Rodolfo Abreu Entrevista a escritora Mariza Gualano

É difícil encontrar alguém que não goste de cinema. Entrar numa sala escura de projeção e se transportar para mundos e histórias das mais diferentes e surpreendentes, é uma experiência que encanta milhões de pessoas todos os anos.

Todo mundo tem seus filmes favoritos. E também momentos e frases marcantes que trazemos dos filmes para as nossas vidas. Assim começou a aventura na literatura da escritora carioca Mariza Gualano, que transformou sua paixão pela sétima arte em livros. Seu talento para selecionar as frases mais impactantes e curiosas dos roteiros dos filmes se concretizou na publicação de livros divertidos e inspiradores.

Seu mais recente lançamento, “Para Fellini, com amor”, é um mergulho no universo felliniano através de falas dos personagens mais notáveis dos filmes do cineasta italiano. É sobre esse livro que iniciamos nossa conversa.



  1. O que te levou a escrever seu mais novo livro, que transita pela obra de Frederico Fellini?

Sempre adorei a filmografia do Fellini! Sua obra é rica e provocadora. Cada filme é um mergulho em um universo pleno de emoções instigantes e sensações diversas. O centenário do nascimento do cineasta foi celebrado em 2020 daí a homenagem ao mestre através do livro Para Fellini, Com Amor.

2. Por que desta vez você resolveu fazer uma colaboração com uma ilustradora? 

A artista plástica Roberta Maya é uma apaixonada pelo diretor e profunda conhecedora de seu cinema. Roberta, que por acaso é minha sobrinha, me deu O Livro dos Sonhos de autoria do Fellini e foi um dos mais belos presentes que recebi em minha vida. A afinidade estética e cumplicidade na paixão pelo cineasta nos fez querer trabalhar juntas. O resultado é um livro informativo, atraente e encantador!

Ilustrações de Roberta Maya para o livro “Para Fellini com amor”, de Mariza Gualano
  1. Como começou sua aventura na literatura ligada ao cinema? Você sempre colecionou falas de filmes, antes mesmo de decidir organizá-las e publicar os livros?

Sim, sempre colecionei falas de filmes. Um hábito que começou há mais de 25 anos. Anotava em cadernos e quando tive um bom volume de falas decidi transformar em livro. O resultado foi Ouvir Estrelas – As Melhores Frases e Diálogos do Cinema (2002), contendo quase 1000 citações de filmes.


4. Dos seus livros já lançados, ligados ao universo do cinema, como foi para escolher os temas de cada um?

Meu trabalho com o cinema é uma operação de recorte do universo fílmico e registrá-lo em livros. Quando um diretor dá um zoom numa cena, ela imprime um novo olhar e leitura do espectador. Meus livros seguem esse preceito. As falas, diálogos, cartas, descrições de cenas quando evidenciados adquirem nova perspectiva e aguçam o interesse do leitor.  Após o bem sucedido lançamento do primeiro livro, achei interessante tematizar as falas. Assim surgiram Quanto Mais Quentes Melhor – As Melhores Frases de Sexo do Cinema (2011), Royale com Queijo – As Melhores Frase sobre Gastronomia do Cinema (2015), e ainda Mensagens Para Você – Cartas Inesquecíveis do Cinema (2016) e Short Cuts – Cenas da Vida de Cinema (2018), que atualmente se desdobrou na coluna mensal publicada no portal da jornalista Anna Ramalho. 

A coleção de livros do universo do cinema, com as frases selecionadas por Mariza Gualano
  1. Como começou sua relação com o cinema e quando se percebeu uma cinéfila?

Aos cinco anos de idade frequentava o Festival Tom & Jerry que acontecia todos os domingos no extinto Cine Veneza, em Botafogo. A partir daí, nunca mais saí das salas de exibição.


6. Como foi esse período de pandemia para uma cinéfila, sem poder curtir a experiência de ver filmes em sala escura de projeção e uma tela gigante?

Foi e ainda é muito sofrido. Essa experiência está registrada no livro Quarentena -Memórias de Um País Confinado, editado pela Chiado Books com mais de 200 textos de autores de várias partes do mundo. Na minha crônica, descrevo como consegui me salvar através da filmografia de Federico Fellini. Embora tenha uma enorme coleção de dvd, sempre amei assistir aos filmes no telão. Como todos, estou recorrendo aos streamings e sigo comprando filmes. 


  1. Você já com planos para futuros livros ou outros trabalhos ligados ao cinema?

Já tenho um novo livro quase concluído. Trata-se da compilação de citações exclusivamente do Cinema Brasileiro. É uma obra inédita em relação ao nosso cinema e acredito que vá contribuir para merecidamente divulgá-lo. 


  1. Deixe um recado final ou uma dica para os apaixonados por cinema.

Não desistam nunca da experiência cinematográfica. Procurem sempre novos diretores e novas linguagens ainda que isso possa exigir algum esforço. Vocês podem se surpreender com o que vão descobrir. E quando tudo isso acabar, voltem às salas de cinema! 

Mariza Gualano é formada em Comunicação Social / Publicidade e Propaganda. Irmã do ator, escritor e diretor Aloísio de Abreu. Mariza trabalhou na agencia Premium Propaganda S/A., na Embrafilme (Empresa Brasileira de Filmes) e atuou como assessora de Merchandising na Mesbla Veículos. Foi produtora e redatora do programa de rádio Cinemúsica, veiculado pela Rádio Globo FM. E assinou a coluna de cinema Plano Geral e Short Cuts no site de filosofia Centro de Estudos Claudio Ulpiano. Atualmente assina a coluna mensal Short Cuts no portal da jornalista Anna Ramalho.

Instagram: @marizagualano          Website: linktr.ee/marizagualano

Publicação Anterior

Prefeitura do Recife promove passeios turísticos gratuitos

Próxima Publicação

Kênia Esteves Apresenta: GALLO; apelido que virou referência de lugar e gastronomia que são a ESSÊNCIA de uma família

515 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.