Fotos da inauguração da exposição de Adir Sodré no Paço Imperial

Ana Luiza Vieira Rabello, Daniel Lannes e Cristina Burlamarqui

Obras inéditas de Adir Sodré chegaram ao Paço Imperial nesta semana

Abertura da mostra ocorreu nesta quarta-feira (20), às 17h com entrada gratuita.

Uma exposição inédita de obras do artista mato-grossense Adir Sodré (1962-2020) chega ao Paço Imperial nesta quarta-feira, dia 20 de julho, às 17h. Intitulada Podre de Chique: uma retrospectiva extraordinária de Adir Sodré, tem entrada franca e fica em cartaz até 23 de outubro. A mostra reúne obras inéditas ao público, presentes em diversas coleções brasileiras que, desde cedo, reconheceram a importância deste artista: “Uma exposição retrospectiva de Adir Sodré, permite-nos dimensionar a relevância de sua obra, pois os temas por ele tratados há mais de três décadas ainda permanecem extremamente atuais e estão nas manchetes: a defesa ambiental, a crítica ao poder político, o perfil ainda elitista do sistema de arte e as questões referentes à sexualidade. Adir trata com muita elegância e contundência tudo isso”, afirma Margareth Telles, fundadora do MT Projetos de Arte, idealizadora da exposição.

Os curadores Guilherme Altmayer e Leno Veras explicam que organizaram a exposição de forma não linear quanto a sua cronologia. “As obras estão mescladas em cinco proposições conceituais: Cuyaverá (Cuiabá), Tapa na cara pálida (horrores da branquitude), Ditos e malditos (imundos das artes), O pop não poupa ninguém (cultura de massas) e Manifestos paus, Brasil! (fabulações estético-eróticas)” Na exposição, que conta com apoio da Prefeitura de Cuiabá, há um retrato de Gilberto Chateaubriand, que colecionou a obra do pintor mato-grossense desde a década de 80, quando o artista despontou na exposição do Parque Lage, na Geração Oitenta. E outro retrato de Pietro Maria Bardi, que o convidou para uma individual no MASP, quando o artista contava apenas 21 anos.

Serviço:

Exposição Podre de Chique – Retrospectiva Extraordinária de Adir Sodré

Visitação até 23 de outubro

Horário: de terça a domingo, das 12h às 18h.

Paço Imperial – Praça Quinze de Novembro, 48 – Centro, Rio de Janeiro

Entrada gratuita

Publicação Anterior

Em ano de Copa do Mundo, a Ava Galleria apresenta a exposição “The Game of Art”, trazendo duas paixões – a arte e o futebol, com curadoria de Helena e Edson Cardoso.

Próxima Publicação

Osvaldo Novais: Exposição no CCBB de Cândido Portinari