Sonia Belart aborda Lisboa na primavera com novos ares

Com a chegada da primavera Lisboa ganha um novo visual; lindo, leve, florido e novo ao olhar de quem passa e admira sua beleza. Lisboa ganha uma  “roupagem” bela que vale a pena contemplar. Podemos observar, que começam a florir os jacarandás que curiosamente são originários do Brasil e entraram por opção do Jardim Botanico por sua beleza e  características peculiares. Elas anunciam o final da primavera e a proximidade do verão e quando as flores caem deixam um manto roxo que passou a ser conhecido como Purple Rain.  Em Portugal só sobrevivem  em zonas abaixo de Lisboa: seu ADN tropical não resiste mesmo ao frio, mas elas pintam as ruas até o final do verão.  No Parque das Nações, por exemplo, existe um jardim de jacarandás que está aberto o ano todo. Uma curiosidade é que antigamente se bebia o líquido que sai das flores; mas nunca o faça.

 

Com a chegada da primavera também veio uma novidade em Lisboa, que está de “cara” nova com a reinauguração da Estação Sul Sudeste à beira do Tejo. De tempos em tempos Lisboa nos dá de presente novos ângulos, nos últimos anos foi a Doca da Ribeira das Naus, que abriu o Tejo para um maravilhoso passeio à pé entre o Terreiro do Paço e o Cais do Sodré; o Largo da Graça, coração de um dos bairros mais charmosos da cidade. Agora, mais uma obra que parecia interminável foi concluída, desenvolvendo um pedacinho da cidade às margens do Tejo, em plena região da Praça do Comércio. 

A Estação Sul Sudeste  foi inaugurada em 1932  um edifício modernista projetado pelo arquiteto Cottinelli Telmo, mas estava em completo abandono. Sua reinauguração no começo de maio trouxe de volta  a luz das claraboias, os painéis de azulejos e os brasões das cidades alentejanas e algarvias nas paredes. Foram instalados cafés com mesinhas ao ar livre, quiosques e espreguiçadeiras que contam com uma vista escancarada para o Tejo e com um novo ponto de embarque para a outra margem e para outros passeios turísticos, brevemente contará com taxis- barco, uma nova modalidade de transporte  na cidade. 

Vir a Lisboa é sempre uma alegria e prazer, seja na primavera ou em qualquer estação do ano.

Fotos: Sonia Belart / Josué Correia (@josuecorreiapro)

Fonte: Rachel Verano (NIT.pt)

Publicação Anterior

Ricardo Milan aborda a Temperatura Ideal para seus Vinhos e Espumantes

Próxima Publicação

Olímpia se torna a 2ª maior cidade paulista em leitos

351 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.