou a viajar para a Ásia .
Passou bastante tempo em  Bali,na Indonésia  ,onde foi a melhor época
da  vida da artista.
  A pintura sempre fez parte da vida de Sylvia como Nova York foi sempre seu “Lar.”
 A Nossa querida artista fez várias exposições pelo mundo.

Cachos celestiais 1,00 × 1,85 de 2004, um belo trabalho de Sylvia.

Em 1998 ganhou um novo  estúdio , também no
Soho para ter o seu  lugar em Nova York.
Sempre com estúdios, exposições  (tudo registrado no seu
website: www.sylviamartins.com ).
  Desde o começo dos anos 80 faz diários (agendas)e daí surgiu a
ideia de fazer um livro baseado nas informações destas agendas, que se 
  Chama: “Sylvia Martins”, que está 
 a venda no Amazon e na livraria Argumento no Rio.
Nestas agendas tem, desenhos ,fotos de viagens e de eventos,onde utiliza sua trajetória artística como referência.
 Em 2000 a artista adquiriu um apartamento
belíssimo no Rio  de Janeiro, onde ainda fica quando está no Brasil, morando entre Nova York e Rio.

Da série MALAS de unho 2008 Óleo sobre linho 127x100 cm.

Seu hobby favorito é a natação, aproveitando a localização de sua residência no Brasil.
  Começou pintando figurativo na escola de arte mas com o tempo foi
desenvolvendo um estilo abstrato no qual trabalha até hoje.
  Gosta muito da arte contemporânea brasileira, principalmente do
trabalho dos artistas,  Ernesto Neto, Daniel Senise e Antonio Dias, entre outros.
 Durante a pandemia trabalhou bastante no seu estúdio em Nova York, uma vez que se sente mais segura nos Estados Unidos do que no Brasil. 
  Sylvia  acha que quem é artista sente o chamado bem cedo.
Como dizia Rainier Maria Rilke o artista sabe que é artista quando
não consegue viver sem produzir arte, finaliza Sylvia Martins.

Obra de Sylvia da série Burma E chama Éden pintado Em 2019.
Publicação Anterior

Ana Jardim, da série Hora do Recreio: ‘Festa Junina!’

Próxima Publicação

Deli 43 lança fondue durante os meses de Junho e Julho

4.389 Comentários