Jeycow Ferraz entrevista: Robson Garrido "DO CARNAVAL DO BRASIL".

Após um longo período, onde o mundo foi obrigado, devido à uma Pandemia, a parar, para num futuro breve poder avançar, eis que o sonhado respiro enche de oxigênio os pulmões da ansiedade. E é hora de voltar a viver, de voltar a celebrar, de voltar a CARNAVALIZAR, e é exatamente esse adjetivo que prenuncia o meu convidado deste Editorial.

Falo de Robson Garrido, um ícone do Carnaval onde as características de maior escalão compõe a identidade e personalidade desse que é um dos maiores Destaques de Luxo da Marquês de Sapucaí.

Nessa entrevista, Garrido nos conta um pouco da sua trajetória, de como construiu o nome forte que tem hoje dentro DO CARNAVAL DO BRASIL e de como está sua expectativa para esse retorno à Maior Passarela do Samba.

1) Conta pra a gente como, e em que momento da sua vida surgiu sua paixão pelo Carnaval?

*Resposta: Surgiu ainda na infância aqui na cidade de Petrópolis, que tinha um carnaval considerado o melhor, depois da cidade do RJ, e meus familiares faziam parte da diretoria de um grande bloco.

Comecei em Ala, depois fui Destaque de Chão, até subir em um Carro Alegórico e nunca mais descer(rsrs…). Era tudo tão simples, mas o amor já era grande… O Carro Alegórico era o mesmo todo o ano, o que não era a mesma, era a emoção que todos os anos era diferente e maior.

2) No início de sua trajetória, houve alguma referência como inspiração?

*Resposta: Sim, vários. Mas o que mais me chamava a atenção era o EVANDRO DE CASTRO LIMA; sua exuberância, sua classe e postura.

Minha infância foi em uma Delicatessen, onde minha mãe trabalhava e lá tinham jornais e revistas à venda. Meu parque de diversões eram as revistas de carnaval, colecionava todas.

3) Imagino que durante esse trilhar de sucesso, muitos possam ter sidos os desafios. O que mais te desafiou em se tornar essa grande personalidade do Carnaval que você é hoje?

*Resposta: Foi o desafio de retornar depois de anos afastado e receber o reconhecimento do meu trabalho vindo de grandes nomes do Carnaval Carioca. Vim pra somar!

4) Suas produções são sempre sinônimos de muito luxo, opulência e requinte. Como se dá todo esse processo da criação até o chegar no lugar mais alto do carro alegórico?

*Resposta: Na verdade minha proposta é sempre brincar o Carnaval. Meu último ano de desfile na Beija-Flor foi num enredo belíssimo do querido Milton Cunha. Depois que passei a prestar serviços de decoração para os Camarotes da LIESA com uma equipe que na qual me convidou, parei de desfilar pois já estava na Sapucaí mesmo.

Ledo engano, o ano que passou na Sapucaí o primeiro Império do Samba, o IMPÉRIO DA TIJUCA com o enredo BATUK em 2014, me apaixonei, me arrepiei e no ano seguinte lá estava eu na Agremiação, com uma Ala e já retomando o Carro Alegórico, sendo já agraciado no primeiro ano com o PRÊMIO SAMBA NET 2015 e em 2018 como MELHOR DESTAQUE DE LUXO.

Agora estando com o jovem carnavalesco Guilherme Estevão, há três anos no meu Império, vem grandes novidades no Abre Alas da escola. Aguardem!!!

Hoje também tenho o prazer e a honra de estar na grande VILA ISABEL. Lá estou indo para o meu terceiro ano e sempre aceitando desafios do carnavalesco Edson Pereira, que me presenteou com um lugar de destaque no Abre Alas, como o Destaque mais alto deste carnaval; 14 metros de altura com mais 04 metros de costeiro, totalizando,18 Metros. Um feito inédito na Marquês de Sapucaí.

5) Inúmeras são as suas passagens marcantes pela Marquês de Sapucaí, tempo sagrado do Carnaval Carioca quiçá Mundial.

Algum desfile mais te marcou?!

*Resposta: Foi no ano que vim no meu Império da Tijuca em 2015, representando meu Pai Maior Xangô – O Rei da Justiça. E em 2019 na Vila Isabel representando D.Pedro I num enredo em homenagem a minha cidade Petrópolis.

6) O Carnaval retorna daqui há algumas semanas, após esse período assustador da Pandemia. 

Como está a emoção do seu coração para esse retorno tão aguardado pelos amantes do samba?!

*Resposta: A emoção é enorme, pois passamos por esses momentos sombrios e a nossa grande festa foi muito afetada em geral.

Tenho certeza que será UMA FESTA COM SABOR DE CELEBRAÇÃO DA VIDA.

7) Se você estivesse em frente ao espelho como o Robson Garrido de agora diante do Robson Garrido do início de sua trajetória, o que você diria pra ele?!

*Resposta: Se é que cheguei em algum lugar, mesmo sabendo que a Marquês de Sapucaí é uma porta aberta, sei que você tem que saber chegar, ou até mesmo retornar com dignidade e respeito aos destaques existentes.

Meu lema é bom gosto. É fundamental!

8) Deixo-nos uma mensagem aos nossos leitores e admiradores do seu trabalho.

*Resposta: Quero aqui deixar aos leitores dessa Revista tão bem conceituada, meus agradecimentos, e dizer aos admiradores do nosso árduo título de “Destaque”,que não é fácil não. A gente não só sobe em um carro e brinca. Por trás de todo esse glamour existe um grande investimento, sempre pago por nós; toda infraestrutura dos nossos Anjos da Guarda, os Apoios, Ateliês e etc.

Mas vale muito a pena, em respeito ao público que nos aguardam nos desfiles. Gratidão!!!

Robson Garrido “DO CARNAVAL DO BRASIL”.

Por Jeycow Ferraz

Colunista Revista do Villa 

Créditos/Fotos: Acervo Pessoal do Artista Entrevistado.

Publicação Anterior

Kênia Estevess: FESTIVAL RAÍZES de PORTO SEGURO – Segunda Edição; em destaque a culinária indígena.

Próxima Publicação

A linda atriz Negra Gabriela Dias mostra que filha de peixe peixinho é , fazendo sucesso na Netflix