Revista Digital 2 - Capa com Lily Nobre: confira ensaio e entrevista exclusivos

Capa Lily Nobre

É Carnaval! Sim… em 2022 o Carnaval no Rio de Janeiro está sendo comemorado no mês de abril, devido aos adiamentos provocados pelas variantes da COVID-19. Esse reencontro do público com a maior festa popular do país também é tema da Revista do Villa.

E a capa da edição número 2 da Revista do Villa é da talentosa cantora Lily Nobre. A moça de 20 anos canta hip hop, mas cresceu no mundo do samba: sua mãe é a atriz, apresentadora e musa da Grande Rio, Adriana Bombom; seu pai é o sambista e músico Dudu Nobre e Lily ainda tem como tia Lucinha Nobre, a primeira porta-bandeira da Portela.

E falando em Portela, foi a azul e branco de Madureira que abiru as portas de sua quadra para receber a equipe Revista do Villa, que produziu um belíssimo ensaio fotográfico inédito com Lily Nobre. As fotos são assinadas por Márcio Honorato e a entrevista exclusiva é conduzida pelo jornalista Rodolfo Abreu.

Clique e baixe gratuitamente aqui a edição digital em formato PDF.

 

Confira a entrevista com Lily Nobre para a edição número 2 da Revista do Villa:

Lily Nobre
A Nobreza do Carnaval

Jovem e determinada, Olívia Nobre não está para brincadeira. A moça é atleta de Jiu-Jitsu de competição e também pratica levantamento de peso. Aos 19 anos, sob o nome artístico de Lily Nobre, a cantora e compositora lançou seu primeiro videoclipe, “A Vilã”, no final de 2021. Agora, aos 20, Lily se prepara para produzir seu primeiro audiovisual e começar a fazer shows e apresentações. Filha do cantor e compositor Dudu Nobre e da atriz e apresentadora Adriana Bombom, Lily mostra personalidade artística própria e trilha o caminho do sucesso. A Revista do Villa conversou com exclusividade com Lily Nobre.

Fotos: Márcio Honorato
Entrevista: Rodolfo Abreu

Capa Lily

Você completou 20 anos de idade em fevereiro e passou os últimos dois anos se preparando, dando seus primeiros passos na música. Qual a sua expectativa para essa nova fase da carreira, com uma entrada madura e planejada na indústria da música?

R: Estou muito ansiosa e feliz demais por poder compartilhar minhas músicas com o público, tenho feito muitas e quero mostrar logo para todos vocês. Já tenho dois videoclipes lançados: “A VILÔ e “CAMOMILA” que estão disponíveis no YouTube para todo mundo. Nesse momento, eu e minha equipe estamos nos preparos, ensaios e planos para o inicio dos shows e apresentações. Mal posso esperar para esse momento.

Você vem de uma família de artistas. Ambos sempre estiveram envolvidos com o samba e com o Carnaval. Foi o meio que você cresceu. Seguir esse caminho do entretenimento foi algo que sempre esteve nos seus planos?

R: Sim!!! Eu sempre amei ver minha mãe e meu pai em seus trabalhos como artistas e sempre me imaginei nesse meio de alguma forma.

Sua música é hip-hop/R&B. Porém o seu sobrenome está muito ligado ao samba, com seu pai Dudu e sua tia Lucinha Nobre – que forma com Marlon Lamar o primeiro casal de Porta-Bandeira e Mestre-Sala da Portela. Como é transitar por esses dois estilos musicais distintos?

R: É bem legal!!! Adoro o samba, mas me identifiquei mais com o Hip Hop, passear por esses estilos músicas é algo diferente mas eu gosto muito de misturar as coisas e criar coisas novas. Uma mistura bem bacana foi o feat que eu fiz com meu pai de “POSSO ATÉ ME APAIXONAR“. Ficou bem legal, é um samba com um pouco de rap.

Capa Lily

Desde cedo você viu sua família ligada ao universo carnavalesco. E hoje estamos produzindo seu ensaio fotográfico na quadra da Escola de Samba Portela, onde sua tia é a primeira Porta-Bandeira. Qual a influência do Carnaval na sua vida?

R: Eu sou apaixonada pelo Carnaval, ele sempre esteve muito presente na minha vida. Inclusive serei a rainha de um camarote esse ano, o camarote LAPA, e vou desfilar na Grande Rio como passista também.

Sua mãe também tem uma trajetória em escolas de samba. Você já pensou em seguir os passos dela e desfilar ou até mesmo se tornar madrinha de bateria algum dia?

