Sonia Belart: O maravilhoso Minho e sua Ponte de Lima

Se Portugal é um arco-íris, o Minho é a sua faixa verde. De um lado os tons primaveris, marcadamente azuis, do mar e dos rios, que se apertam forte com o céu. Do outro, as tonalidades outonais, das majestosas alturas, escondendo casas típicas e pequenas ou espigueiros graníticos. Ponto de encontro entre o passado e o futuro, janela aberta para uma natureza luxuriante onde a fauna (nomeadamente piscícola e cinegética) e a flora, numa redundância de cores inesperadas, o destino Minho encerra em si mesmo um conjunto de carácteres multifacetados onde a vida avança, entre o sussurro das águas mais límpidas, o murmurar dos ventos mais puros e o crepitar da generosidade dos seus habitantes.

Quem percorre o Minho descobre a surpresa dos recantos, desde miradouros a praias de mar e fluviais, numa confluência de paisagens marcadas pelas sensações sempre ancestrais e renovadas que para o homem de hoje, constituem a grande aposta do séc. XXI.

Nos seus recursos naturais,sempre pródigos, expressa-se o Minho também pelo borbulhar de águas milagrosas, avançando do interior da crosta para solos mais férteis, dando origem a destacadas estâncias termais que no passado e presente marcam este desenvolto pedaço de território português.

Dentre as maravilhas do Minho, se encontra Ponte de Lima, com seus encantos, histórias e uma gastronomia de dar água na boca.

A ponte romana que atravessa o Rio Lima neste local deu origem ao nome desta antiga vila. O primeiro foral foi-lhe concedido em 1125 por D. Teresa, a mãe do primeiro Rei de Portugal, antes ainda da fundação do reino.

No centro de uma região agrícola rica, onde é produzido o famoso Vinho Verde, o seu patrimônio integra um grande número de solares e casas apalaçadas, muitos das quais oferecem atualmente alojamento na modalidade de Turismo de Habitação.

Esta vila tradicional registra quinzenalmente grande animação no areal das margens do rio quando se realiza a feira originária da Idade Média, onde também se realiza em Junho outro evento tradicional “A Vaca das Cordas”. Em Setembro a vila volta a registar grande animação com a realização das Feiras Novas, as festas do concelho.

Ponte de Lima é um dos quatro municípios que integram o Vale do Lima. Nesta região, percorrer a Rota dos Gigantes é uma forma de conhecer os locais onde nasceram quatro grandes figuras históricas que levaram Portugal aos quatro cantos do mundo.

Fernão de Magalhães, o Navegador, de Ponte da Barca, comandou a primeira viagem de circum-navegação provando que a Terra é redonda. Em Ponte de Lima nasceu o Beato Francisco Pacheco (O Santo), Mensageiro da Companhia de Jesus e um dos primeiros missionários jesuítas no Japão. João Alvares Fagundes (o Descobridor), de Viana do Castelo, explorou e descobriu Terra Nova no Atlântico Norte, importante zona de pesca do bacalhau. Originário de Arcos de Valdevez era o Padre Himalaya, o inventor, estudioso científico das energias renováveis que representou Portugal na Exposição Universal de St. Louis, nos Estados Unidos.

Curiosidades sobre Ponte de Lima:

*Sepulturas milenares descobertas em Ponte de Lima

Equipa da Universidade do Minho revela sepulturas com mais de 3 mil anos. A descoberta ocorreu na freguesia de Refóios do Lima, em Ponte de Lima no final de 2021.

*A cidade possui um campo de golfe. O Axis Golf foi inaugurado a 15 de Setembro de 1995.

É um Campo de Golfe  com 18 buracos para um par de 71 com 6005 metros, localizado a 2 Km de Ponte de Lima, e a cerca de 70 do Porto, servido pela autoestrada A3 (Porto – Valença) ou a A27 (Viana – Ponte de Lima).

Neste espaço, os amantes de golfe, profissionais ou amadores, terão todas as condições para a prática do esporte, tão envolvente natural e deslumbrante que o convidará ao relaxamento e ao descanso mental.

São tantas maravilhas que este lugar possui que vale a pena ser visitada e admirada.

Fonte:

Visit Portugal

Trip advisor

Axis Golf

Fotos: Sonia Belart / Internet

Publicação Anterior

LSH by OWN LifeStyle Hotel recebe primeira edição do New Concept Rio na Barra

Próxima Publicação

Flavio Santos – Gilberto Martinho: o coronel da teledramaturgia brasileira.