A pureza da sensualidade traduz o trabalho de Arlinda Mestre. No decorrer de uma brilhante trajetória internacional conheceu a fundo todos os segredos da linguagem fotográfica, logrando imprimir em cada caso, o selo de uma personalidade artística influenciada pela sua admiração pelo cinema. A sua criatividade tem muito a ver com um temperamento apaixonado, dando liberdade ao seu instinto expressivo. 

A sua obra é totalmente pensada. Antes do primeiro disparo de sua máquina, estuda a mensagem que quer transmitir. Para Arlinda, a construção de uma foto exige uma grande reflexão de cenário, luz e enquadramento. Ressalta, ainda, que é necessário se identificar o propósito da concepção e se entregar de corpo e alma à arte. Por essa razão prefere trabalhar sem assistentes, ocupando-se, pessoalmente, de todos os detalhes. Desta maneira, acredita ser mais fácil se lograr o resultado desejado.

Em seus numerosos livros de arte, Arlinda se manifesta como um cristal poliédrico de muitas faces, no qual a beleza está presente em  um sentido inato de estética que se destaca, com especial encanto, desde as composições mais simples e sóbrias à sua fascinação pelo espetacular e pelo sofisticado. 

Vale desatacar uma revista desenvolvida por Arlinda sobre cultura (AM Magazine), na qual compreendemos com significado especial a sua trajetória artística. É o início de uma nova etapa na qual Arlinda Mestre se reinventa como artista e como mulher; resultado de uma introspecção unida à sua inquietude constante, em explorar novos meios e modos de expressão. Ao mesmo tempo, a sensualidade e o drama consubstancial do ser humano iniciou um caminho sem retorno, de procura do essencial, de pureza, num sentido quase místico. 

Arlinda Mestre presenteia o mundo, neste momento tão apaixonante de sua vida e sua arte, onde seus conteúdos englobam: retrato e nus artísticos, moda, publicidade, fotojornalismo, reportagem étnica da fauna e natureza selvagem e arquitetura. Nesta nova corrente criativa, os seus modelos são fotografados com sensibilidade, realismo e autenticidade. Arlinda Mestre expressa um conceito diferente, que impulsa e impregna o melhor da sua obra, marcada pela intensidade e magia de uma nova expressão. 

COLUNAS RELACIONADAS

Musical “Naked Boys Singing!” reestreia em São Paulo em junho

Sucesso de crítica e público, o clássico off-Broadway, “Naked Boys Singing!” retorna a São Paulo para nova temporada no Teatro Nair Bello. O espetáculo tem como protagonista o universo masculino e aborda questões como circuncisão, masturbação, HIV,…

Francisco Martins: MODA ESPORTIVA MASCULINA – Como usar fora da Academia

A Moda Esportiva chegou com tudo nos últimos meses, com muitas inspirações e adquiriu novas cores, tecidos e modelagem que facilita o seu uso também fora das academias. E ganha mais as ruas! inclusive para trabalhar, mas é necessário atentar…

Cité Arquitetura no CasaCor 2022 Rio – Divulgação

Um dos ambientes mais impactantes da mostra CasaCor 2022 do Rio de Janeiro, é o ambiente da abertura. Nomeado como “Entre-salas”, o projeto chama atenção tanto pelo conforto e beleza, quanto pelo reflexo do jardim…

Ígor Lopes: Luso-brasileiro, Fabiano de Abreu deixou o Rio de Janeiro para “brilhar” em Portugal como o cidadão português com o mais alto “QI” do país

Fabiano de Abreu Rodrigues é o típico cidadão luso-brasileiro que, após construir uma vida sólida no Brasil, deixou para trás o status quo e decidiu viver no país dos seus antepassados, que é hoje o…