Melissa Pazos: Arte e Fotografia com Thiago Drummond

Thiago Drummond – divulgação

Hoje vou apresentar a você querido leitor, o trabalho de arte e fotografia idealizado pelo super fotógrafo de moda e publicidade, Thiago Drummond, de São Paulo. Que idealizou um projeto incrível de fotografia, aliado a maquiagem e arte. Mas antes, vamos conhecer um pouquinho da história da fotografia, até os dias atuais?

A origem etimológica de fotografia” vem do grego e significa “gravar com luz”:  “foto” (luz) e “graphein” (escrever,gravar).

História e origem da fotografia

As primeiras experiências fotográficas de químicos e alquimistas datam de cerca 350 a.C. Todavia, foi em meados do século X que o árabe Alhaken de Basora percebeu a natureza das imagens que se projetavam no interior de sua tenda trespassada pela luz solar.

Em 1525, já se dominava a técnica de escurecimento dos sais de prata. No ano de 1604, o químico italiano Ângelo Sala (1576-1637) já sabia que alguns compostos de prata oxidavam quando expostos à luz do Sol. As primeiras experiências fotográficas de químicos e alquimistas datam de cerca 350 a.C. Todavia, foi em meados do século X que o árabe Alhaken de Basora percebeu a natureza das imagens que se projetavam no interior de sua tenda trespassada pela luz solar. O farmacêutico sueco Carl Wilhelm Scheele (1742-1786) viria a corroborar esta descoberta em 1777, ao demonstrar o enegrecimento de sais expostos à ação da luz.

No ano de 1725, foi a vez do cientista alemão Johann Henrich Schulze (1687-1744) projetar uma imagem durável numa superfície. Por conseguinte, o químico britânico Thomas Wedgwood (1771-1805) realizou no início do século XIX experimentos semelhantes.

Sobre a evolução da fotografia

Muitos foram os pioneiros que pesquisaram como fixar uma imagem no papel. “Tirar fotografia”, “fazer um retrato” tornou-se moda entre todas as classes sociais na segunda metade do século XIX.

A primeira fotografia propriamente dita foi obra do francês Joseph Niépce (1763-1828). Ele estudava as propriedades do cloreto de prata sobre papel desde 1817 e obteve sua grande obra no verão de 1826.

Daguerreótipo

Por sua vez, outro francês, Louis Jaques Mandé Daguerre (1789-1851), desenvolveu este sistema. Alguns anos depois, criou o aparelho que leva seu nome, o “daguerreótipo”, que era capaz de gravar imagens permanentes.

O único problema do daguerreótipo era seu peso, o que dificultou a popularização do aparelho.

Popularização da fotografia

Durante o século XIX, a fotografia começa a fazer parte do dia a dia, mas apenas os fotógrafos profissionais, que trabalhavam em estúdios, conseguiam comprar um aparelho.

A fotografia passou a registrar momentos específicos tais quais casamentos, aniversários e solenidades públicas. Para que tudo ficasse perfeito, os fotografados deveriam permanecer imóveis a fim de que a imagem fosse captada e impressa no papel. Um marco histórico foi o ano de 1901, quando a empresa americana Kodak lançou a Brownie-Kodak, uma câmera comercial e popular.

Em 1935, a Kodak introduziria o Kodachrome, o pioneiro na linha de filmes coloridos. Nesta linha, a também americana Polaroid cria a fotografia colorida instantânea em 1963.

Outra inovação da Kodak seria a criação da câmera digital DCS 100 em 1990, uma máquina digital de fácil manipulação e barata.

E de lá para cá a evolução é uma constante. Múltiplas plataformas, estilos, uma foto ao alcance de todos pelas mídias e plataformas digitais.

Mas a Arte, ela sim, é feita por verdadeiros artistas comprometidos em expressar beleza, graça, expressões variadas, ideias que fogem do estado comum, subjetivas e surpreendentes, que saltam aos olhos das pessoas. Que impressionam, que inspiram.

E assim é o trabalho comandado pelo grande artista e fotógrafo, Thiago Drummond, da cidade de São Paulo.

