Lançamento da "ABREUGRAFIA" as muitas vidas de sua trajetória Jose de Abreu em dois livros publicados pela UBOOK. antes e depois da fama - Travessa Shopping Leblon - Fotos Vera Donato

Jose de Abreu.

O ator José de Abreu revela em ABREUGRAFIA as muitas vidas de sua trajetória em dois livros publicados pela UBOOK: antes e depois da fama

Muitas vidas cabem na trajetória de José de Abreu desde o seu nascimento em 24 de maio de 1946 em Santa Rita do Passa Quatro, no interior paulista. O caipira, o seminarista, o policial, o estudante de Direito, o ator e produtor de teatro, o ativista político, o livreiro, o vendedor de computadores, o hippie, o exilado político, o produtor de shows de rock, o marido e pai de família, o galã de TV. Em sua autobiografia, “Abreugrafia – Livros I e II”, o autor conta, de forma honesta e sincera, episódios nunca antes revelados sobre sua vida pessoal e profissional. Com prefácios do diretor de teatro Luís Artur Nunes e do ex- presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a obra recebe o espirituoso título Abreugrafia, num inteligente jogo de palavras que faz alusão à exposição do íntimo e ao processo de escrita. O “Livro I – Antes da fama” acompanha a saga da sua família desde a chegada a São Paulo, passando pela infância e adolescência do menino Zé no interior. O texto narra acontecimentos inusitados e reveladores de sua trajetória pessoal, como a chegada de seu Nono vindo da Itália, o tempo passado com o avô na lavoura de café em Santa Rita do Passa Quatro, as aventuras da infância caipira, a morte do pai delegado de polícia, o episódio de abuso sofrido no Seminário Menor Maria Imaculada, em Ribeirão Preto, quando cursava o segundo ano do antigo ginásio, a descoberta do talento de ator, produtor e agitador cultural, o início de grandes amizades, os anos de autoexílio na Europa e a volta ao Brasil.
No “Livro II – Depois da Fama”, Zé de Abreu faz um passeio por seus anos de sucesso na televisão. O autor conta como se deu a contratação pela TV Globo, em 1980, um ano após ter recebido o Kikito de melhor ator no Festival de Gramado pelo filme A Intrusa; a mudança para o Rio de Janeiro; sua bem-sucedida carreira no teatro, televisão e cinema; suas aventuras pelo mundo, o ativismo político e as grandes paixões que viveu.

Abreugrafia será lançada alguns dias após a estreia de Um Lugar ao Sol, nova novela das 9, em em que o ator interpreta um dos principais papéis da trama, Santiago, dono da rede de supermercados Redentor, pai de Barbara (Alinne Moraes), Rebeca (Andrea Beltrão) e Nicole (Ana Baird), genro e orientador de Renato/Christian, o protagonista absoluto da novela, Cauã Reymond, com quem tem a maioria das cenas.
“Este deve ser um dos melhores papeis da minha vida artística, no ano em que completei 75 anos de vida e 53 de carreira. Quis o destino que estes dois livros que escrevi e revisei por mais de quatro anos entre Paris, Grécia, Rio e Auckland, fossem lançados após a minha volta da Nova Zelândia, depois de meses vivendo no país e tendo passado pela maior pandemia da minha geração no melhor lugar do mundo. Mas isso é história para um outro livro”, diz Zé de Abreu.
Os livros estarão disponíveis nas versões impressa, ebook e audiobook, narrado pelo próprio autor.
“Foi um desafio fazer a narração, principalmente do primeiro livro que gravei na Nova Zelândia sozinho. O segundo, já narrei no Brasil, nos estúdios da UBOOK. Uma coisa que percebi é que são poucas as biografias que o próprio autor narra sua história. Eu tentei narrar como se estivesse sentado no sofá da sala, contando a minha história para um amigo, em um tom mais intimista. Foi uma experiência única, revisitar o texto que tinha escrito através da narração.” – diz Zé de Abreu.

Publicação Anterior

XANDY NOVASKI ENTREVISTA O COMPOSITOR CROATA SERAPHUS

Próxima Publicação

Juan Pablo de La Plata: Dia de Doar reforça a importância das doações como um hábito entre os brasileiros

223 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.