Juan de la Plata - Livro infanto-juvenil de super-heróis da Amazônia comemora a doação de 10 mil exemplares às comunidades ribeirinhas do Pará

A trilogia Amazon-Guerreiros da Amazônia é defensora incansável da imponente e gigante floresta Amazônica e para preservá-la, a educação é o verdadeiro e mais forte poder para mudar a realidade local. De 2013 a 2019, o projeto doou livros para 500 escolas da região norte.

No dia 05 de setembro, quando foi celebrado o Dia da Amazônia, a maior floresta tropical, úmida do planeta, o projeto literário Amazon- Guerreiros da Amazônia, destacou a doação de 10 mil livros para 500 escolas localizadas no norte do país. A educação é o melhor investimento que pode ser feito, ela é capaz de gerar nas crianças e jovens a consciência necessária sobre cuidar e manter a floresta em pé para essa e as gerações futuras.

Ao longo de seis anos 10.000 livros foram doados para 500 escolas no Brasil, a maioria no estado do Pará. A expectativa é doar dois mil livros por ano. O objetivo é ampliar as doações com apoio de parceiros. Uma vez que o projeto utiliza recursos próprios para a logística de distribuição e envio do material. Os custos encarecem bastante o processo. Por isso as doações são de suma importância.

Entreter e conscientizar

A maior missão dos Amazons é pautada na educação, pois é o verdadeiro e mais forte poder para mudar realidades na Amazônia, no Brasil e em todos os locais do mundo onde ainda existe pobreza e miséria. Ao incentivar a leitura, o respeito à Floresta Amazônica com tantas informações reais, mas de forma lúdica, gera-se diversão e educação. O conteúdo desperta valores, amor pelo meio ambiente e, consequentemente, responsabilidade por sua conservação.

Em 2017, Ronaldo Barcelos tomou uma difícil, porém necessária decisão: Após 22 anos de intenso trabalho, o escritor decidiu tornar o projeto acessível para todas aquelas crianças e os professores que tinha visitado e conhecido, mas não teriam acesso ao conteúdo devido aos custos e à logística. “Disponibilizei, gratuitamente, a trilogia em PDF no nosso site. Os livros já tiveram mais de 100 mil downloads” comemora.

“Mesmo que pareça difícil e seja, às vezes, uma batalha árdua, se investirmos na educação das crianças e dos adolescentes, se eles forem respeitados, cuidados e crescerem com valores corretos, eles serão os adultos conscientes, autoconfiantes para viver com saúde e com harmonia com o meio ambiente, garantindo, assim, a conservação dos recursos naturais e o equilíbrio climático da terra” acredita Barcelos.

Sobre a trilogia

Os livros contam com 10 personagens inspirados em animais da floresta. A história começa no encontro dos líderes indígenas com os colonizadores no Brasil. Eles criam uma comunidade chamada Amazon que foi presenteada pela natureza com a Flor do Sol e com as Armaduras Sagradas. Jovens são convocados para usar as armaduras, e cada vez que a floresta entra em perigo os super-heróis entram em ação.

A obra começou a ser esboçada a partir de muita pesquisa bibliográfica e viagens à Amazônia. Ronaldo Barcelos fez questão que o livro fosse o mais verdadeiro possível “Nosso foco é o morador da Amazônia, ele que tem sabedoria e sabe os caminhos da conservação”, disse Ronaldo Barcelos.

Doar conhecimento é a missão

Há 22 anos que o projeto tem a missão de impactar positivamente o dia-a-dia de crianças e adolescentes ao narrar as aventuras dos super-heróis em defesa da Amazônia. Cada capítulo, cada história carrega um pouco da realidade do povo amazônida. Os livros abrem uma reflexão profunda sobre cada um fazer a sua parte em busca de um futuro sustentável e saudável.

Para que esse conhecimento chegue ao maior número possível de pessoas, o autor Ronaldo Barcelos criou uma plataforma mundial participativa, em três idiomas, que vai dar acesso e possibilidade de ampliar muito mais pessoas essa missão.

“Precisamos do apoio de novos guerreiros, de empresários, governantes e empreendedores sociais que se importam com a questão humanitária. Anualmente, com recursos da nossa editora, doamos 1000 kits educacionais para as escolas, mas é muito pouco. O futuro ecológico e justo deve ser construído hoje”, convoca o “pai” dos Guerreiros da Amazônia.

Das páginas para a televisão

Em 2018, uma parceria entre a TV Escola, Ministério da Educação (MEC) e a RJR Produções, levaram às telinhas o desenho animado “Amazon-Guerreiros da Amazônia. Com foco na preservação ambiental e dando continuidade à história de um grupo de nove super-heróis que lutam pela Amazônia.

A série homônima escrita pelo autor Ronaldo Barcelos narra a saga de jovens que têm a missão de proteger as riquezas naturais da Amazônia das ações maléficas do homem. A primeira temporada contou com 10 episódios, voltados a crianças com idade entre 7 e 10 anos e todo o conteúdo da animação está disponível no canal do YouTube da TV Escola e Guerreiros da Amazônia.

Temas como: Água e Rios Voadores; Poluição e Garimpo; Mudanças climáticas, questões sobre agricultura familiar e reflorestamento; turismo e injustiça social; grilagem e conflitos de terras, foram abordados nos episódios.

Prêmios Internacionais

O projeto social conquistou 13 prêmios em sete festivais internacionais de publicidade, com destaque: dois Leões no Festival de Cannes na França. Também venceu o prêmio Hugo Werneck, considerado o “Oscar” da ecologia no Brasil, na categoria: Melhor Exemplo em Educação Ambiental.

Conheça mais visitando o site Guerreiros da Amazônia (guerreirosdaamazonia.com.br)

Para mais conteúdos sobre causas sociais, sustentabilidade, saúde, artes e turismo, siga: @juandelaplataofficial.

Compartilhe nas redes sociais
Publicação Anterior

Jeycow Ferraz apresenta – SETEMBRO AMARELO – Mês de Prevenção ao Suicídio.

Próxima Publicação

MSC Bellissima continuará no Mar Vermelho na temporada 2021/2022

98 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.