Ígor Lopes: Suíça terá evento voltado para atrair investimentos imobiliários para Portugal

CCISSP vice-présidence de l’AICC

Entre os dias 9 e 11 de junho, a Suíça vai ser palco, em Montreux, do Salão do Imobiliário, de Investimento e Turismo Portugal-Suíça (SIIT-SUISSE), que promete apresentar oportunidades de negócios e investimentos.

Para saber mais sobre este evento, conversamos com Marina Prévost-Mürier, presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços Suíça-Portugal (CCISSP), promotora e mentora desta iniciativa.

O SIIT-SUISSE – Salão do Imobiliário, de Investimento e Turismo Portugal-Suíça terá lugar nos dias 9, 10 e 11 de junho de 2022 no Centro de Congressos de Montreux. Como está a ser organizado este evento?

Paralelamente a este salão, organizamos mais de 25 conferências sobre cinco grandes temas e dois “side events” dedicados ao networking e um “Close Doors”. A atividade da CCISSP não se limita à organização de salões comerciais, mas também à organização de conferências, jantares-debates, workshops de promoção. No nosso ativo, contamos também com várias missões económicas, a última das quais, depois da assinatura de um protocolo de colaboração com a Madeira em 17 de junho de 2021, liderei em seguida no início de setembro de 2021 uma comitiva de 21 suíços, incluindo três políticos, ao Funchal. Em junho, vai acontecer o Salão do Imobiliário, Investimento e Turismo Portugal-Suíça. Mas valeu a pena esperar, pois os espaços do salão se encontram esgotados. O contexto sanitário global evoluiu muito nos últimos dois anos, tendo todos nós aprendido a viver de forma diferente. Hoje, os nossos expositores tomaram consciência dessa realidade e aperceberam-se que também têm uma carta a jogar na Suíça, onde o poder de compra da população é o mais elevado da Europa e onde interesse dos investidores por Portugal tem vindo a acentuar-se cada vez mais, especialmente nestes três últimos anos.

Quem são os players portugueses e internacionais?

Muitos dos nossos expositores são do setor do imobiliário. Temos também profissionais provenientes do mundo da arquitetura, das finanças, advogados, lares para a 3.ª idade de alto nível e do turismo etc. Trata-se de empresas não só portuguesas como suíças, mas também francesas e luxemburguesas, em particular.

É possível afirmar que esta é uma oportunidade única para atrair investimentos imobiliários e turísticos suíços para Portugal?

De fato, o SIIT-SUISSE é uma oportunidade única de promover empresas dos setores do imobiliário e do turismo na Suíça, para atrair investimento para Portugal. O Salão já está planeado para vários anos com, à partir do próximo ano, o apoio de novos parceiros e associados, bem como de patrocinadores e estamos abertos a desenvolver novas sinergias. Esta iniciativa da Chambre de Commerce d’Industrie et de Services Suisse-Portugal, com sede em Genebra, é o evento mais importante na Suíça para a promoção de trocas económicas entre os dois países nestas áreas.

Que eventos paralelos prepararam para a edição de 2022?

Organizamos um ciclo de mais de 25 conferências em torno de cinco temas principais. Além disso, a fim de maximizar um Networking produtivo, planeámos vários “side events”. Em primeiro lugar, um business cocktail, acessível apenas por convite e oferecido pela CCISSP, terá lugar em 9 de junho de 2022. Para o dia 10 de junho, estamos a organizar um Networking Dinner no salão nobre de um dos palácios da Riviera de Montreux. Sendo os lugares limitados, a reserva prévia torna-se obrigatória. Está também prevista uma sessão closed doors, reservada exclusivamente aos investidores interessados em projetos de grande envergadura.

Quais são as suas expectativas em termos de visitantes nacionais e internacionais no salão SIIT-SUISSE?

O Pavilhão de Portugal organizado pela CCISSP despertou o interesse do público suíço, o que acabou por dar frutos a longo prazo. Podemos confirmar que as datas foram divulgadas, recebemos, através do nosso website, centenas de inscrições de visitantes profissionais e particulares da Suíça e a nível internacional, tal como Portugal, França, Luxemburgo, Mónaco, Itália e mesmo Israel e China. Como vice-presidente da AICC (Association of International Chambers of Commerce in Switzerland), também não deixei de convidar os meus homólogos e os seus membros.

Depois de 2022, quando deverá acontecer a próxima edição do salão SIIT-SUISSE?

As datas para as próximas três edições já foram fixadas e alguns participantes já se comprometeram para o evento do próximo ano, o qual terá lugar de 8 a 10 de junho de 2023. O objetivo não é aumentar a dimensão do salão a todo o custo, mas sim colocar o enfoque no seu aspeto qualitativo, o que, aliás, está em consonância com a cultura suíça. Acreditamos que uma abordagem mais intimista do SIIT-SUISSE conduzirá a realizações mais bem-sucedidas. Mais saliento que Montreux encontra-se no Cantão de Vaud, é um dos maiores cantões da Suíça, com um tecido económico rico e dinâmico. Possui também a maior concentração da comunidade portuguesa na Suíça. Toda a ajuda voluntária é muito bem-vinda para que este certame seja um sucesso e motivo de orgulho para a nossa comunidade portuguesa na Suíça.

A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços Suíça-Portugal (CCISSP), com sede em Genebra, foi criada há cinco anos. Como tem sido este processo?

Reconheço que é um trabalho árduo, mas extremamente apaixonante. Em cinco anos à frente da CCISSP, apesar dos dois anos da pandemia que, de forma alguma, enfraqueceu a nossa convicção e determinação em promover as trocas comerciais entre a Suíça e Portugal, sabemos que estamos no caminho certo, uma vez que a nossa atividade não para de crescer. A CCISSP, a que presido, foi pioneira na organização de salões comerciais para a promoção de trocas económicas entre a Suíça e Portugal, tendo logo encetado a organização de um salão apenas um ano e meio após a sua criação em Genebra. O facto de ter sido reeleita presidente da CCISSP por unanimidade pelos sócios é um testemunho de confiança na estratégia adotada e na qualidade do trabalho realizado. Sinto-me perfeitamente legítima neste lugar. Uma vez que também fui reeleita vice-presidente na Suíça da AICC (Association of International Chambers of Commerce in Switzerland).

Ígor Lopes

Publicação Anterior

Profissionais da TRIBU Saúde dão dicas de como manter a saúde física/mental e a qualidade de vida no retorno ao trabalho presencial/híbrido

Próxima Publicação

Waldir Leite: Coluna Gay Soçaite – O fenômeno Eduardo Leite