Ator e diretor Hilton Castro fala sobre seu projeto de livros infantis em entrevista com Rodolfo Abreu

Hilton Castro lança ‘Clara e a Geladeira’ – Divulgação

Depois de anos atuando em produções do teatro e da TV como “Tapas & Beijos”, “Malhação”, “A Diatista”, entre muitas outras, Hilton Castro abriu mais um capítulo em sua talentosa carreira: escritor de livros infantis. “Clara e a Geladeira” foi o seu primeiro e Hilton revela que irá continuar se aventurando nesse universo criativo. Incentivando a literatura, o ator e diretor agora tem mais esse canal de comunicação com o público infanto-juvenil. E é sobre esses projetos que Hilton conversou com Rodolfo Abreu, exclusivamente para a Revista do Villa.


Você é ator e diretor. Como surgiu a ideia de escrever um livro infantil?

O convite veio pela amiga, atriz e ilustradora de toda a Coleção Genoma que hoje é composta de 16 livros. A idéia nasceu do também autor James MCSill que queria juntar atores, não autores até então pra compor essa coletânea. Cada ator escreveu sua história.

Estão envolvidos nesse projeto Maureen Miranda, Bruno Garcia, Fabiula Nascimento Leandro Daniel, Leonardo Medeiros, Letícia Spiller, Simone Spoladore, Rodrigo Ferrarini, Rubens Caribé, Pablito Kucarz, Ricardo Severo, Ro Milani, Carla Bohler …

Do que se trata a história do livro? Que mensagem quer passar?

O meu livro “Clara e a Geladeira ” conta a história de uma menina que mora numa casinha simples em uma pequena ilha de pescadores sem contato com tecnologias. Até que um gerador é instalado e ela vê pela primeira vez o poder da eletricidade através de uma Geladeira. Cheia de perguntas o livro fala sobre os porquês da criança e a superação do medo. A principal mensagem é que pra superar os nossos medos temos que acreditar nas nossas capacidades e no amor.

'Clara e a Geladeira' - Divulgação

Como foi a parceria com a ilustradora?

Falar da Maureen Miranda é como falar de fadas. Uma amiga linda, talentosa e de um coração generoso. Atriz maravilhosa, artista plástica de primeira grandeza e Ilustradora com traços de sensibilidade.

Há planos para mais livros infantis? Sobre que assuntos?

Agora estou lançando meu segundo livro infantil pela Editora Literando (Brasil X Portugal). O livro é “Maranã e as Lendas“. Que fala sobre as lendas do Maranhão (minha terra com muito orgulho). Conta a história de uma indiazinha que sonha suas Lendas na cidade dos azulejos. As ilustrações são de outra linda profissional Gabi Moraes. Já está no forno. Logo logo estará à disposição.

Na sequência irei publicar o terceiro que é “O Menino que Ouvia o Silêncio“. Que fala sobre o bullying na infância.

E o quarto “Peteca e o Sentimento das Cores“. Que vai ensinar os pequenos detalhes entender sentimentos como: Raiva, Alegria, Medo, Amor…. através das cores através de um amigo Camaleão.

'Maranã e as Lendas' - Divulgação

Como o seu livro já lançado pode ser adquirido?

“Clara e a Geladeira” pode ser adquirido atraés de mim mesmo no telefone (21) 992634325 que enviarei pra qualquer lugar.

Ou se colocar no Google o nome do livro vai encontrar em várias plataformas como: Amazon, Americanas, Submarino….

Ou diretamente pela Editora DVS com selo Catatau:
www.catataulivros.com.br

E podem me seguir nas redes sociais pra acompanhar os lançamentos.

@hiltoncastrooficial

Hilton Castro - Divulgação

Sobre Hilton Castro

Nascido no Maranhão, foi para São Paulo aos 14 anos e aos 16, entrou para a Companhia Teatral do então diretor Benhê Mendes, dando início a uma longa jornada de pesquisas e estudos em Artes Cênicas, fazendo aulas e oficinas nas Casas de Cultura e Centros Culturais.

Participou de espetáculos como: “Ou Isto ou Aquilo” com poesias de Cecilia Meireles, “Capitães da Areia” de Jorge Amado, “Olhares Ardentes” de Berg Bergman, entre outros.

Ministrou oficinas em ONGS, foi diretor artístico no parque Play Center para as Noites do Terror e fez parte da equipe de criação da Play Art.


Hilton Castro no set de Sob Pressão - 5a temporada

Em 1999 parte para o Rio de Janeiro em busca de novos desafios.

Por aqui, já ministrou cursos em Comunidades Carentes como Rocinha, Canta Galo e Madureira, deu aulas no Teatro Villa Lobos e Cathedra e foi Diretor Artístico do Parque Terra Encantada.

Sua fome de Viver e se alimentar de arte, o levaram a ser convidado para ser Diretor Teatral e Coreógrafo da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, onde nos seus 10 anos de trabalho e dedicação, renderam vários títulos de Campeã.

A trajetória de Hilton Castro continua no Cinema, na TV e Publicidade.

https://www.hiltoncastro.com.br/

#entretenimento #literatura #literaturainfantil #infantil #crianças #leitura #educação #livros #lendas #mercadoliterário

Publicação Anterior

André Conrado: Barra da Tijuca – De sertão à Miami brasileira – Parte 1

Próxima Publicação

Abertura do CIRCUITO DE EXPOSIÇÕES II na Art Lab Gallery