Estudante de Biblioteconomia, nasceu em Uruguaiana, Rio Grande do Sul. O interesse pela literatura começou na infância e, ao se aprofundar no universo dos livros, encontrou sua grande paixão: a poesia. Nas horas vagas, gosta de escrever poemas, contos e adquirir conhecimento sobre escritores e artistas, especialmente lusitanos. Participou de uma antologia poética da qual há escritores portugueses. “Milagre de Amor” e “Entardecer” foram lidas pelo radialista Manuel Jorge na rádio ManeloStar, em Lisboa. Assim com Fernando Pessoa, por quem Douglas nutre grande admiração, o rapaz usa heterônimos para criação de suas poesias.

COLUNAS RELACIONADAS

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.