Kenia Estevess: Sr. WILSON CRUZ, a verdadeira ESSÊNCIA do MEMORIAL da EPOPEIA do DESCOBRIMENTO e da cultura de PORTO SEGURO-BA.

Sejam bem vindos a mais uma edição extra de minha coluna na REVISTA do VILLA.

Nesta quarta-feira, véspera do DESCOBRIMENTO do BRASIL, fiz questão de trazer para nossa pauta, em forma de homenagem, um ícone na cultura de nossa região.

Senhor WILSON CRUZ, idealizador e proprietário do MEMORIAL da EPOPÉIA do DESCOBRIMENTO, localizado aqui em PORTO SEGURO-BA.

Segundo o próprio, ele é cidadão de primeira classe; ou seja, carioca.

Brincadeiras a parte feitas durante uma de suas palestras no SEBRAE, em Salvador; esse senhor visionário, formado em matemática, engenharia e aviador da Aeronáutica; um certo dia de tanto sobrevoar nossa região e admira-la, resolveu convidar sua esposa para um passeio de carro.

Saíram de Brasília em direção ao Extremo Sul da Bahia.

Masssss….vale ressaltar, que antes, em um de seus pousos por aqui, ele já contemplava a linda vista do mar, que a Cidade Histórica nos apresenta.

E assim, imaginava a chegada de Cabral ao nosso território.

Bem, ao voltar a reportar a aventura da viagem que ele fazia com sua esposa, LÚCIA MARIA SALES da CRUZ, Sr. Wilson me conta que eles foram direto para Alcobaça; paraíso dos mineiros, já que ela é da terrinha dos melhores doces e queijos.

Mas não deu “match”, digamos assim.

Assim, desceram um pouco mais e entraram no melhor estilo easy rider, em Porto Seguro-BA e aqui ficaram.

Escolheram o município, não só pela beleza, mas por também apresentar um clima maravilhoso, que iria colaborar com a saúde respiratória do filho.

Mas , Sr. Wilson, claro, que após fixar residência, queria produzir algo diferenciado e agregador, em uma terra que só falava de lambada e axé music.

E ao circular com um amigo dono de uma barraca de praia, que veio a lhe apresentar as terras disponíveis na região, Sr. WILSON, se apaixonou pela orla.

Investiu tudo que tinha na compra do terreno e construiu em 2003 , com recursos próprios, o MEMORIAL da EPOPEIA do DESCOBRIMENTO justamente para contar de forma fidedigna , a história do BRASIL, a cultura indígena e de como os portugueses chegaram a PORTO SEGURO-BA.

E é nesse espaço limpíssimo, com vegetação nativa, rio, pontes , flores e uma refrescante água de côco, que é contada a História de nosso país.

Jovens guias, no melhor estilo JOVEM APRENDIZ, recebem com o devido sucesso, os inúmeros visitantes e os remetem a esse tempo, ao lhes apresentar o RELÓGIO SOLAR; que lhes diz a hora mediante a posição do sol e da sombra.

Reportam também a trajetória de réplicas e reproduções de objetos antigos e documentos de época das grandes navegações, que ficam expostas de forma cuidadosa e criteriosa no pequeno museu , com direito a jardim de inverno em seu interior.

Entre Debrets, Pau BRASIL; uma Oca indígena original com todos os seus respectivos elementos, chega-se a NAU CAPITANEA, navio principal que abrigava a luxuosa cabine de CABRAL e mais 150 pessoas e animais.

Nesse momento, reparo que os visitantes, moradores ou não e estudantes de todas as faixas etárias de PORTO SEGURO, ficam extasiados e surpresos com a veracidade de todo o conceito.

O passeio acaba , e é hora de sentar no hall de entrada do MEMORIAL da EPOPEIA do DESCOBRIMENTO , degustar uma água de côco e refletir sobre a HISTÓRIA do BRASIL.

Sr. WILSON CRUZ, segue com seus propósitos e mantém a iniciativa privada desse espaço, durante todo ano.

As visitas podem ser realizadas de segunda feira a sábado de 9:00hs as 17:00hs.

E o endereço desse mar de cultura, é; AVENIDA BEIRA MAR, número 800.

Parabéns, Sr. WILSON CRUZ!

Por sua ESSÊNCIA e por sua iniciativa deslumbrante em respeito a preservação da história de nosso BRASIL.

Obrigada e conte sempre comigo e com a REVISTA do VILLA.

Publicação Anterior

Marcelo Serrado apresenta o show ‘ Sinatra a Wando e Outras Bossas’ durante o feriado de Tiradentes no Portobello Resort & Safári

Próxima Publicação

Vinícius Pieri, ator, dançarino e músico, colhe frutos do trabalho já aos 13 anos – entrevista por Rodolfo Abreu

7 Comentários

Comentários encerrados.