Thiago Drummond e modelo Marina Pedrosa - divulgação

Que durante a pandemia, resolveu aprender a arte da maquiagem, e para praticar e propor algo novo e surpreende, com sua visão e concepção de arte e beleza, lançou um projeto, onde ele produz as modelos, em variados estilos e propostas artísticas, produzindo um resultado incrível e impactante ,a cada trabalho concluído. E foi e está sendo um super sucesso.

Projeto maquiagem artística - modelo Ana Romão - divulgação

Em uma busca incansável pelo desenvolvimento pessoal e profissional e a necessidade constante de desenvolver uma nova habilidade dentro do universo da fotografia, desenvolvemos um projeto imagético fantástico que redesenha os valores estéticos tradicionais desafiando os moldes, mitos e regras da beleza padrão.” (Estúdio Thiago Drummond)

Projeto MakeUp Artist Beleza e Arte (serão 100 modelos produzidas, maquiadas e fotografadas por Thiago Drummond)

Como funciona:

Após avaliação do perfil da modelo, alguns perfis são selecionados e encaminhados ao Estúdio para realizar uma maquiagem e uma foto, como uma forma de divulgação e para que as pessoas que participam, também tenham a oportunidade de conhecer o trabalho realizado no Estúdio Thiago Drummond. É realizado um ensaio completo com fotos diversas, em fundos e estilos diferentes, ao final desse ensaio a modelo recebe uma foto e caso queira adquirir fotos extras ou o ensaio completo, o Estúdio oferece valores e condições especiais. O Estúdio Thiago Drummond tem uma equipe completa, orientada e treinada pelo Thiago,assim todo o processo de criação tem sua impressão e assinatura. Após o trabalho realizado, alguns são selecionados para participar do video do reels do projeto.(Informações complementares, são passadas diretamente aos modelos selecionados,pela equipe do estúdio).

Clique abaixo e assista um pouco do belo trabalho de Thiago Drummond:

https://youtube.com/shorts/uxy2ztOYl58

Em uma entrevista conosco, Thiago nos conta um pouco mais sobre seus trabalhos, e como é sua relação com a arte, moda e fotografia. Acompanhe abaixo:

Conte-nos como foi sua inspiração, como surgiu o projeto com a maquiagem, para as 100 fotos? O que mais te encantou nesse projeto?

R: Eu resolvi aprender maquiagem mais ou menos há 1 ano, durante a pandemia. Já era algo que eu gostava muito, mas eu não tinha iniciativa de tentar. Como a maioria das pessoas na pandemia, estava com tempo de sobra e resolvi aprender uma nova habilidade. Como não tinha muitos clientes naquela época, por conta do isolamento, comecei a treinar um pouco.

Um dia resolvi fazer a maquiagem de uma pessoa que não ficou satisfeita com o resultado. Natural, isso pode acontecer com qualquer pessoa, porém eu gosto muito de desafios e nesse dia resolvi me desafiar e me colocar em uma situação onde teria que fazer várias maquiagens. Foi uma forma de me forçar a treinar e mostrar que qualquer pessoa é capaz de desenvolver uma habilidade com disciplina e constância. Uma forma de me motivar e também inspirar outras pessoas.

O que mais me encantou nesse projeto foi a possibilidade de desenvolver um trabalho muito mais artístico dos que eu já vinha desenvolvendo. Correr riscos, testar coisas novas e descobrir diversas possibilidades que antes poderia não me arriscar.

Como fotógrafo de moda, você tem um olhar artístico muito treinado, esse olhar mudou ou de que forma esse novo projeto mudou ou acrescentou em sua rotina, no seu trabalho?

R: Como fotógrafo, além de extrair o melhor ângulo e fazer uma boa iluminação, o papel principal é de coordenação: juntar vários talentos na produção de um ensaio (produtores, maquiadores e outros que fazem o trabalho acontecer). Com esse olhar aguçado, consegui trazer diversas referências dos meus próprios ensaios para execução da maquiagem artística.

Além disso existe uma relação muito forte entre o tratamento de imagem no photoshop e a maquiagem. Por tratar as minhas fotos eu já estava com olhar mais delicado e atento para maquiagem. Ao mesmo tempo em que a maquiagem fez com que a minha habilidade em tratamento de imagem ficasse mais aguçada.

Conte-nos um pouco sobre os seus trabalhos no estúdio, como o Mastermind.

