O convidado de Chico Vartulli é o mega Arquiteto Hélio Pellegrino

O arquiteto Hélio Pellegrino em total descontração.

Hélio Pellegrino é famoso nacionalmente por seus trabalhos como arquiteto e artista plástico. Além de suas reconhecidas construções, o mineiro é designer de móveis e objetos, pinta quadros, produz esculturas e, nas horas vagas, se dedica à música com seu piano e violão. O artista assina projeto desde camas, bancos, sofás aos projetos arquitetônicos grandes, como hotéis, restaurantes e shoppings.

Um dos projetos marcantes de Hélio. O pórtico de Búzios.

Pellegrino, que usa o conceito de reaproveitamento para transformar refugos em obras de artes. Convidado a fazer parte do projeto, Helio adorou a ideia e pintou o painel do lugar, dedicando-o às artes urbanas, além de sugerir uma roda de capoeira. No Galpão, nada se perde, tudo se transforma. Ao fazer um projeto, Hélio busca espelhar a alma da pessoa que vive na casa, dizendo ser a casa, o avesso de seu morador. Acredita que a arquitetura é uma metodologia da materialização e está presente em todas as atividades, sendo responsável por traduzir o homem no seu tempo .

A criatividade enorme de Pellegrino, o tronco da árvore dentro do living em uma casa na Ferradura Búzios.

Amante e frequentador há mais de trinta anos de Búzios, litoral do Rio de Janeiro, assina diversos projetos do balneário. Hélio participou da estruturação arquitetônica da cidade, sendo de sua autoria projetos como o HOTEL PÉROLA, os restaurantes BOOM, PÁTIO HAVANA e DON JUAN, além de diversas residências particulares. Seus projetos de design incluem lustres, luminárias, móveis, pisos e painéis. Adepto da sofisticada elegância de materiais reciclados e reutilizados, faz uso de madeiras de demolição, garrafas, pedaços de vidro, ladrilho e tudo que é possível.

Entrada de uma casa em Búzios, com luminárias em bambus, criadas por Hélio, material que o arquiteto destaca muito pela não utilização do mesmo no Brasil.

Fazer um projeto, Hélio busca espelhar a alma da pessoa que vive na casa, dizendo ser a casa, o avesso de seu morador. Acredita que a arquitetura é uma metodologia da materialização e está presente em todas as atividades, sendo responsável por traduzir o homem no seu tempo e espaço. Finaliza Pellegrino.

Iluminação feita pelo o arquiteto destacando as varinhas de eucalipto, em sua residência de Búzios na Ferradura.
A pizzaria Assunta em Juiz de Fora Minas Gerais, um belo projeto comercial de Hélio Pellegrino.
Publicação Anterior

Ricardo Schöpke apresenta em sua Série “Sítios Portugueses (não tão) Escondidos”: a Praia das Maças, em Colares, Sintra

Próxima Publicação

Símbolo de São Paulo, MASP passa pelo maior processo de expansão da sua história

887 Comentários