Kenia Estevess: Mãos…Panelas…Aromas e Sabores, a gastronomia sob o olhar do Chef ALEX GREGORY

Olá amigos!

Que o mundo é encantado com o universo de especiarias , sabores e aromas que a gastronomia baiana apresenta, não é novidade.

Mas o que faz um chef paulista, renomado, proprietário de 3 restaurantes de sucesso , vender tudo é vim recomeçar a vida em PORTO SEGURO-BA?

Essa curiosidade, não só minha, mas acredito ser de muitos de nossos leitores, eu vou suprir agora ao entrevistar o novo chef do hotel SOLAR do IMPERADOR.

ALEX GREGORY, é o nome.

Que seja bem vindo!

K.E. 1: Alex Gregory; há um mês você veio para PORTO SEGURO-BA.

Seu felling apurado e determinação regeram essa mudança?

A.G.: Com certeza! Em 2018, conheci a cidade por conta de um ano sabático que resolvi tirar para mim.

E quando veio o convite de CHARBEL TAUIL, proprietário do SOLAR do IMPERADOR para que eu assumisse o posto de chef executivo do hotel, resolvi que era hora de ousar e mudar.

De malas e panelas para esse lugar encantador que é PORTO SEGURO-BA.

K.E. 2: Seu movimento é super healthylifestyle. O que te move para esse setor?

A.G.: Venho de uma família italiana , onde aprendemos a cozinhar desde cedo com o que se tem em casa. Aproveitando tudo e não desperdiçando nada.

Uma cozinha simples, de camponês em sua maior base. Assim como a francesa.

Por coincidência ou não, as duas atualmente são a maiores cozinhas do mundo.

K.E. 3: Mesmo sendo de família italiana, sei que você amam trabalhar com carnes e fazer muitos churrascos no melhor estilo petit comitè.

De onde vem essa influência?

A.G.: Também de família, que possuem esse instinto de comer e trabalhar com carnes.

Sejam elas especiais ou não.

K.E. 4: Como você desenvolve essa sua abordagem holística na gastronomia?

A.G.: Como citei anteriormente, aprendi a fazer meu alimento desde pequeno, e como toda criança eu era curioso.

Acompanhar abates e colheitas sempre fez parte de minha vida.

E assim, fui construindo e enaltecendo o gosto pela gastronomia.

K.E.5: Desenvolver sua proposta orgânica aqui em PORTO SEGURO está sendo mais um desafio?

A.G.: Nem tanto. Além de contar com a horta particular do hotel SOLAR do IMPERADOR, tenho obtido uma ótima parceria com o CELEIRO ORGÂNICO que apresenta um hortifruti bastante diversificado.

K.E. 6: Boas propostas de trabalho não lhe faltaram nesse um mês de Bahia.

Restaurantes de luxo em SP…Sociedade em Trancoso…e você optou por fincar raizes aqui em PORTO SEGURO-BA, onde as vezes abrir novas frentes é bem desafiador.

O que te faz acreditar que aqui pode ser diferente?

A.G.: Boa pergunta! Rsrs. Mas gosto daqui e percebo que embora tenha muitos desafios no presente e no futuro, confio que aqui é o melhor lugar para desenvolver novos projetos.

K.E. 7: Estamos a beira de um Carnaval fora de época.

Você tem alguma passagem na sua vida que te remeta a esse momento?

A.G.: Tenho uma lembrança ótima de um desfile de escola de samba o qual fui convidado a participar, com mais de 60 chefs tops de linha do Brasil inteiro.

A escola era a UNIÃO da ILHA, e o tema era BRASIL BOM de BOCA.

Desfilaram profissionais como Emmanuel Bassoleil, Erick jacquin, Claude troigros, a chef Dahoui, Janaína Rueda, joao diamante meu grande amigo, Batista, Monica Rangel, entre outros.

Foi uma experiência incrível!

K.E. 8: Voce é uma pessoa super low profile e possui conquistas brilhantes em sua trajetória. Qual o seu olhar sobre elas?

A.G.: Quero muito transformar a gastronomia de nossa região.

Mostrar a moradores, turistas e empresários do setor gastronômico que é possível sim, cozinhar de forma simples, de qualidade, saudável e de custos baixos.

Quero dizer que não sou movido a prêmios, mas sim a uma vontade enorme de participar com uma energia limpa da evolução de uma cidade.

K.E. 9: O que você me diz do envolvimento sensorial na nova gastronomia?

A.G.: Acredito ser a minha grande aposta.

Inserir novos conceitos através de cursos accessiveis a todos e desconstruir o que está “engessado”, é o meu maior foco.

K.E.10: Chef ALEX GREGORY, para finalizar com um gap ESSÊNCIA, o que te faz acreditar em PORTO SEGURO?

A.G.: Não sei explicar, apenas sinto que aqui é literalmente o lugar que preciso estar para desenvolver esse novo olhar.

Acredito que tanto eu ; quanto PORTO SEGURO precisamos um do outro.

Assim queridos leitores , finalizamos essa entrevista de sonhos , de realidades, de aromas e sabores.

Parabéns, Chef Alex Gregory e obrigada por compartilhar sua história com nossos leitores.

Conte sempre comigo e com a REVISTA do VILLA.

Publicação Anterior

Fotos de divulgação CAMAROTE RIO PRAIA 2022 – Dia: 21/04

Próxima Publicação

Titta Aguiar: ACESSÓRIOS, I WISH!!

10 Comentários

Comentários encerrados.