Claudia Melo: Adriana Rabelo, supera Bullying através da arte.

Adriana Rabelo, supera Bullying através da arte

Mineira, Adriana Rabelo é a segunda menina de numa família de quatro filhas mulheres, nascida em 18 de abril de 1970 em Betim. Por ser mais gordinha acabou sofrendo Bullying na escola, o que só fez aumentar a sua timidez e o curso de teatro apareceu na vida de Adriana exatamente para trabalhar essa timidez. Foi no teatro que Adriana se sentiu em casa, sem vergonha de ser quem era.

Quando decidiu ser atriz não teve o apoio dos pais, que de origem mais humilde, pouco tinham ido ao teatro e não entendiam esse tipo de arte como profissão. Somente quando Adriana fez o espetáculo Visitando Camille Claudel foi que o pai, assistindo a filha comentou que ela “era boa de serviço e que nem a tinha reconhecido na personagem”. “Foi um dos momentos mais gratificantes na minha carreira, a coisa mais linda que já escutei.” Diz Adriana.

Adriana saiu de casa aos 22 anos para realizar o sonho de ser atriz e apesar de todas as dificuldade se manteve forte no seu objetivo e independente do resultado, considera que foi a decisão mais acertada da sua vida. Mesmo com as dúvidas que aparecem no meio do caminho, o amor pela profissão sempre falou mais alto. “É um trabalho de entrega, de pesquisa, de buscar em outras histórias e outras vivencias um pedacinho da gente para dar vida a personagens tão distintos entre si”. Vindo para o Rio em 1992 cursou Artes Cênicas na Universidade do Rio de Janeiro (UNI-RIO), participou de cursos de especialização para atores no cinema com o diretor Walter Lima Júnior. Oficina da Globo e treinamento com o couch Gilberto Nascimento. Fez voz com a russa Helena Constantnovna e expressão Corporal com Ana Kfouri.

Adriana Rabelo, relembra o momento de reconhecimento do Pai sobre sua arte. “Foi um dos momentos mais gratificantes na minha carreira, a coisa mais linda que já escutei.”

Atualmente está no elenco das 1ª e 2ª temporadas de Desalma como Catarina Skavronski, com direção de Carlos Manga Jr. e produção da Globoplay. Catarina é uma matriarca, uma mulher forte que coloca a família acima de tudo e para manter o casamento e a família unida é capaz de qualquer coisa. Muito rígida não se abala nem com as muitas tragédias que atravessam a sua vida. Adriana também está na série bíblica Reis como Dalía, uma mulher que sem escolhas se prostitui e faz de tudo para que a filha tenha uma vida melhor e não tenha o mesmo destino da mãe. Um caminho muito duro, principalmente naquela época. São duas personagens com histórias diferentes, mas ambas não têm medidas para defender os seus. A atriz também gravou uma participação fazendo Ana Lucia, mais uma mãe leoa na quarta temporada da série Impuros da Star+/Disney, com direção do René Sampaio e Tomás Portella, produção da Barry Company

Adriana é uma atriz que superou as adversidades, venceu a timidez e hoje vive seu sonho realizado, sendo uma atriz plural e faz questão de viver a sua arte em toda a sua amplitude atuando na televisão, cinema e teatro. “São linguagens diferentes e que atingem públicos também diferentes”. Finaliza Rabelo.

Coluna @claudiamelooficial

Publicação Anterior

Roberto Lúcio: Conheça os finalistas do Prêmio Internacional de Fotografia de Natureza

Próxima Publicação

Alexandre Nero, Douglas Silva, Thais Fersoza entre outros famosos levam filhos ao ‘Disney On Ice’ no Maracanãzinho