Chico Vartulli: A minha convidada é a Inspiradora cantora Hanna.

A bela cantora Hanna sendo fotografada pelo celebre Antônio Guerreiro

A cantora, compositora e atriz nasceu em Maceió, Alagoas, e começou muito menina na Rádio Difusora de Alagoas, onde foi eleita a “Rainha do Rádio”. Mais tarde, no Rio de Janeiro, iniciou também carreira de modelo e atriz, realizando campanhas publicitárias e filmes.

Em 1981, gravou para a trilha sonora do filme “Xavana a ilha do amor”, de Zigmunt Sulistrowski, no qual também atuou como atriz no papel de uma cantora. Anos depois, em 1984, gravou, pela Som Livre, uma música para a personagem de Christiane Torloni na novela Partido Alto, de Aguinaldo Silva e Glória Perez. Além do LP da novela, a música “Sentimentos” deu nome a outro disco, pela mesma gravadora, com produção de Alexandre Agra, arranjos de Ricardo Cristaldi e direção geral de Guto Graça Mello.

A cantora em ensaio fotográfico feito por nada menos o mestre da fotografia Antônio Guerreiro

Em 1999, gravou o CD independente “Eu te amo”, lançado em cadeia nacional no programa “Jô Soares onze e meia”, no SBT. Em 2001, lançou o CD “Nós em Nós”, pela Ipanema Records, no qual canta compositores consagrados como Caetano Veloso, Rita Lee, Gonzaguinha, Cazuza e outras de própria autoria. Lançado em 2015, seu CD “O Amor é Bossa Nova – Homenagem a João Gilberto vol.1” recebeu diversas indicações ao Gramary.

Com um novo show  onde recentemente,  apresentou na casa Julieta de Serpa,  no Flamengo. Acompanhada por Dodô Moraes (teclados, arranjos e direção musical) e formado por Flavio Pereira (contrabaixo), Márcio Souza (violão) e Fábio Cezanne (bateria), a cantora reverenciou seu maior ídolo, o saudoso João Gilberto, no dia de seu aniversário quando o compositor faria 91 anos – uma singela homenagem póstuma ao pai da Bossa Nova. No repertório do show “Bossa Nova para sempre” – nome do próximo álbum da cantora a ser lançado em 2023 – músicas do seu último álbum “O amor é Bossa Nova volume 2 – Homenagem a João Gilberto”, um CD duplo que reúne 23 canções que se consagraram na voz do homenageado.

O repertório do show reúne músicas que João Gilberto gravou e levou para o mundo e se tornaram standards internacionais: “Aquarela do Brasil”, “Corcovado”, “Águas de Março”, “Caminhos cruzados”, “Avarandado”, “A cor do Pecado”, “Desde que o Samba é samba”, “É preciso perdoar”, “Eu quero um samba”, “Eu sei que vou te amar”, “Eu vim da Bahia”, “Falsa baiana”, “Fotografia”, “Insensatez”, “Lígia”, “Pra quê discutir com a madame”, “O samba da minha terra”, “Retrato em Branco e Preto”, “Você e eu”, “Triste”, “Tin Tin por Tin Tin”. Outros compositores também fazem parte do repertório,  como Caetano Veloso,  Tom Jobim,  Ronaldo Bôscoli entre outros.

Com uma carreira internacional digna de elogios e reconhecimentos notáveis – em Marrakesh foi saudada com entusiasmo pelo Rei de Marrocos – e após apresentações ao longo dos últimos 20 anos em clubes de jazz da Itália, Suíça, Grécia, França, além de importantes casas de show do Rio (Teatro Rival, Planetário da Gávea, Forte de Copacabana, dentre outros),  a cantora HANNA está em estúdio, gravando seu novo álbum “Bossa Nova para sempre”, com produção de Dodô Moraes e previsão de lançamento no início de 2023, reunindo obras icônicas como “Samba do Avião”, “De Conversa em Conversa”, “Doralice”, “Saudosa Maloca”, “Saudosismo” e “Coração Vagabundo”, dentre outras. Finaliza Hanna.

Publicação Anterior

Beth Goulart lançará livro “Viver é uma arte” terça dia 12/jul no Leblon, no Rio

Próxima Publicação

Christiane Torloni, Sergio Marone e Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo, comparecem à abertura do Green Nation