Douglas Delmar apresenta o Museu Casa Alfredo Andersen em Curitiba

Fachada do Museu Alfredo Andersen – Acervo Pessoal

O edifício de paredes azuis, localizado na rua Mateus Leme, n° 336, em Curitiba, tem muita história para contar. A construção já foi a residência do artista ALFREDO ANDERSEN, considerado o pai da pintura paranaense e hoje funciona como um museu e escola de artes, conservando parte da memória e do passado da capital do Paraná.

Um pouco sobre o artista…

Alfred Emil Andersen nasceu em Khristiansand, no sul da Noruega, dia 3 de novembro de 1860. Seu desenvolvimento artístico aconteceu na Europa, em ateliês particulares na Noruega e Dinamarca, e na Academia Real de Belas Artes de Copenhagen.

Entre as décadas de 1880 e 1890, Andersen atuou como artista profissional na Noruega e na Dinamarca, desempenhando atividades como pintor (com mostras individuais em Oslo e Copenhagen), professor, cenógrafo e jornalista.
Em 1892, após um longo período de viagens pela Europa e América, Andersen desembarcou no Paraná, passando a morar em Paranaguá.

Apesar de não conhecer a língua portuguesa e as diferenças culturais, Andersen conseguiu se adaptar à sociedade brasileira. Residiu por cerca de dez anos no litoral do Paraná, vivendo de retratos sob encomenda e de decorações cênicas para casas que fazia.
Com 42 anos, após casar-se com a parnanguara Ana de Oliveira, Andersen se mudou para Curitiba, onde abriu um ateliê na retomando suas atividades profissionais, realizando exposições individuais, participando de mostras coletivas e reassumindo seu papel como professor de desenho e pintura. Naqueles anos, Andersen também buscou incentivar o desenvolvimento do mercado de obras de arte.

Em 1915, um ano após o nascimento de sua última filha, Andersen mudou seu ateliê- escola para a edificação onde hoje é o Museu Alfredo Andersen, localizada na então Rua Assunguy, atual Rua Mateus Leme.

O trabalho de Andersen como pintor, educador e agente cultural foi de extremamente importância, e sua reputação profissional cresceu ao longo do tempo.

Obteve enorme reconhecimento homenagens por seu trabalho, como o título de Cidadão Honorário de Curitiba, recebido em 1931 da Câmara Municipal de Curitiba. O pintor, já então chamado de “Alfredo” Andersen, faleceu em Curitiba no dia 9 de agosto de 1935.

O Museu

O Museu Alfredo Andersen (MAA) é uma instituição administrada pelo poder público estadual, vinculada à Coordenação do Sistema Estadual de Museus (COSEM) da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura do Paraná (SECC).

O prédio que hoje abriga o Museu Alfredo Andersen (MAA) tem origem no fim do século XIX e é uma edificação diversificada, com elementos do estilo neoclássico desenvolvido pelos imigrantes alemães que se fixaram em Curitiba. Composta por dois pavimentos e confeccionada em alvenaria de tijolos, possui uma fachada principal simétrica, na qual se destacam os elementos decorativos bastante estilizados, uma pequena varanda de peitoril metálico e a placa alusiva a Alfredo Andersen criada por João Turin.

Transitando pelos cômodos, é possível contemplar objetos pessoais do pintor, como tubos de tinta, pinceis, paletas, cadernos de anotações e outros materiais que ele utilizava para seu trabalho. Pelas paredes, estão expostos diversos retratos pintados entre os séculos XIX e XX, apresentando os costumes da sociedade paranaense da época. Suas obras mesclam características do Romantismo, Realismo e Impressionismo, resultando em um trabalho de grande valor emocional. Na maioria de suas pinturas, são retratadas pessoas que Andersen conheceu, cenas do seu cotidiano e lugares que visitou. Ou seja, é uma verdadeira viagem no tempo! O artista também ministrou aulas no local, influenciando e guiando uma geração de artistas, que se tornaram seus discípulos e contribuíram para o desenvolvimento da arte no Paraná.

Atualmente, além das exposições, o museu também oferece aulas voltadas ao ensino das artes plásticas, promovendo o acesso a informações teóricas e exercícios da criatividade por meio de cursos de desenho, pintura, cerâmica e outros.

Localizado na rua Mateus Leme, n° 336, São Francisco, Curitiba, o museu é aberto a visitação de terça a sexta, das 9h às 18h e aos sábados e domingos, das 10h às 16h.

Para quem estiver visitando Curitiba e deseja conhecer um pouco mais da história e da cultura da capital, o Museu Alfredo Andersen é um ponto que não pode faltar no seu roteiro!

Publicação Anterior

Sonia Belart: Guimarães está na lista das cidades mais bonitas da europa, segundo CNN.

Próxima Publicação

Domingos Antunes: PUPELÃ – Almofadas bordadas a mão

85 Comentários

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.