Peito peludo de Macron e a imagem pessoal na disputa eleitoral francesa – por Rodolfo Abreu

O peito cabeludo de Emmanuel Macron – Divulgação

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi reeleito no último domingo (24 de abril). A disputa foi bastante acirrada, indo para o segundo turno com a extremista de direita Marine Le Penn. Mas o que fez a diferença a favor de Macron? Obviamente, as questões políticas vem à frente. Mas a imagem pessoal de cada um dos candidatos tem ganhado um grande peso nas últimas disputas eleitorais.

Uma foto muito comentada de Macron, mostrando um pouco do seu peito “peludo”, auxiliou na percepção positiva de sua imagem pessoal. E tudo isso partiu de uma grande estratégia.

A foto estratégica de Macron - Divulgação

Estamos na era das mídias sociais, onde o público (e os eleitores) recebem diariamente milhares de informações e, especialmente imagens dos candidatos. Sabendo disso, o presidente francês teve que fazer ajustes na sua imagem pessoal. E quando falamos de imagem pessoal, não falamos apenas das roupas no âmbito da moda. A imagem pessoal é mais… significa um conjunto de ações que no fim refletem a imagem de cada pessoa, incluindo as roupas, mas também a atitude e a forma como cada um é apresentado.

Macron vinha há tempos trabalhando para mudar a percepção de “presidente dos ricos”, imagem que a oposição sempre tentava lhe atribuir. Era visto por parte da população como “certinho demais”, com uma imagem que chegava em alguns casos a ser confundida com “submisso”.

E para fazer ajustes na sua imagem pessoal, o plano previa mostrar um Emmanuel Macron mais humano, mais próximo das pessoas. É como se faltasse a parte do eleitorado criar alguma “intimidade” com seu presidente.

A equipe de Macron contou com a ajuda da fotógrafa oficial, Soazig de la Moissonnière, que passou a “flagar” o presidente também em momentos de pausa no trabalho.

Ao analisar as fotos de Macron feitas Moissonnière, percebe-se claramente sua intenção: manter o requinte e elegância do cargo, porém mostrar Macron quase como um pop star. Muitos closes de rosto e alguns closes das mãos; imagens em preto e branco que dão ar elegante de campanha de moda; cliques descontraídos de Macron tomando café, fazendo uma refeição ou simplesmente mexendo em seu celular. Fotos bem enquadradas que destacam sua figura em recintos requintados, uso de luz e sombra de forma artística. Todos esses recursos capturam a atenção de quem olha e aproximam a imagem do presidente como um pesonagem mais interessante e simpático. Tudo bastante diferente de sua concorrente direta, Marine Le Penn, que manteve sua imagem de durona e “quadrada” durante toda a campanha eleitoral. Basta comparar as contas de instagram dos dois políticos.

A fotografia do peito “peludo” de Macron talvez seja um símbolo máximo dessa estratégia. Ainda elegante, porém com postura mais descontraída, Macron está estirado em um belo sofá de couro caramelo liso, vestindo uma calça azul escura e uma camisa branca de sua marca favorita, Jonas & Cie. Mas o detalhe mais marcante da imagem está lá: os botões superiores da camisa estão abertos, revelando uma imagem pouco comum do presidente: seu peito cabeludo, que cria instantaneamente um momento de intimidade com o espectador.

Não é de hoje que a estética dos políticos é levada muito em conta por seus assessores em eleições. E ficou claro que Macron utilizou bem essa arma na corrida eleitoral, levando a sua recente vitória.

Flagras de Emmanuel Macron por Moissonnière - Divulgação

Imagens: Soazig de la Moissonnière
Fonte: instagram.com/soazigdelamoissonniere/

#frança #macron #eleições #política #moda #imagem #imagempessoal #foto #fotografia #estratégia

Publicação Anterior

Teatro Rival Refit apresenta: “Nave de Prata canta Clube da Esquina e Minas” – Show Presencial 07/05

Próxima Publicação

Rodrigo Alfer: ‘Fala, Majeté! Sete chaves de Exu’