R: Sim. Esse ano estarei presente no Carnaval e na avenida desfilando. Sempre foi meu sonho desfilar, eu via ela se montando para o Carnaval e ficava ansiosa sonhando um dia estar lá.

O que espera do Carnaval 2022?

R: Sei que estamos passando por um momento complicado, ainda mais para o Carnaval acontecer, mas estou esperando como sempre o melhor, aquela energia incrível e surreal que só o Carnaval tem.

Uma outra paixão da sua vida é o esporte. Como surgiu seu interesse pelo Jiu-Jitsu e pelo levantamento de peso?

R: Na verdade, tudo começou com o Jiu-Jitsu. Meu pai me apresentou o esporte, fiz uma aula e me apaixonei, nunca mais parei depois disso. Aí eu queria começar mais um esporte e entrei no Crossfit e me identifiquei no LPO, e assim começaram as minhas duas paixões.

Desde quando pratica essas modalidades esportivas?

R: O Jiu-Jitsu veio primeiro, desde os meus 10 anos de idade. O levantamento de peso entrou na minha vida anos mais tarde, há menos tempo.

Capa Lily

O que sua experiência com o esporte traz de positivo para a sua carreira na música?

R: Na verdade acho que o esporte me faz ter uma disciplina, me ajuda na concentração e sem contar na parte física claro, rendimento físico e etc. Mas, principalmente, me ajuda muito no emocional e a controlar meus sentimentos e saber lidar comas situações sendo sempre resiliente e sempre com calma.

Com o desenvolvimento da carreira artística você vai conseguir tempo para manter o esporte em sua vida?

R: Bom, não quero nunca me afastar do esporte, pode ser que eu não consiga competir tanto quanto antes, mas o esporte sempre estará vivo nas minhas atividades mesmo que pouco, farei questão de continuar.

Quem são as suas referências na música para sua carreira, tanto musicalmente, quanto como estratégia de carreira?

R: Gosto muito de gringas (Beyoncé, Nick Minaj, Doja Cat, Ciara). Mas brasileiras, tenho Anitta, que é uma artista sensacional e é muito completa, além de Ludmila, Azzy, Ebony entre várias outras.

Capa Lily

Que artistas você tem escutado recentemente?

R: Ouço muito Nick Minaj, Bruno Mars, Chris Brown, Ludmila e Michael Jackson.

Onde a artista Lily Nobre quer chegar daqui a alguns anos?

R: Quero poder mostrar minha arte para todos, viver dela, ver quem se identifica comigo e ir muito além de onde nem eu mesmo me imaginaria.

Capa Lily

CRÉDITOS
Ensaio Lily Nobre

Modelo: Lily Nobre – @lilynobree
Fotografo: Márcio Honorato – @photohonorato

Makeup & Hairsylist: Jotta Almeida – @jottaalmeidabeautyartistic
Fashion stylist: Soraya Amora – @loja_amora_estilo
Calçado: loja Via Boho (@lojaviaboho)
Adereços: Mônica Dias @monica_dias_aderecos
Produção: Claudia Melo – @claudiameloficial e Rodolfo Abreu – @rodolfoabreu

Entrevista: Rodolfo Abreu

Agradecimentos:

Dudu Nobre, Lucinha Nobre, Jorge Bento, Rosana Ferreira – Ritmo Quente Produções

Artísticas, Henrique Prauk, Roberto Lúcio Barbosa, Natan Leite, Nicolas Pazos e

G.R.E.S. Portela e toda sua equipe.

www.revistadovilla.com.br
Instagram: @revistadovila_oficial Facebook: Revista do Villa

Campanha Social

A edição digital número 2 em formato PDF da Revista do Villa traz em sua contracapa o projeto social Orquestra Maré do Amanhã, que proporciona oportunidades através do ensino da música clássica a mais de 4.000 jovens do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Conheça e contribua com o projeto. Informações: www.maredoamanha.org

Edições anteriores

Confira o Ensaio da Edição Número 1 da Revista do Villa, com a atriz e apresentadora Claudia Melo:

#revistadovilla #revistadigital #ediçãodigital #digital #editorial #revista #ensaio #fotografia #fotográfico #foto #entretenimento #produção #entrevista #lilynobre #dudunobre #lucinhanobre #adrianabombom #carnaval #portela #granderio #sambodromo #madureira #escoladesamba #desfile #luxo #música #samba #hiphop #esporte #videoclipe

Publicação Anterior

Rodolfo Abreu: O escritor Ernest Hemingway e a história do Mojito

Próxima Publicação

14/04 – TRIBUTO AOS CARPENTERS no Teatro Ipanema com Karina Duque Estrada e banda