Holanda reabre a brasileiros vacinados, mas exige quarentena

Amsterdã é o principal destino da Holanda.

A partir de sábado (4), brasileiros vacinados contra a covid-19 já podem voltar a visitar a Holanda, mas terão de cumprir uma série de regras para poder entrar no país europeu. Todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceita pelas autoridades holandesas, mas ao chegar lá, os viajantes terão de cumprir dez dias de quarentena, período que cai para cinco dias caso um teste seja realizado no quinto dia e apresente resultado negativo.

A Holanda se junta à vizinha Bélgica e outros países europeus na lista de reabertura ao visitante proveniente do Brasil: SuíçaFrançaAlemanhaEspanhaPortugalIslândia e Finlândia.

TESTE TAMBÉM ANTES DO EMBARQUE
No entanto, o brasileiro não conseguirá embarcar à Holanda caso não apresente, ainda antes de embarcar, um teste PCR negativo feito 48 horas antes do embarque ou antígeno (24 horas prévias).

Aeroporto de Schiphol é o hub da KLM

DUAS SEMANAS APÓS A SEGUNDA DOSE
Mas não para por aí. O embarque do brasileiro à Holanda só poderá ser realizado após o mínimo de 14 dias da aplicação da segunda dose de Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac ou da dose única da Janssen. No caso desta última, caso ela tenha sido aplicada após 14 de agosto, o período de espera é de 28 dias.

COMPROVANTE DE VACINAÇÃO
A vacinação só é comprovada oficialmente após preenchimento de uma declaração do governo holandês, que ainda assim vai exigir o certificado de vacinação impresso ou o ConecteSus.

SUJEITO A MULTA
As autoridades holandesas garantem que entrarão em contato com o viajante várias vezes e, caso o mesmo não esteja cumprindo as regras à risca, estará sujeito ao pagamento de uma multa superior a 300 euros.

LEIA O COMUNICADO DA KLM
Vale lembrar que a KLM serve o Brasil a Holanda em voos diretos.

“Em linha com a redução de restrições de circulação atualizada pelo governo holandês, a KLM passa a recepcionar, a partir deste sábado (4), passageiros em viagens não essenciais à Holanda partindo do Brasil que estejam totalmente vacinados contra a Covid-19 com um dos imunizantes aprovados pela Agência Europeia de Medicamentos ou autorizados emergencialmente pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Um teste PCR negativo de Covid-19 também é mandatório. Os clientes devem apresentar, no momento do check-in no aeroporto, o comprovante de imunização (físico ou digital) emitido pelo Ministério da Saúde do Brasil e o resultado do exame. A companhia reforça, ainda, que os clientes devem estar atentos a todas as regras sanitárias adicionais estabelecidas pelo governo holandês para entrada e permanência no país, como a necessidade de quarentena.

Atualmente, a KLM conta com um voo diário partindo de São Paulo para Amsterdã e cinco ligações semanais do Rio de Janeiro para a capital holandesa. A KLM, que nunca deixou de atuar no Brasil – nem mesmo nos momentos mais agudos da pandemia –, vem reconstruindo sua operação no país desde meados de 2020, com a retomada gradual de voos.

Mais detalhes sobre a entrada na Holanda de passageiros totalmente imunizados viajando com a KLM podem ser encontrados no TravelDoc da companhia (sujeito a atualização).”

Fonte: Panrotas

Publicação Anterior

Kênia Esteves Apresenta: GALLO; apelido que virou referência de lugar e gastronomia que são a ESSÊNCIA de uma família

Próxima Publicação

CAMPO DE GOLFE SUL NA QUINTA DO LAGO REABRE OFICIALMENTE AO PÚBLICO APÓS INVESTIMENTO DE 7 MILHÕES DE EUROS

756 Comentários