Osvaldo Novais: Bora surfar em Munique?

Sim. É isto mesmo que você leu. Sei que parece estranha a ideia de surfar em Munique, já que a cidade está há muitos quilômetros do oceano, porém, o “jeitinho alemão” fez com que uma super onda rolasse no centro da cidade.

Munique é cortada pelo Rio Isar, dele sai um braço formando o rio Eisbach, e, é nele que a magia acontece.

O Eisbach na verdade é um canal artificial que passa por dentro do Jardim Inglês de Munique. Uma forte saída de água e um super degrau no seu fundo, é o que faz a onda se formar. O fluxo é contínuo e previsível, ou seja, tem onda o ano todo. Inclusive no inverno, quando a temperatura da água pode bater até 2°, pode ter certeza que você vai encontrar algum maluco surfando por lá.

O lugar em si já é um barato! Super lindo e perto de vários pontos turísticos da cidade. Diferente de uma onda natural, o fluxo da água na onda do Rio Eisbach vem pela frente da pessoa (e não pelas costas como seria no mar), exigindo outras habilidades do surfista, como já ter de “pegar” a onda de pé e ter de se manter muito mais tempo equilibrado, por exemplo.

Os curiosos se reúnem para ver o show e num instante se tranformam em plateia que torcem e vibram pelas manobras mais radicais. É o máximo.

Caso você esteja aí meio entediado de pegar as ondas do Arpoador, embala tua prancha e mete o pé pra Alemanha. É claro que lá não vai ter nosso pôr do sol, nosso calor, nossas areias, nossa gente e nosso carisma… maaaaas, já quebra um galho! Haha

Dê uma olhada nas imagens que fiz por lá e depois me diga o que achou desta atração.

Para maiores dicas de viagem e gastronomia, siga o @nomundodeozz no Instagram.

Uma boa viagem a todos e até a próxima. Tchau, tchau!

Publicação Anterior

Porco Amigo Bar lança nova cerveja em evento no Leblon (RJ)

Próxima Publicação

Fotos de divulgação do Grande Prêmio Brasil 2022 no Jockey Club Brasileiro

11 Comentários

Comentários encerrados.