XANDY NOVASKI APRESENTA O INVERNO EM CURITIBA

CICLOVIA NO INVERNO – CURITIBA – Crédito Arquivo Pessoal

No último dia 21 de junho, precisamente às 0h32, aconteceu o solstício de inverno. Até 22 de setembro viveremos sob a sua regência. Digo ‘regência’, pois é ele quem orquestrará as temperaturas e cores na paisagem brasileira.

Quando falamos de ‘inverno’, o sul do Brasil entra em evidência. E não poderia ser diferente com a capital mais fria do Brasil: Curitiba.

Contudo, quem pensa que por aqui o resumo de tudo isso é as folhas das árvores caírem definitivamente, engana-se! O inverno na capital paranaense também tem suas cores vivas. As cerejeiras, por exemplo, ganham ar de protagonistas em diversos cantos da cidade. Sejam elas no Jardim Botânico, na Praça do Japão ou mesmo pelas calçadas, tais árvores que tiveram suas primeiras mudas vindas do continente asiático há cerca de 80 anos tornaram-se um símbolo do inverno curitibano.

A estação mais fria por aqui também nos presenteia com dias claros, céu de brigadeiro, e aquele ventinho gelado que nos instiga a tomar aquela sopinha ou apreciar um bom vinho. Por falar em comidinhas de inverno, Curitiba é excelente no assunto! Por aqui há ótimos restaurantes e cafés a preços convidativos e com imensa variedade pra ninguém botar defeito.

Para quem ama o frio, a segunda quinzena do mês de julho e todo o mês de agosto são as datas mais geladas por aqui.

Quando a pandemia passar, venha conhecer Curitiba! Caso opte por dar aquela chegadinha aqui em pleno inverno, consulte antes o seu agente de viagem sobre os protocolos de segurança, o que abre e o que fica fechado na cidade, se a época é um bom momento para visitas devido ao problema com o coronavírus. Respeite o distanciamento social, opte pelo álcool em gel e utilize sempre as máscaras de proteção.

Quanto às flores, não se detenha à melhor estação do ano pra isso! A cidade estará sempre florida e pronta para te receber de braços bem abertos.

Observação: todas as fotos foram tiradas antes da pandemia.

Publicação Anterior

Porto Maravilha (RJ) é iluminado em apoio ao Mês do Orgulho LGBT

Próxima Publicação

Chico Vartulli entrevista a exemplar arquiteta e urbanista, muito dedicada a área médica Dorys Daher.

551 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.