R: Já realizei diversos tipos de trabalho; de editorial de moda à publicidade, passando por projetos autorais e ensaio para modelos, atores e criadores de conteúdo. Como sempre fomos referência em produção de material fotográfico, o famoso book, resolvi criar um projeto chamado Mastermind Studio Models onde compartilho dicas que deem autonomia para as pessoas criarem seu próprio conteúdo e serem donas de sua imagem.

Além da troca de informações, trocamos experiências também. Dou uma aula de automaquiagem onde enquanto eu demonstro em uma modelo, você faz a sua própria maquiagem, juntando teoria e prática numa bela brincadeira. Você também participa de um ensaio bem dinâmico, passando por cada fotógrafo em seu cenário, inovando nos looks e nas poses para cada um, incentivando sua descoberta pessoal como modelo e sua dinâmica para trabalhos.

No estúdio Thiago Drummond, você tem um espaço que propicia arte, criação, aprendizado, estimula muito a amplitude de conhecimentos. Você acredita que o profissional tanto da Beleza, quanto da fotografia deve buscar novos conhecimentos? Qual sua visão sobre esse assunto?

R: A busca por novos conhecimentos, não deve ter barreiras, principalmente se você trabalha com arte. Você está sempre em busca de referências seja em um livro, um filme, uma viagem ou uma conversa com amigos. O meu espaço se difere de outros estúdios de fotografia por ter uma grande diversidade de cenários. É um espaço vivo e em constante mudança. Além de fotógrafo, e agora maquiador, eu me interesso muito por cenografia (gosto adquirido durante a faculdade de arquitetura que fiz por 3 anos).

Eu gosto de colocar a mão na massa, fazer a marcenaria, serralheria e outras coisas que estão envolvidas com a produção de um ensaio. Posso dizer que aqui seria como um ateliê de um artista que explora múltiplos meios de expressão. Ou como diz um amigo, sou full staff, faço tudo que é preciso para gerar minha foto do início ao fim. Isso não quer dizer que não conte com outras pessoas para fazer tudo isso acontecer, pelo contrário, saber fazer me ajuda a orientar melhor os colaboradores, que inclusive sem eles não seria capaz de fazer tantas coisas! Sou muito grato a minha equipe! Todos são tão engajados quanto eu!

Se você pudesse dar 03 conselhos para os profissionais iniciantes, tanto no mundo da Beleza e fotografia, quanto artistas e modelos, quais seriam?

R: Dizem que se conselho fosse bom a gente não daria e sim venderia. Mas baseado na minha experiência e nos meus próprios erros e acertos e também o que eu vejo acontecer ao meu redor, diria que…

1- Seja gentil com as pessoas, o mundo da voltas.

2- Nunca pare de aprender, nada pior do que uma pessoa com ego enorme e que acha que sabe tudo.

3- Essa última é piada, mas é verdade: use protetor solar.

Thiago Drummond - divulgação

Thiago Drummond Bio:

Thiago Drummond é fotógrafo e produtor de vídeos, formado pela Panamericana Escola de Artes. Trabalhou inicialmente como assistente em grandes e renomados estúdios, conhecendo suas estruturas, metodologias e se familiarizando com as peculiaridades do universo da fotografia publicitária e de moda.

Dirige hoje seu próprio espaço e equipe, já somando um grande número de trabalhos ao seu portfólio que cobre desde editoriais de moda e campanhas publicitárias a projetos artísticos.

Projeto Futuro:Um Curso completo de maquiagem, direcionado para fotógrafos, com sua didática e estilo, adquirido ao longo de seu tempo intenso de prática em seu próprio estúdio e em seu projeto de maquiagem e fotografia.

Instagram Thiago Drummond: @estudiothiagodrummond

Vamos aguardar Thiago. Com toda certeza virão coisas novas e incríveis à seguir, e vamos adorar saber e acompanhar!

A fotografia é a arte de pintar sem pincéis” Damien Bernard

Thiago Drummond, com sua arte e fotografia, traduz a citação acima com maestria!

Parabéns, Thiago!

Por Melissa Pazos

Instagram: @melissapazos_mel

Publicação Anterior

No coração histórico de Búzios, o Vila da Santa Hotel Boutique & Spa destaca-se por sua hospitalidade, ambiente e experiências

Próxima Publicação

Lázaro Ramos, Isabelle Drummond e Zezé Polessa prestigiam o Búzios Cine Festival