Kênia Estevess: KIKAR na MATURIDADE? Como assim? Com KIKA GAMA LOBO

Olá amigos! Vários termos e assuntos tem sido comentado com uma maior ênfase nesse momento de retomada o qual o universo está a atravessar.

Sendo assim, resolvi através do ESSÊNCIA SPA DELIVERY-EVENTOS; meu blog @apauta e minha coluna dominical na @revistadovilla, abordar alguns temas sociais e comportamentais super relevantes. Seja em formato de entrevista ou dissertativo.

De pessoas que fazem a diferença em nossa região ou que podem vir a fazer. As histórias de vida do backstage de nossa cidade, continuam, claro. Afinal, o EXTREMO SUL da BAHIA, é muito mais que festas incríveis e praias lindas, como já descrevi aqui inúmeras vezes. Temos um conteúdo vasto e pessoas ávidas por mais informação.

E assim, queridos amigos que nesse primeiro momento, rompo barreiras para trazer uma convidada que todos nós vamos nos identificar um pouco.

Em especial as mulheres, que vieram a se descobrir após os 50 anos.

KIKA GAMA LOBO, é essa mulher.
Que apesar de não morar em Porto Seguro-BA; tem em seu DNA a Bahia.
É ela que está a frente de um projeto incrível chamado ATITUDE 50, e escreve colunas de sucesso para a Revista CLAUDIA e INCONFORMIDADES. Dito isso, ela irá nos presentear com algumas respostas significativas para as dúvidas e reflexões que nos assombram todos os dias e que muitas vezes nos levam a depressão
Que seja bem vinda!

K.E. 1: KIKA, qual é o conceito do ATITUDE 50 e como este surgiu?

Depois de um câncer agressivo, meu chão se abriu. Aos poucos – com a ajuda de Deus e dos médicos, percebi que não seria o fim mas sim o começo de uma nova trajetória de vida. Muita vida aliás. Criei uma audiência espontânea, meio sem querer, com os meus posts focados na vida real. O facebook (em 2012) se tornou o meu divã virtual e alí comecei a dialogar com a mulher madura.
Houve uma identificação imediata, sobretudo aquelas com problemas financeiros e de relacionamento. Hoje o Atitude50 já é um movimento percebido pelo mercado como voltado para a qualidade de vida na maturidade.

 

K.E. 2: Seu maior foco são as mulheres, mas os homens também passam por momentos delicados com a andropausa. O que você tem a nos dizer sobre esse tema?

Não sou urologista nem psicanalista mas percebo que os homens estão muito aquém da compreesão do que acontece com eles na maturidade. Se pra nós é uma etapa nova, pra eles é puro tabu. A impotência, a perda do sobrenome corporativo, a depressão pós Covid e as mudanças na psiquê masculina são pouco percebidas e por vezes até negadas.

 

K.E. 3: Falar sobre sexualidade; dificuldades financeiras e auto estima para um público que passa por momentos delicados e com a sensibilidade a flor da pele, deve ser bem difícil. Você possui alguma formação para fazer essa abordagem de forma tão fluida e igualmente lúdica?

Sempre falo em primeira pessoa e isso me dá uma autoridade no self. Não tenho pretensão em me tornar uma seita, Mas entendi que o método criado por mim, através da franqueza do meu discurso, ajuda e muito a outra mulheres na mesma situação.

 

K.E.4: Qual a mensagem que a VIDA deixou para você durante esses anos de pura conquista?

Vai lá e faz. Vai com medo mas vai. Se joga! A vida precisa ser entendida como um presente em ambos os sentidos. Um gift e uma urgência cotidiana. O lance do finito me situou na melhor vibe da vida. É tudo agora. Hoje. Já.

 

K.E. 5: Podemos dar um spoiler para uma próxima conquista do ATITUDE 50?

Quero sair um pouco da minha `bolha`carioca. Quero conquistar o Brasil. Andar com fé. Começar pela Bahia, PortoSeguro pode ser uma trilha e tanto!

 

De mais obrigada pela participação, e espero em breve poder propor aos meus queridos leitores com um “gap” 50+, um conteúdo mais próximo de sua real …ESSÊNCIA.

Publicação Anterior

David Reis: Um Olhar sobre o Rio de Janeiro

Próxima Publicação

Titta Aguiar: “COLOR BLOCK” A ENERGIA DAS CORES!

301 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.