Jeycow Ferraz Apresenta: Carlos X Alexia X Charles - "A TRILOGIA DE UM ARTISTA MULTIFACETADO"

Essa história começa no sul de Minas, na intimista e aconchegante cidade de Itajubá. Nascido, Carlos Alberto Pereira da Silva, de família humilde, esse Itajubense raiz já cultivava em si aspirações de um Artista. E foi na década de 80, final dos anos 80 mais precisamente, quando ingressou na Academia de Dança Marcílio Bastos, permanecendo por longos anos, participando de Concursos de Dança não só no sul mineiro, mas por todo o Estado, até que as suas barreiras territoriais se romperam e Carlos avança com sua arte para o eixo Rio X São Paulo.Os anos se passaram, o tempo foi se encarregando de lapidar o já então dançarino, quando surge a oportunidade, através de uma amiga, para conhecer o Rio de Janeiro, mas antes porém, a mão do destino lhe fizera ter sua rápida e válida passagem pela “Terra da Garoa”, pois ali participaria de um renomado Concurso de Dublagem da época, na extinta Boate NostroMundo. Mesmo sem ter levado tanto a sério, por se tratar de uma nova atmosfera artística, o da dublagem, Carlos não hesitou e deu o seu melhor. São Paulo tinha cumprido seu papel na história desse menino Itajubense, de sonhos maiores que sua própria cidade natal.

O bailarino ansiava na vida pelo seu “GRAND JETÉ”, e ele aconteceu exatamente em 1999. O grande salto de sua carreira se deu ao entrar pelas portas do badaladíssimo e concorridíssimo Rio de Janeiro. De cara já conhecendo aquele que viria a ser um de seus grandes amores; Jorge Augusto, amazonense, cabeleireiro de nome e influência na sociedade carioca. Nesse tempo, o foco de Carlos eram as Audições e as Academias de Dança, uma delas, a Cia de Dança Carlota Portella, no Jardim Botânico. Foi quando entre Audições e Testes, Jorge, seu então companheiro, o convida para experimentar e se experienciar no ramo da beleza. A paixão pelo ofício foi inevitável, o que o fez tornar-se um exímio cabeleireiro.As multifacetas iam tomando forma, Charles se consagrando a tudo que propunha e o universo, magistralmente escrevendo o destino desse dançarino, agora também um operário da beleza.

Aos poucos a dança foi ficando um pouco em segundo plano, e suas experiências profissionais aumentando e ganhando ares de grandeza ao tocar cabelos famosos e assinar makes de nomes consagrados da TV e do Teatro.Mas a dança estava sempre por ali, na pele, no seu respirar. Morando em Ipanema, começou a participar da BANDA DA CARMEM MIRANDA, fazendo performances da Rainha do “tica tica bum”, sempre sob os olhos atentos, cuidados e lapidações de Jorge Augusto. Nascia ali, Alexia, sua personagem transformista.Em 2002 veio o convite para participarem do Concurso de Fantasias do Hotel Glória, a parceria com Jorge era só sucesso. Através das mãos de uma cliente, Rose de Lima, as portas do “Glória” se abriram. Rose procurava por uma modelo para que vestisse a fantasia criada por ela, intitulada “A Noiva de Van Gogh”, foi quando Jorge falou:”- Rose, porque não um homem, porque não um modelo?!”Pronto, lá foram eles para o maior e mais conceituado Concurso de Fantasias que já houvera, e arrebataram o PRIMEIRO LUGAR na categoria Originalidade Masculina. Um verdadeiro boom! Manchete, Fatos & Fotos, Caras, Contigo e os maiores veículos de comunicação estamparam e noticiaram esse feito inédito.

As influências sociais e nas artes ganhavam novos personagens, verdadeiros ícones passaram a fazer parte de seu cotidiano artístico; Lola Batalhão, Isabelita dos Patins… E chega enfim o esperado convite para desfilar num dos carros da Banda da Carmen Miranda, e também na Banda de Ipanema. Começa um novo capítulo na vida de Charles!Já não estando mais casado com Jorge Augusto, porém vivendo como grandes amigos, Charles conhece um artista chamado Alek Belmont. Um novo romance surgia. Aliado a uma parceria Artística, Alexia e Alek foram convidados para se apresentarem num Bistrô Francês. O que era para ser UMA única apresentação, lhes renderam UM ANO inteiro em cartaz como o casal performático Alek Belmont e Alexia Belmont, apadrinhados pela cantora Watusi, pois os mesmos abriam o show dessa grande estrela.
“Imagine eu, um menino recém chegado do sul de Minas, de repente estar onde eu estava, passando por momentos bacanas, incríveis.” Declara Charles, emocionado.

Um dia, convidados pela amiga Dalva Lazaroni, foram à Lapa conhecer o Clube Turma OK, encantados, foram convidados pela estrela Mimosa Keer para se apresentarem na casa, e desde então, nunca mais saíram de lá. No reduto OK, fizeram grandes amizades, participaram de Concursos e começaram a colecionar títulos e títulos… Seu Personagem Charles Henri despontava vencendo os imponentes e representativos GALO DE OURO (Concurso de Dublagem Masculina Gay) e o THE BEST OK (O Melhor Performer do Ano). Seu personagem Alexia Belmont, hoje RAINHA DA PRIMAVERA OK 2019-2020, é um destaque no mundo Miss, dona de uma passarela impecável e hipnótica, arranca os mais ardorosos aplausos por onde passa.
“Minha vida Artística, ela se entrelaça entre dança, dublagem e Concursos de Beleza. Paralelo a tudo isso, vem a parte mais importante que é a minha profissão de cabelo e maquiagem. Trabalhei muitos anos com Ruddy Pinho, cabeleireira dos famosos, cuidando de nomes como Marília Pera, Yoná Magalhães, Odete Lara, Beth Carvalho, entre outros.A minha vida é esse mutante de arte em todos os sentidos.” Completa, Charles.

Hoje, Charles é grato por tudo o que aconteceu em sua vida, desde 1988, aonde ingressou no mundo artístico.Realizado por ter participado de tantos Concursos como o Troféu de Dublagem Talentos  Gay no NETRio, onde ficou entre os CINCO melhores e os icônicos Concursos da Turma OK que são de uma total importância no cenário LGBTQIA+. Para esse ARTISTA MULTIFACETADO, os sonhos não acabam, não param, se renovam.
“E assim, podem não acreditar, mas é muito… é muito, para um menino que saiu do interior de Minas, chegar no Rio de Janeiro e estar ao lado de tantos grandes Artistas e colegas de trabalho.” Finaliza, Charles.
Carlos, Alexia, Charles, são exemplos de que podemos ser o que quisermos, e estar onde quisermos estar, ocupando todos os lugares.
Viva esse Astro, essa Estrela, pelo direito do ser e do existir, em 32 Anos de Arte pulsando em suas veias.

Fotos: Arquivo Pessoal

Publicação Anterior

David Reis nos mostra Lançamento da Coleção Verão Moda Praia Masculina, assinada pelo Fashion Designer Bosco Fonseca.

Próxima Publicação

Juan de la Plata Apresenta: Gracienne Myers e sua Vocação em Ajudar o Próximo

694 Comentários